Páginas

NOTA INTRODUTÓRIA - A ortografia do presente léxico contrastivo, ou prontuário prático para a escrita da nossa língua, é a do Acordo da Ortografia Unificada, de 1990; escolheu-se em geral a norma culta europeia nos casos em que diverge da americana, e incorporou-se com finalidade diacrítica alguma grafia anterior ao Acordo. Junto com as formas simples, incluem-se flexões, topónimos (lato sensu) e outras palavras, a fim de ilustrar a variedade fonética das formas nortenhas e portugalegas, ou dialetais, preferentes mas não exclusivas no léxico, dentro da virtualidade estrutural da língua. Cumpre ter muito em conta que as explicações entre parênteses não são definições, mas breves referências ou sinónimos para identificar no mínimo espaço os vocábulos, procedentes de dicionários ou de autores muito diversos.

A segunda parte contém o resto do léxico geral que pode apresentar dúvidas ortográficas, sobretudo a N da Raia. Nessa lista indicam-se os plurais dos singulares em -ão quando terminados em -ães ou -ões, ou, se não têm plural, a terminação fonética (-am, -om) na pronúncia do português galego, que também se indica na primeira parte. A consulta pode fazer-se alfabeticamente ou mediante pesquisa digital, talvez este o método melhor para resolver rapidamente as dúvidas ortográficas no momento da consulta.

Este trabalho é fruto da pesquisa e da docência; tem um fim fundamentalmente pedagógico e prático geral, ilustrando e não prescrevendo, mas visando contra-arrestar a forte pressão castelhanizante a que está submetida a nossa língua a N da Raia.

A primeira versão deste prontuário foi publicada pelas Irmandades da Fala em 1984, Revista Temas do Ensino, Nos. 2/3, Braga. Última revisão: maio de 2015

LÉXICO CONTRASTIVO

Marcadores


LÉXICO GERAL

CARLOS DURÃO, DR.

Carlos Durão nasceu em 5 de janeiro de 1943; licenciado em Filologia Inglesa pela Universidade Central (Madrid, Espanha) em 1968; Prof. de idiomas em Londres; redator radiofónico da BBC; tradutor técnico em organismos da ONU; correspondente/colaborador das revistas Grial,Teima, A Nossa Terra, Agália, O Ensino, NÓS, Cadernos do Povo; membro das IFGP, AAG-P e AGAL; académico da AGLP. Publ.: "A teima" (novela), Editora Galáxia, Vigo, 1973; "Galegos de Londres" (romance), Edições do Castro, Sada, 1978; "O silencio, nós" (novela), 1988, Fundação Europeia Viqueira, Cadernos do Povo, Ponte Vedra-Braga; "Prontuário ortográfico da língua galego-portuguesa das Irmandades da Fala", especial nos 2/3 de Temas de O Ensino, Braga, 1984 (autor e redator principal); "Poemas do não", revista NÓS, nos 4/5/6, 1987; "Paralaxes", Coleção de poesia 5+2=8 Etc aos 4 ventos, Ponte Vedra-Braga, 1994

Pesquisar este blog