Páginas

NOTA INTRODUTÓRIA - A ortografia do presente léxico contrastivo, ou prontuário prático para a escrita da nossa língua, é a do Acordo da Ortografia Unificada, de 1990; escolheu-se em geral a norma culta europeia nos casos em que diverge da americana, e incorporou-se com finalidade diacrítica alguma grafia anterior ao Acordo. Junto com as formas simples, incluem-se flexões, topónimos (lato sensu) e outras palavras, a fim de ilustrar a variedade fonética das formas nortenhas e portugalegas, ou dialetais, preferentes mas não exclusivas no léxico, dentro da virtualidade estrutural da língua. Cumpre ter muito em conta que as explicações entre parênteses não são definições, mas breves referências ou sinónimos para identificar no mínimo espaço os vocábulos, procedentes de dicionários ou de autores muito diversos.

A segunda parte contém o resto do léxico geral que pode apresentar dúvidas ortográficas, sobretudo a N da Raia. Nessa lista indicam-se os plurais dos singulares em -ão quando terminados em -ães ou -ões, ou, se não têm plural, a terminação fonética (-am, -om) na pronúncia do português galego, que também se indica na primeira parte. A consulta pode fazer-se alfabeticamente ou mediante pesquisa digital, talvez este o método melhor para resolver rapidamente as dúvidas ortográficas no momento da consulta.

Este trabalho é fruto da pesquisa e da docência; tem um fim fundamentalmente pedagógico e prático geral, ilustrando e não prescrevendo, mas visando contra-arrestar a forte pressão castelhanizante a que está submetida a nossa língua a N da Raia.

A primeira versão deste prontuário foi publicada pelas Irmandades da Fala em 1984, Revista Temas do Ensino, Nos. 2/3, Braga. Última revisão: maio de 2015

LÉXICO CONTRASTIVO

Marcadores


LÉXICO GERAL

C

C ca (pop.: com a; conj.: do que; arc.: pois; símb. centiare), cá! (interj.: não, nalguns dics.), cá (acá; capa), cà (ca a; q’a), cã (cabelo branco; f. cão; título tártaro), Cã (top.), Ca (símb. cálcio), CA (corrente alternada) Caamanho (top. e n.), Camanho (top.), quamanho (ant.: quão grande), Queimanho (n.), camanho (quamanho) Caamouco (top.), Camouco (top.), camouco (árvore sem galhos; montão) caaveiro (osseiro), Caaveiro (top. e n.), cabeiro (do cabo; derradeiro; que faz cabos; de cabeirar), Caveiro (top. e n.) cabaca (massa de pão seca), cavaca (cavaco) cabaça (planta), Cabaça (top. e n.) cabaçal (terreno de cabaças), Cabaçal (top.) cabaçada (líquido da cabaça), cabazada (conteúdo dum cabaz) cabaceira (planta), Cabaceira (top.), cabazeira (f. cabazeiro) cabaceiro (celeiro; cabaceira), cabazeiro (que faz cabazes) cabaço (cabaça), cabaz (cesto), cabais (pl. cabal), cavais (de cavar) cabaços (pl. cabaço; roldana), Cabaços (top.) cábado (truitinha), cágado (anfíbio), cágano (cágado), cagam-no (de cagar), cágalo (ave), caga-lo (de cagar), cágada (mão-cheia) cabaixe (vaguada), cavage (cavagem no monte), cavaixa (cavanca), cabagem (barranca), cavagem (cavadura) cabal (completo), cabale (de cabalar), cavale (de cavalar) cabala (interpretação alegórica; conluio; de cabalar), cavala (peixe; de cavalar), Cavala (top.), cavá-la (de cavar), gabala (cavala) cabalar (fazer cabalas), cavalar (rel. ao cavalo; montar; coleiro), cavaloar (saltar como cavalo), Cavalar (top. e n.) cabalaria (de cabalar), cavalaria (conjunto de cavalos; de cavalar) cabalino (ref. a Pégaso), cavalinho (dim. cavalo) cabana (choça; f. cabano), Cabana (top. e n.) cabanal (alpendre), Cabanal (top. e n.) cabanão ((om) aum. cabana), Cabanão ((am) top.), cabanhão ((om) alpendre), cavanhão ((om) terra sem arar entre regos; sanja), gavanhão ((om) cavanhão) cabanca (regato escavado pela chuva), cavanca (cabanca), Cabanca (top. e n.), Cavanca (top.) cabanco (barranco), cavanco (cabanco), Cabanco (top.), Cavanco (top.) cabaneiro (vagabundo; cabanês), Cabaneiro (top. e n.), cabanheiro (que dá gado a meias) cabanel (alpendre), Cabanel (n.), cabanelo (lugar para guardar ferramenta), Cabanelo (n.) cabanela (cabana pequena; cabanel), Cabanela (top. e n.) cabanelas (pl. cabanela), Cabanelas (top. e n.), Cabaninhas (top.), Cabanilhas (n.), Canavilhas (n.) cabanês (que mora em cabana; de Cabana ou Cabanas), cabanéis (pl. cabanel), cabanense (cabanês), cavanejo (cesto) cabão ((am) aposento; (om) ancinho), cavão ((om) trabalhador de enxada; moucho), cabano (alpendre) Cabarcos (top. e n.), Cavarcos (top. e n.) cabaretista (cabareteiro), cabareteiro (dono de cabaré) cabazes (pl. cabaz), Cabazes (top.), cavasses (de cavar) cabe (de caber; cabimento; carruagem; ant.: perto), Cabe (rio), cave (de cavar; cava) cabeado (de cabear), cabeato (completo) cabeça (parte superior do corpo), Cabeça (top. e n.) Cabeça de Vaca (top. gal.), Cabeça de Vaca (explorador esp.) cabeçada (golpe com a cabeça), cabeçoada (cabeçada) cabeçal (cabeceira), cabeçaleiro (cabecel), cabeceiro (topo; corda que cinge cabeça de besta; cadulho), Cabeceiro (top. e n.), cabiceiro (aparelho de cavalaria), cabecel (principal quinhoeiro; cabeçalho; cabeção), cabeçalho (cabeçalha), cabeçolo (cágado) cabeçalha (haste do carro), cabeçoalha (cabeçalha), cabecilha (chefe de bando) cabeção ((om) colarinho; cabeça do polvo; cabeçudo; (am) teimudo), Cabeção ((am) e (om) top.; (om) n.), cabeçalhão ((am) cabeção), cabesão ((om) desentretim) cabecear (dar cabeçadas), cabeciar (teimar) cabeceio (cabeceamento; de cabecear), cabecio (de cabeciar) cabeceira (f. cabeceiro; travesseira), Cabeceira (top.), cabiceira (parte dianteira dos arreios) cabecha (cabicha), cabicha (resto de cigarro) cabeço (outeiro; coluna de amarração), Cabeço (top. e n.), cabiço (canastro) cabeços (pl. cabeço), Cabeços (top.), cabeções (pl. cabeção; jogo) cabeçote (testeira; cágado), cabaçote (tipo de abóbora ) cabeçuda (f. cabeçudo; sardinha que se come inteira), Cabeçuda (top.) cabeçudo (de cabeça grande; teimudo; peixe; polvo; boneco de carnaval), Cabeçudo (top. e n.) cabedelo (cabo de areia), Cabedelo (top.), cavadelo (cabedelo de marisqueio), Cavadelo (top.), Cabadelo (top.) cabeia (de cabear), cavei-a (de cavar) cabeira (f. cabeiro; de cabeirar), caveira (crânio), Caveira (top.), calaveira (estouvado), calveira (calveiro, nalguns dics.; calvície, nalguns dics.), Calveira (n.), catalaveira (cadela-dos-frades) cabemos (de caber), cavemos (de cavar) caber (ter cabida), Caber (top.) cabestro (cabresto; pessoa mal encarada), cabresto (corda; boi manso), cabicastro (lugar junto a castro), Cabicastro (top.) cabida (cabimento; f. cabido), cavida (de cavidar), cavita (de cavitar) cabide (percha), cavide (ant.: cabide; de cavidar), cavite (de cavitar), Cavite (top.) cabidela (cabimento), cabidela (guisado) cabido (capítulo catedralício; oportuno; de caber), Cabido (top. e n.), Cavido (n.), cavido (de cavidar), gabido (vasilha), cávido (cauteloso), caviídeo (roedor), cabudo (fundo), gabildo (rebento) cabídola (ant.: maiúscula), capítula (lição de breviário), capitula (de capitular) cabidual (ref. a cabido), cabedal (capital), cavedal (utensílio de espingardeiro), caudal (torrente; ref. à cauda; caudaloso), caudel (coudel) cabila (da Cabília; rel. aos cabilas; aldeia de mouros), alcabila (cabila), cavila (de cavilar), cábila (cabrestante), cáfila (caravana), cáfela (cáfula), cáfula (de aspeito negativo), cabilda (cabila) cabina (habitáculo), cabine (cabina), cavim (cavianca) cabinda (de Cabinda), Cabinda (território angolano) cabirta (cabrinha), Cabirta (n.), cabrita (cabirta) cabirto (cabrito), cabrito (cria de cabra) cablagem (cabos de transmissão), cablado (cablagem; de cablar), cablassem (de cablar) cabo (extremo; mango; militar; maroma), Cabo (top. e n.), cavo (de cavar; côncavo), caibo (de caber), cávio (madeira defeituosa) Cabo Vilanho (top.), Cabo Vilão (top.) caboça (castanheiro), Cabossa (n.) caboças (pl. caboça), Caboças (top.) caboco (caboclo), cabouco (vala; de caboucar), cavouco (cabouco; de cavoucar), caborco (cavouco), Caborco (top.), cavorco (caborco), calhavorco (angrova) caboço (celeiro), Caboço (top. e n.), Cabouço (top. e n.) cabodano (cabo de ano), cabo de ano (missa ao cabo dum ano do falecimento) caboto (de cabotar), Caboto (navegador it.) cabouqueiro (que faz caboucos), cavouqueiro (cabouqueiro) cabouca (cabouco; de caboucar), Caborca (top.), cavouca (lugar fundo; de cavoucar), cavarca (sanja) cabo-verdiano (de Cabo Verde), cabo-verdeano (cabo-verdiano, nalguns textos), cabo-verdense (cabo-verdiano), cabo-verde (cabo-verdiano), Cabo Verde (país; cabo do Senegal) cabra (ruminante; cábrea), Cabra (top. gal.) cabracho (peixe cabra), quebracho (árvore), quebrache-o (var.: quebraste-o) cabra-loura (vaca-loura), cabra-lola (hemíptero), cabra-louce (pernalta) cabrada (rebanho de cabras), cabroada (quantidade de cabrões), cabronada (ação infame, nalguns autores) cabrafigo (figueira brava, nalguns dics.), Cabra Figa (top. port.) Cabral (top.), Cabral (n.) cabrão ((om) bode), Cabrão ((om) top.), cabro (cabrão), cabrião ((om) escacho), cabrum (caprum), Cabrum (top.), Cabrui (top.), cambrão ((om) fruto da cambroeira) cabre (calabre), calabre (amarra; ant. máquina de guerra), Calabre (top.), cable (de cablar) cábrea (guindaste), cabria (água de chuva para regar), caibra (de caibrar) cabrear (empinar-se), cabrejar (cabrazar), cabrazar (saltar como cabra), escabrear (cabrear; irritar), descabrear (escabrear), encabrear (escabrear), encabritar (empinar) cabreira (f. cabreiro), Cabreira (top. gal. e port.; n.), Cabreiroã (top.), quebreira (prostração) cabreiro (pastor de cabras), Cabreiro (n.) cabrelhão ((om) escacho), cabrilhão ((om) cabrelhão), cambrilhão ((om) pinto) cabrestante (máquina para levantar a âncora), cabrestão ((om) cabresto forte), cabrestilho (pequeno cabresto) cabrifolho (cabrinfolho), cabrinfolho (madressilva), cadrifolho (cabrifolho) cabril (curral de cabras), Cabril (top.), cabrio (livre; cabrum, nalguns dics.), cabrim (pele curtida de cabra), cambril (rês que anda mal) cabriolar (dar cabriolas), capreolar (de veias sinuosas) cabriolé (ant. carruagem), cabriolei (de cabriolar) cabrões (pl. cabrão), Cabrões (top.), Cabrois (top.), Cabrôs (top.), Cabruns (top.), cabruns (pl. cabrum) cabucho (cabo; capucho), cabujo (cabrito), vacuxo (cuxo), vacujo (vacuxo), vacucho (vacuxo) cabujeiro (rancoroso), cabujento (cabujeiro), cabujão ((om) cabujento) cábula (ardiloso), cáfula (negativo), cáfela (cáfula) caça (caçada; de caçar), casa (edifício; de casar), cassa (de cassar; gaza) caçabelho (irrequieto), caçabelo (caçabelho), caçamelo (cálçamo), cacavelo (que fala muito), cachapelo lingoreteiro), caçapelo (terra de cultivo; mexedor), caçapelho (grumo), caçapolho (pedaço de vara), caçapulho (centro de maçaroca) Cacabelos (top. e n.), Carcabelos (top.), Carcavelos (top.), Carabelos (top. e n.), cacavelos (pl. cacavelo), carcavelos (vinho) cacabinha (caçabina), cacabina (fungo), cacavina (castanha falsa; cogumelo) caçacu (casacu), casacu (peixe) caçada (caçaria), casada (f. casado), cassada (f. cassado), caçata (caçada), casata (ant.: família que vivia em choupana) caçadeira (jaqueta de caçador), casadeira (f. casadeiro), caçadora (f. caçador) caçado (de caçar; conteúdo dum caço), casado (de casar), cassado (de cassar), Casado (n.) caçai (imperat. caçar), casai (imperat. casar), cassai (imperat. cassar), Cassai (rio afr.) caçai-o (de caçar), casai-o (de casar), cassai-o (de cassar), Casaio (top.), Casoio (top.) cação ((om) seláquio; robusto), Cação ((am) e (om) top. gal.; n.), casão ((om) casarão), Casão (top.), Cazã (top. russo), cajão ((om) pedra miúda), cajó (cajão), casó (cajó) caçapa (seláquio), gaçapa (caçapa), acaçapa (de acaçapar) Caçapal (top.), Caçapal (n.) caçapelo (terra de cultivo), caçapelho (grumo; pequeno), gaçafelho (pequeno; caçapo) caçapo (filhote de coelho), gaçapo (caçapo), Gaçapo (n.), cachapo (cacho) cacar (fazer caca), cagar (evacuar o ventre) caçar (perseguir), cassar (anular), casar (maridar), Casar (top.), quasar (corpo celeste), quassar (fragmentar), caçoar (gracejar) caçarola (tacho), caçoula (caçarola pequena), caçola (caçoula), caçoleta (frigideira; caçoleira), caçoleira (doninha), casula (vestimenta sacerdotal; casulo; peça do malho), caçula (seca; benjamim; casulo), caçoila (caçoula), casuleira (casula) caçarolada (protesto com caçarolas, nalguns textos), caçolada (guisado) caça-submarino (navio para caça de submarinos), caça submarina (pesca com arpão no fundo do mar) cacaual (plantação de cacaueiros), cacauzeiral (cacaueiral), cacaueiral (conjunto de cacaueiros), cacual (cacaual), Cacual (top.) cacaueiro (árvore do cacau), cacauzeiro (cacaueiro) caçava (mandioca; de caçar), casava (de casar), cassava (de cassar) cacavela (coucavela; taravela), coucavela (castanha falsa) cacear (descair), casear (abrir casas para botões), cacenar (fazer cacenadas) caceasse (de cacear), casease (caséase), caséase (fermento da caseína), caseasse (de casear), caceia-se (de cacear), caseia-se (de casear) cacei-a (de caçar), casei-a (de casar), caseia (redes da beta; de casear), caceia (de cacear), cassei-a (de cassar) cáceres (pl. cácere), Cáceres (top.) cacete (pau; de cacetar), cassete (gal.: estojo), cassetete (cacete pequeno), caceto (de cacetar), caseto (casoto), caseta (casitéu), caceta (caço; de cacetar), casota (casoto), casoto (casinholo) caceteiro (que usa cacete), caseteiro (caseiro que mora em caseta) cacha (dissimulação; metade; de cachar), caxa (ant. moeda indiana; ataúde), caixa (cofre), queixa (queixume) cachaba (cajato), cachava (de cachar) cachaça (cacheira; aguardente de melaço), Cachaça (n.), quichaça (teima) cachaceiro (cachaçudo; que bebe cachaça), cachafeiro (pachorrento), Cachafeiro (top. e n.), cachafelho (rapaz inquieto; de baixa estatura; gambosino) cachaço (caluga), Cachaço (top.) cachada (roça; f. cachado), Cachada (top.) cachadeira (aveaca), cacheadeira (apalpadeira) cachafaz (homem grosso), cachafaço (golpe), cachafão ((om) buraco), cachafundo (poça) cachais (pl. cachal), cachais (de cachar) cachameia (cachimeia), cachimeia (cabeça) cachameiinha (dim. cachameia), Cachamoinha (top.), Cachamuinha (n.) cachão ((om) borbulhão; (am) cachamoulão), Cachão ((om) top. e n.), cachal (tojo arnal), caixão ((om) caixa grande), queixão ((om) queixinhas; dial.: caixão), escachão ((om) calhão) cachar (ocultar; arrotear), cachear (apalpar; cachar; cobrir-se de cachos) cacharias (de cachar), Caxarias (top.) cacharol (cacharolo), cacharola (cachola), cacharela (fogueira de S. João), charola (nave de templo), cacharolo (tanque), caixarolo (caixinha), cacharolete (coquetel) cacharro (pucheiro), Cacharro (n.) cacharulo (rapaz forte; prosmeiro), cacherulo (cacharulo), cachirulo (cacharulo), gachirolo (rapaz agudo) cachauriço (ouriço de mar), cachouriço (ouriço-cacho) cachavelhada (cachivalhada), cachivalhada (trastes velhos) cacheira (f. cacheiro; cacete; cachola; fogueira), Cacheira (n.), cachoeira (catarata), Cachoeira (cid. bras.), caçoeira (caçonal), caçoira (caçoeira), cachueira (cachão) cacheiras (pl. cacheira), Cacheiras (top.) cacheiro (que se esconde; cacheira), Cacheiro (top. e n.), gacheiro (gachumeiro; curvado; animalinho que cabe onde quer; cercado), Cachoeiro (cid. bras.), caixeiro (empregado) cachela (lumareda), cachola (cabeça; de cacholar) cachelo ((ê) porção de pataca com germe; (é) pedaço), cacheno (fragmento; cacharulo; em que há cachos ou cachas), cacholo (rapaz tolo; de cacholar) cachelos (troços de batata), conchelos (coucelos), coucelos (pl. coucelo), couselos (pl. couselo) cachias (pl. cachia), Caxias (top. e n.), Casias (top.), cacheias (de cachear) cachiça (bilharda; cortiça; cachinho; de cachiçar), cachiço (porco semental; madeiro; robalo; de cachiçar) cachicão ((am) criado), cachicão ((om) efeminado) cachíforo (recipiente pequeno), cachifro (vasilha pequena) cachimba (de cachimbar), cacimba (cacimbo; de cacimbar) cachimbo (recipiente para fumar), cacimbo (orvalho), cachumbo (bojo da roca) cacho (racimo; cacheiro; de cachar), Cacho (top. e n.), caxo (caxa) cachoar (ferver a cachão; formar cachoeira ou cachão), acachoar (formar cachão) cachoes (de cachoar), cachões (pl. cachão), Cachões (top.) cachona (jogo), cachonda (f. cachondo) cachopa (cachopo; moça), cachoupa (cabana; cachopa), cachupa (iguaria cabo-verdiana), casopa (casebre), Casopa (top.), Cachopa (top.), casoupa (casopa), casupa (casopa) cachopeira (cachopa), cachopeiro (monte de cachopas; variedade de figo), cachupeiro (tronco) cachopinho (pequeno cachopo), cachoupinho (pessoa pequena; ato de encrequenar-se), gazopim (que cabe em qualquer lugar) cachopo (cepo), cachoupo (casopa), casopo (casopa), casoupo (casoupa), casupo (casoupo) cachorra (cadela), cochorra (melro), cachurra (monta-cachurra) cachorrada (conjunto de cachorros), chorrada (grande quantidade), jorrada (corrente de água) cachouriço (ouriço-cacho), chouriço (enchido de carne; de chouriçar) cachuca (gorro), cachucha (cacheira) cacicado (poder de cacique; de cacicar), cacicato (cacicado, nalguns dics.), caciquia (caciquismo; de caciquiar) cacicais (pl. cacical), cacicais (de cacicar) cacical (rel. a cacique), caciquil (cacical, nalguns autores) cacicar (ser cacique), caciquear (cacicar), caciquiar (andar com mexericos) cacifo (cofre), cacifro (cacifo), cacipo (cacinho) Cacilda (n.), Cassilda (n.) cacique (mandão), cassique (cassico) caciqueiro (que caciqueia), caquizeiro (diospireiro), caqueiro (caco) caciz (sacerdote mourisco), cassis (cordial), casis (pl. casil) caco (pedaço; de cacar), Caco (bandido mit.) caço (colherão; de caçar), caso (sucesso; de casar), Caso (top.), casso (nulo; de cassar) caçoares (de caçoar), casuares (pl. casuar) caçoais (de caçoar), casuais (pl. casual) caçoes (de caçoar), cações (pl. cação), casós (pl. casó), cajós (pl. cajó) caçoleta (cadinho; peça do carro), caçulete (peça da dorna) caçolo (caçola), casulo (revestimento), casulho (bainha) cacto (cato), capto (de captar), cauto (acautelado), cato (planta; jato; de catar; suco do catechueiro), Cato (ilha do Mar de Coral), Kato (top. gr.) caçualha (gentalha), cançualha (cabeçoalha), caçulha (bainha de ervilhaca), caçoalha (caçualha), cafualha (caçualha), cançuaia (cançualha) cacume (cume), cacúmen (cacume) caçurrento (caçurro), caçurreiro (astuto) cada (um de vários), Cada (top. e n.) cadamolho (cadamolha), cadamolha (cabo para manejar moinho de mão) cadanseu (cada um seu), cada seu (cadanseu) cadarço (cadeixo), Cadarço (n.), cadaço (cadarço), cadraço (atadalho) cadaste (peça da popa), cataste (de catar), cadastro (censo), codaste (cadaste) cadastrais (pl. cadastral), cadastrais (de cadastrar) cádava (cádavo), Cádevas (top.), cadava (cádavo, nalguns dics.), Cadava (n.) cadaval (sítio de cádavas), Cadaval (top. e n.), Cadafal (top. e n.), cadafalso (patíbulo), cadrafalso (animal decrépito) Cadaveira (top. e n.), cadaveira (cadaval), codaveira (remendo no côvado) cadáver (corpo), cadavre (pop.: cadáver), cadaveiro (monte queimado), Cadaveiro (top. e n.), cadavedo (cadaval), Cadavedo (top.) cadaveroso (cadavérico), caveiroso (descarnado), cadavérico (rel. a cadáver), Cadavoso (top.) cádavo (pé de mato chamuscado), Cádavo (top.), Cávado (top.), cábado (truita pequena), cadavo (cádavo), cácabo (cábado), cádigo (salamanca) cade (espécie de zimbro), cadê (que é de) cadeado (fechadura), candado (cando) cadeira (assento; cátedra; quadril), cadieira (travessa que sustenta o piso da dorna) cadeirado (cadeiral), catedrático (que tem cátedra), cadeirádego (hiperenxebrismo: catedrático, nalgum dic.), cadeireiro (fabricante de cadeiras), cadeiral (cadeiras de coro), catedral (sé) cadeiras (pl. cadeira), Cadeiras (top.) cadeiro (escano), cadeeiro (carcereiro) cadeixo (cadexo; de cadeixar), cadexo (madeixa; roldana), cadecho (madeiro), Cardexo (top.), cadinho (crisol), cadijo (cadipo) cadela (f. cão; moeda), Cadela (top.), caudela (de caudelar) cadelaria (grupo de cães), cadeleira (corisco; f. cadeleiro) cadelo ((é) ou (ê) cachorro; peixe; moeda; lousas do telhado), Cadelo (n.) cadência (movimento compassado), candência (estado de candente) cadente (que vai caindo; que tem cadência), candente (que chegou à incandescência) caderna (4 peças num escudo; peça do arado; caverna de navio), quaderna (face de dado com 4 pintas), quaterna (f. quaterno) caderno (livrete), quaderno (ant.: caderno), quaterno (composto de 4), quatérnio (quaternião), cadorno (gelo; nó) cádis (pl. cádi), Cádis (cid.) cadmia (óxido de zinco), cádmio (metal), cadmeu (rel. a Cadmo), Cadmo (pers. mit.) Cadões (top. e rio), cadoz (peixe), cadouço (esconderijo; molho) cadoira (buraco; tampão; cabo), cadoura (cadoira), cadora (a cada hora), caduira (cadoira), Cadoira (top.) cadoiro (cascata), caduiro (cadoiro), caidor (que cai), caideiro (que já cai) cadramão ((om) selvagem), Quadramão ((om) top.) cadramecer (agitar-se), carramecer (cadramecer) cadrar (quadrar), quadrar (calhar), cadrelar (fazer cadrelos), encadrelar (cadrelar), enquadrelar (enquadrilar, nalguns dics.), enquadrilar (enrestiar) cadras (ocos da chave; de cadrar; pl. cadra), Cadras (n.), quadras (pl. quadra; de quadrar) cadrelo (trançado; de cadrelar), Cadrelo (top.), quadrelo (seta; cadrelo) cadrileira (com bons quadris), quadrileira (bons quadris) cadrinho (quadrinho), Cadrinho (top.), quadrinho (dim. quadro), quadradinho (dim. quadrado) cadro (quadro; pantalha dos boteiros; de cadrar), Cadro (top.), quadro (quadrado; de quadrar) cadulho (terrão; de cadulhar), acadulho (cadulho), candulho (caldulho; candolho), candolho (croio; candoia), cantulho (canto), candoia (pessoa grossa e desalinhada), cadabulho (cabadulho; de cadabulhar), cabadulho (cabedulho), cabedulho (cadulho) caduquez (caduquice), caduquice (caducidade) cadurneira (buraco), cadorneira (cadurneira), Cadorneira (n.) caeira (ladeira; caleira), Caeira (top.), Caira (top.), queira (caeira; fumaça; de querer e queirar), Queira (top.), caieira (caleira) caeiro (caieiro), Caeiro (top. e n.), caieiro (caleiro), Caieiro (n.) cães (pl. cão: mamífero), Cães (top. e n.), Canes (cid.), cais (peirão; de cair; pl. cal), cains (pl. caim), caís (de cair), Cais (top.; Cádis, nas cantigas), Caiz (top.), quais (pl. qual) Caetano (top. e n.), Caitão ((am) n.), gaetano (de Gaeta), Gaetano (n.), Gaetão (n.), Gaitão (n.) cafarnaum (depósito de cousas velhas), Cafarnaum (top.), cafarnagem (rapazada, nalguns dics.) cafeeiral (terreno de cafeeiros), cafezal (cafeeiral), cafeal (cafezal), cafezeiral (cafeeiral) cafeeiro (cafezeiro), cafezeiro (arbusto do café; que gosta do café) cafeína (alcaloide do café), cafeona (óleo aromático) cafetã (túnica oriental), cafetão ((am) cafetã), caftã (cafetã) cafeteira (aparelho para fazer café), cafezeira (f. cafezeiro), cafetaria (café ou bar onde se dão refeições ligeiras), cafeteria (cafetaria) cafre (da Cafraria ou do Cafiristão), quefir (bebida de leite fermentado) cafua (choupana), cafuga (cafua), cafugo (cafua), cafurna (furna) cafuzo (mestiço bras.), carafuzo (cafuzo) cagadeiro (latrina), cagadoiro (cagadeiro), cagadouro (cagadeiro) cagalhão ((om) porção de excremento), cagalho (cagalha; árvore), cagajo (castanha oca), Cagaião ((am) região Filipinas) cagalheira (cagalhões), cagalhoeira (erva em bosteira), cagarreira (cagarria), cagadeira (tripa cagueira), cagueira (cagadeira) cagalheiro (cagalheira), cagalhoeiro (que não guarda segredos, nalgum dic.), cagueiro (enchido; de cu grande, nalgum dic.) cagão ((am) merdeiro), cagão ((om) caguinhas; crustáceo) cagarro (cagarra), cagarra (ave palmípede), cagarrua (cagarria), cagarria (diarreia) cagofe (cágado), cagofo (moreia de feno), cagojo (fungo brando), cagoja (castanha) caguelo (cagarrinhas), canguelo (medo), caguenlho (caguelo) caguichas (cagarrinhas), caguinchas (caguichas) caia (de cair e caiar), calha (cano; de calhar), caía (de cair), Caia (rio) caiado (de caiar), calhado (coalhado), coalhado (coagulado) caíamos (de cair), caiamos (de cair e caiar; (i-a) var.: caíamos), calhamos (de calhar) caiaque (embarcação esquimó), caíque (pequena embarcação), caiuco (pequena embarcação) caiar (branquear com cal), calhar (entrar na calha; coalhar; acontecer), calear (caiar; fazer cales), canlear (calear), coalhar (coagular), acoalhar (coalhar; abacelar), cualhar (coalhar), colhar (irmão de leite, nalguns dics.; coalhar, nalgum texto), coaxar (grasnar) caibas (de caber), cãibas (cambas), cambas (pl. camba; de cambar) caibrar (assentar caibros), calibrar (determinar calibre), encaibrar (caibrar) cãibras (pl. cãibra), câmaras (pl. câmara; mucosidades intestinais; cambras), cambras (pl. cambra) caibro (vara; de caibrar), cãibro (par de objetos), caimbro (cãibro) Caico (rio gr.), Caicó (cid. bras.), Caicoo (Deus, no verbo dos arginas), Queicoa (Caicoo), queico (pequeno para dar) caída (de cair; queda), queda (ato de cair; f. quedo; de quedar) caieis (de caiar), caíeis (de cair) caim (homem ruim; ave marinha; cheiro da raposa; ladrido; var.: caí), Caim (n. bíbl.), caem (de cair), caiem (de caiar), Caen (cid.), Caí (rio), Caém (top.) caimães (pl. caimão), Caimãs (arquipélago), caimanês (rel. a Caimão) caimão ((am) reptil; alqueimão), Caimão ((am) ilha), queimão ((om) abrasador), Caimau (ant. reino de Timor) câimbra (cãibra), cãibra (espasmo), caibra (de caibrar), câmara (cãibra; quarto; aparelho para fotografar), câmera (câmara), chambra (peça de roupa), cambra (cãibra; câmara; de cambrar), Cambra (top. e n.), Cambre (top. e n.), cambre (de cambrar), Quembre (top.) cainça (cainçalha; de cainçar), Quinça (top.), caniça (ladral de vimes; de caniçar), Caniça (top.), canhiça (restrolho), canícia (canície), canízia (cana fina na borda de água, nalgum dic.), canície (condição de ter cãs), caniche (cão de pelo encaracolado), canis (pl. canil), canicho (cãozinho) cainçada (cainça), Cainçada (top.), caniçada (pequena carga; caniçado), Caniçada (top.), cançada (cainçada), cansada (f. cansado), canzada (canzoada), canzoada (multidão de cães), quinzada (duração de operações de pesca; quinzena) Cainçal (n.), caniçal (mata de caniços), Caniçal (top.), Caiçal (top.), Queinçal (top.) cainçalha (cainçada; canalha), caniçalha (cainçalha) cainço (caniço; frouxo; de cainçar), caíço (cainço), caniço (caniça; grade), Caniço (top.), Cainço (top. e n.), Cainços (top. e n.), quenço (cainço; queixelo; de quencer) cainha (f. cainho; de cainhar), Cainha (n.) cainho (canino; casta de uva; de cainhar), cainhó (caunho), Cainhos (top.) caio (de cair e caiar; ilhote), Caio (n.), calho (coalho; de calhar), coalho (coágulo; de coalhar), cualho (coalho) caipira (do campo), queipira (pouco desenvolvido) caira (erva; mosca; f. cairo), caíra (de cair) cairéis (pl. cairel), caireis (de cair), cairês (cairo), cairota (do Cairo), queirês (cairês) cairento (cairo), queirento (cairento), queiroento (queiroguento, nalguns dics.) cairo (corda; rabeno; canino), Cairo (cid.; top. gal.), Queiro (top. e n.), queiro (cairo; de queirar), quero (de querer), quere-o (de querer), Quero (top.), socairo (cabo; abeiro) caixal (lado de caixa; queixal), queixal (do queixo), caixel (peça do tear), caixela (caixa das hóstias) caixão ((om) caixa grande), queixão ((om) que se queixa; caixão) caixeiro (encarregado de caixa), caixista (tipógrafo) cajada (cajata), cajata (cajato), cajadada (pancada com cajado) Cajade (top. e n.), Caxade (top. e n.), Caxide (top. e n.), Cajide (top. e n.), cajide (var.: caji) cajado (bastão), Cajado (top.), cachado (de cachar), queijado (cajado), cajato (cajado), Cajato (n.), Cachato (n.), gajato (cajato), cajota (pau para jogo; vadiagem), cajoto (cajota; osso) cajaputa (peixe escombrídeo), caxaputa (cajaputa), xaputa (peixe com cauda de andorinha), cachaputa (chaputa, num dic.), chaputa (peixe escombrídeo), chapota (de chapotar) Cajião (n.), Cagião (n.), Casião (n.), Casiano (n.) cajiga (ramo de carvalho; crego, em baralhete), Cajiga (n.), Cagiga (n.), encajiga (de encajigar) cajigal (azinhal; reitoral, em baralhete), Cajigal (top. e n.) cajigo (carvalho), cajido (de cajir), encajigo (de encajigar) cal (óxido de cálcio; qual; símb. de caloria; cale; cevadeira), Cal (top. e n.), qual (o que), cual (cesto), cale (rego; de calar), Cale (top. e n.), canle (dial.: cale), Canle (top.), canal (via de água), Canal (top. e n.), caule (talo), Caule (n.), Acal (n.), acale (de acalar) cala (enseada), cala (de calar; corda) Calaári (deserto), Cálari (cid. Sardenha) Calabar (top. gal.), Calabar (top. nigeriano) calabouço (cárcere), calaboiço (calabouço), calagouço (fouce), calagoiço (calagouço), caliboço (fosso) calabrear (misturar terras diferentes), calaborear (calabrear), calabreirar (buscar) calabrês (da Calábria), calabreies (de calabrear), calábrico (calabrês), calabriano (piso inferior pleistocénico) calábria (videira), Calábria (região it.), Caláuria (ilha gr.) calaça (pessoa preguiçosa; farrapento), calaza (tegumento albuminoso), Calaza (top. e n.), Calaça (n.) calaçães (pl. calação), Calasans (n.) calaceiro (preguiçoso; de calaceirar), lacaceiro (calaceiro), lacazeiro (lacaceiro, nalgum texto), lacuceiro (nugalhão) calacies (cabaças comestíveis), calasias (pl. calasia), Calacins (n.) caladinhos (pl. caladinho), Caladinhos (procissão silenciosa da Sexta-Feira Santa) calado (penetração do navio na água), calado (de calar) caladoiro (pesqueiro), calador (que deita rede), caladeiro (caladoiro) calafrio (arrepio), calhafrio (calafrio), calefrio (calafrio), calofrio (calafrio), escalafrio (calafrio), acalhafrio (calhafrio) calamidoso (pessoa que é uma calamidade; calamitoso), calamitoso (funesto) calamouca (de calamoucar), calamoucha (camoucha) calamoucar (calamucar), calamucar (vacilar) calamoucho (funil), calamucho (murcho) calandra (pássaro; máquina rotativa), calhandra (calandra), chalandra (chalana) calandrão ((am) calaceiro; calancão; (om) calhandrão), calhandrão ((om) desgarbado), Calandrão ((om) n.) calandro (grande bacio; calandrão; calandra macho), calhandro (calandro) calão ((om) parte da rede; gíria), calau (ave), calom (cigano brasileiro), caló (língua dos ciganos) calar (não falar; penetrar), acalar (submergir barco; fazer calar, nalguns dics. e textos) calçada (caminho de pedra; f. calçado), Calçada (top. e n.) calçadeira (calçador), calceira (f. calceiro), calçadura (ato de calçar) calçado (empedrado; sapato), Calçado (n.) calçador (que calça), calceiro (fabricante de calças), calçoeiro (que faz calções, num dic.), Calçoeiro (top.), caleceiro (que guia caleças), calçadoiro (calçadeira), calçadouro (calçadoiro), Calçadouro (top.) calcadouro (parte da eira onde se calca), calcadoiro (ato de calcar; calcadouro) cálçamo (planta), cálcemo (cálçamo), cálcimo (cálçamo), cácimo (cálcimo), cálsimo (planta), cásimo (cálsimo), cálsamo (erva), calça-mo (de calçar), calce-mo (de calçar) calçande (dial.: calçai), Calçande (top.) calcanho (calcanhar), calcâneo (sural) calcanhar (saliência posterior do pé), acalcanhar (pisar com calcanhar), calcanheira (calcanhar), calcanhal (calcanhar), carcanhal (dial.: calcanhal) calcar (pisar), acalcar (calcar), decalcar (copiar) calçar (revestir de calçado; meter calça), calcetar (empedrar; fazer calceta), calcinar (transformar em cal), calacear (viver como calaceiro), calaceirar (calacear), encalçar (ir no encalço), calazar (doença) calcário (rel. a cal), calcara-o (de calcar) calcarrua (sapateiro ambulante), calcarruas (vagabundo) calças-de-cuco (copos), calças-do-cuco (últimas messes espalhadas) calce (de calçar; calço), calço (cunha; de calçar), encalço (pista) calceis (de calçar), calcês (parte do mastro) calcina (de calcinar), calcinha (dim. calça), calcia (aço na ponta de ferramenta), calcita (carbonato de cálcio) cálcio (el.), calce-o (de calçar), cálsio (cálsimo) calco (decalque; de calcar), calco- (rel. a cobre) Calçoa (top. e n.), calçou-a (de calçar) calcomania (decalcomania), decalcomania (reprodução por decalque) cálculo (conta), cálculo (concreção) Calcutá (cid. Índia oriental), Calecute (cid. Índia ocidental) calda (sumo fervido; de caldar), cauda (apêndice posterior), coda (final; códão; côdea) caldar (deitar calda; caldear), caldear (tornar cálido), caldejar (enxaguar) Caldas (top. e n.), caldas (estância termal; pl. calda; de caldar) Caldeia (região mesopotâmica), caldeia (f. caldeu; de caldear) caldeio (de caldear), caldeu (da Caldeia), caldelo (calduda; bochorno) caldeira (grande vaso metálico; de caldeirar), Caldeira (top. e n.) caldeirão ((om) caldeira grande; suspensão mus.; delfinídeo), Caldeirão ((om) n.) caldeiraria (loja de caldeireiro; de caldeirar), Caldeiraria (top.) caldeiro (tacho grande; caldubeiro; de caldeirar), Caldeiro (top. e n.), galdeiro (que colhe galdo) caldelão (da Terra de Caldelas), caldelense (da Ponte Caldelas), caldense (de Caldas) caldelas (uva tinta), Caldelas (top.) caldo (líquido de cozedura; cálido; de caldar), Caldo (rio), galdo (isca; de galdir), Galdo (n.) caldosinho (dim. caldoso), caldusinho (caldo limpo), caldozinho (caldinho) caldoubada (caldo espesso), calduada (caldo chirlo), caldubada (caldo mal feito), calduda (caldo de castanhas) caldrufada (alimento com muito caldo), caldrupada (caldrufada) caldubeiro (afeiçoado ao caldo), caldupeiro (caldubeiro), caldufeiro (que come muito caldo), caldulheiro (lindeiro sem lavrar) caldulho (peça que tapa o cortiço), caldujo (caldo de castanhas), candulho (torrão), candolho (seixo) caleça (sege), calesa (caleça, nalguns dics.), caleche (caleça), caleje (de calejar), caliça (cal; carne aprodrecida; f. caliço) caleceiro (condutor de caleça), caleseiro (caleceiro, nalguns dics.), calejeiro (que anda ao calejo), calceiro (que faz ou vende calças) caledro (algibeira), Qualedro (top.) calei (ouvidor; de calar), caleei (de calear) caleia (sachadura; de calear), calei-a (de calar) caleidoscópio (instr. ótico recreativo), calidoscópio (caleidoscópio) caleijão ((om) calejão), calejão ((om) pequena caleja), calilhão ((om) passagem estreita), Canejão ((om) top.) caleira (caleiro; lugar onde se extrai cal; doença dos vegetais; cova na praia; vulg.: escaleira), Caleira (top.) caleiro (cano; que faz cal; conjunto de caleiras), Caleiro (top. e n.), canleiro (caleira) caleja (quelha; de calejar), calelha (quelha), calhelha (carreiro), Caleja (n.) calejar (fazer calejas; produzir calos; vaguear), calear (caiar; fazer cales), calujar (fazer recuar) calejo (sulco; de calejar), Calejo (top.) calem (de calar), Calem (n. comercial do Porto) calema (ondulação do mar), calima (tábuas de dorna; camada gelatinosa), calime (tábua da dorna), calume (ferrugem) calembur (trocadilho), calemburgo (calembur) calenda (reprimenda), calendas (pl. calenda; 1º dia do mês rom.) calendar (rel. às calendas), calendário (almanaque) cales (de calar; pl. cale e cal), Cales (top.), cális (pl. cáli), cálix (cálice), cáliz (ant. cálice), cálice (copo pequeno), caliz (calha) caletre (discernimento; de caletrar), caletro (caletre; de caletrar) calfojo (fosso da chuva), calfosso (calfojo; fosso), califorjo (pucharca) calhada (f. calhado; coalhada), caiada (f. caiado), canlhada (monte bom), coalhada (de coalhar; leite coalhado), coelhada (grupo de coelhos), coenlhada (coelhada), Coenlhosa (top.), colhoada (escroto, nalguns dics.) calhamaço (pano grosso), canhamaço (tecido de cânhamo), canamão ((om) pau), canhamiço (rel. ao cânhamo) calhanfrão ((am) e (om) langrão), colhanfrão ((am) calhanfrão) calhau (pedra), calhão ((om) onda rompente; (am) folgazão), Calhão ((om) top. e n. gal.), Calhau (porto do Peru; monte de Cabo Verde), Caião ((om) top. gal.; (am) n.), Calhou (top. gal.), calhou (de calhar), calhoo (de calhoar), quenlhão ((om) quenlha grande) calhe (calha; de calhar), caie (de caiar) calheia (calhe funda), calhei-a (de calhar), calhelha (carreiro) calheira (coalheira), Calheira (n.), canlhieira (cal do moinho), coalheira (abomaso), cualheira (coalheira), quenlheira (quelha do moinho) calheiro (coalheira), Calheiro (top. e n.), coalheiro (coalhada), cualheiro (coalheira) calheiros (pl. calheiro), Calheiros (top. gal. e port.) calhestro (jeito), calhistro (porco sem castrar), canhestro (sem jeito) calheta (angra), Calheta (top.), caleta (cale) calhoubada (comida reles), calhouvada (calhoubada), calhoada (pedrada) calia (f. calio), Calia (n.) calicinal (rel. a cálice), calicinar (calicinal), calcinar (abrasar) caliço (calcário), calio (caliço) calidade (qualidade, nalguns dics.), qualidade (índole), calidez (qualidade de cálido), calididade (habilidade) calificação ((om) qualificação, nalguns dics.), qualificação ((om) apreciação) calificar (qualificar, nalguns dics.), qualificar (dar qualificação), alcalificar (tornar alcalino), calcificar (prover de cálcio) califórnia (caverna), Califórnia (top.), cafurna (califórnia) califórnias (pobre que se sustenta à custa dos demais; pl. califórnia), californas (califórnias) califórnio (el.; da Califórnia), californo (califórnia) caligrafia (arte de escrever bem à mão), calografia (caligrafia) calimbórnio (móvel tosco), calimbórrio (calimbórnio) calipso (dança), Calipso (ninfa mit.) calista (pedicuro), Calista (ant. ilha gr., hoje Tera; n.), calistra (vento frio), Calistina (top. e n.), calistina (f. calistino) calistégia (planta), calisteja (pop.: calistégia) calistino (rel. a Calisto), Calistino (n.) Calisto (n.; top.; Ursa Maior [filha de Licaonte]; satélite de Júpiter), Calixto (Calisto, nalguns n. próprios), calisto (indivíduo de mau agouro; cálice), calistro (sieiro), calhistro (porco sem castrar) calmaço (calmiço), calmão ((om) calmaço), calmiço (bochorno), calmoço (calmiço), calmoso (calmo), calmuço (calmiço), calmuso (calmuço), calmúcio (calmuceiro), calmujo (calmúrsio), calmúrsio (bochorno), calmúrcio (calmúrsio) calmar (acalmar; calamar), Calmar (top.), acalmar (tornar calmo), galmar (alacadar), calmear (arquejar) calmaria (calma; de calmar), calmia (bonança), calmiça (calmiço), calmoça (canzis), calmosa (f. calmoso) calmuceiro (bochorno), calmuseiro (calmuceiro), calmoseiro (calmuseiro, nalguns textos) calo (de calar; pele dura), Calo (top. e n.) calocheiro (festeiro), caloteiro (mau pagador) calonha (ant.: calúnia), calúnia (difamação), calunia (de caluniar) calorento (que sente calor), caloroso (cheio de calor) calorescência (emissão de radiação calorífera), caloricidade (faculdade de desenvolver calor) calorífero (que produz calor), calorífico (que tem a propriedade de produzir calor), colorífico (que produz cor) calorímetro (que mede calor), colorímetro (que mede cor) calorinho (calorzinho), calorzinho (dim. calor) calos (pl. calo), calos (laços da vela da dorna) calostro (colostro), colostro (1º leite da fêmea parida), calustra (congostra) calota (solidéu), calote (dívida não paga; calota) caloura (f. calouro), Caloura (top.) calouro (acanhado; torrão), caloiro (calouro), Calouro (n.), calhouro (terrão molhado) calque (calco; decalque; de calcar), Calque (top.) calquer (qualquer), qualquer (um indeterminado) calsamada (grande quantidade), calsomada (calsamada) caluga (parte posterior do pescoço), Caluga (Kaluga; n.), caluca (caluga; impaciência; de calucar), caliga (caluga, nalguns dics.), cáliga (sandália rom.), cádiga (apear), coluga (caluga), coliga (caluga; de coligar), caluba (caluga), calua (cabeça), caluja (de calujar), canuca (vértebra superior da coluna), taluga (caluga) caluniante (calunioso), calunianta (f. caluniante) calvário (martírio), Calvário (top. e n.), Calveiro (n.), calveiro (clareira, nalguns dics.) calvear (encalvecer), calvejar (calvear), calvar (calvejar) calvelo (clareira), Calvelo (top. e n.) calvez (calvície), calveis (de calvar), calvície (estado de calvo) calvinho (dim. calvo), Calvinho (n.), Calvino (fundador do calvinismo) calvo (sem cabelo; de calvar), Calvo (n. e top.) calvos (pl. calvo), Calvos (top. e n.) camáldulas (pl. camáldula; camândulas), camândulas (contas do rosário; folgazão; pl. camândula) camaleão ((om) sáurio), cameleão ((om) camaleão) camalha (capuz de malha de lã), camal (peça da armadura), Camal (n.) camalhão ((om) terra entre 2 sulcos; aum. camalha), cambalhão ((om) camalhão; gancho da gramalheira), cambilhão ((om) entalhadura) camândola (camândula), camândula (folgazão), camáldula (ordem monástica) Camão ((am) top.; (om) n.), camão ((om) alqueimão) camaradaria (camaradagem), camaradia (camaradaria), camararia (cargo de camareiro), camaradagem (convivência de camaradas) camaranchão ((om) caramanchão), caramanchão ((om) pavilhão; desvão), Caramanchão ((om) top.), caramanchel (caramanchão), Carabanchel (top.) camarão ((om) crustáceo), Camarão (n.), comarão ((om) talude) camareiro (que serve na câmara; criado de mesa; camaroeiro), Camareiro (top.), camaroeiro (rel. a camarão), comareiro (faixa de terra sem cultivar), camarário (rel. a câmara) camarinha (alcova; urze; fruto da camarinheira; gotícula, nalgum dic.; de camarinhar), Camarinha (top. e n.), caraminha (camarinha), Carminha (dim. Carme), caramunha (lamúria; de caramunhar), cambarinha (quartinho), encaraminha (de encaraminhar) camarinhais (pl. camarinhal; de camarinhar), camarinhãs (pl. camarinhã), caraminhais (pl. caraminhal), caramunhais (de caramunhar), encaraminhais (de encaraminhar) camarinhal (lugar onde há camarinhas), caraminhal (camarinhal), caraminheiral (caraminhal), Caraminhal (top.) camarinhana (camarinhã), camarinhã (f. camarinhão), camarinhesa (f. camarinhês), camarinheira (planta solanácea), cambroeira (camarinheira) camarinhão (de Camarinhas), camarinhês (camarinhão), camarinheis (de camarinhar) camarinhar (cobrir de camarinhas; acarinhar, no cantigueiro pop.), encaraminhar (ensimesmar) camarinhas (pl. camarinha; de camarinhar), Camarinhas (top.), encaraminhas (de encaraminhar) Camarinho (top. e n.), camarinho (de camarinhar), camarim (camarinha), caraminho (camarinheira), encaraminho (de encaraminhar) camarlengo (camerlengo), camerlengo (cardeal da Câmara Apostólica) camarões (pl. camarão), Camarões (top. e país), camaronês (dos Camarões), camaronense (camaronês) camba (peça do carro; de cambar), Camba (top. e n.) cambada (restra; f. cambado), camada (crias; conjunto) cambadela (cambapé), cambadesa (f. cambadês), cambapé (treta para fazer perder o equilíbrio), cambapeia (de cambapear), cambalhota (reviravolta; conjunto), cambagem (grau de inclinação) cambado (arqueado), Cambado (top.) cambadoiro (mudança de rumo), cambadouro (cambadoiro) cambados (pl. cambado), Cambados (top.) cambais (pl. cambal; de cambar), Cambás (top.), cambeais (de cambear) cambal (farinha na camba), Cambal (n.), cambial (rel. ao câmbio) cambalache (de cambalachar), cambalacho (troco doloso; de cambalachar) cambalhota (trambolhão), cambota (camba; eixo do motor) cambão ((om) pau com gancho), Cambão ((om) n.), cambilhão ((om) entalhadura) cambar (cambalear; encambar), cambalear (vacilar), cambiar (permutar), cambear (cambiar), cambelar (romper com cambela), cambelelar (apaziguar), camboar (apor bois ao carro), combar (cambar) cambeio (var.: cambio), Cambeo (top.), cambio (de cambiar), câmbio (escambo), câmbeo (câmbio) cambeiro (que faz cambas; cambalhão; jamba), Cambeiro (top. e n.), cameiro (rel. a cama) cambela (arado; de cambelar), Cambela (top.) cambelo (pau curvo; de cambelar), Cambelo (n.), cambadelo (de pernas tortas; cambelo) Cambeses (top.), Cambises (rei persa), cambiasses (de cambiar) cambiais (pl. cambial), cambiais (de cambiar) cambiário (rel. a câmbio), cambial (cambiário) camboa (cova artificial; de camboar), Camboa (top.), gamboa (gamboeiro; esteiro), Gamboa (n. e top.) camboes (de camboar), cambões (pl. cambão) Camboja (país), Campucheia (ant. Camboja), Camboia (n.) cambolhada (cambalhada), cambalhada (conjunto de cambalhas) cambota (campana da cozinha), cambote (segador montanhês), cambito (peça do carro) cambraia (tecido fino), cambrai-a (de cambrar), Cambrai (cid.), cambreia (adormecimento da perna), Câmbria (top.), câmbria (cambra) cambrão ((om) fruto da cambroeira), escambrão ((om) cambrão) cambroeira (cambroeiro), escambroeira (cambroeira), camboeira (rede usada nas camboas) cameleira (cameliácea), cameleiro (condutor de camelos), cambeleira (manjadoira) camelha (arco do jugo), camelhe (concha), Camelhe (top.), Cameselhe (n.), Camecelhe (n.), Camecelha (n.), Cameselha (n.) camelo (pop.: dromedário; parvo; corda grossa; proeminência do jugo), Camilo (n.), Camélio (n.), camélio (cameleira, nalguns autores) camicase (avião suicida), camicaze (camicase), kamikaze (camicaze) camião ((om) automóvel de transporte pesado), caminhão ((om) camião; resina) caminha (cama pequena; de caminhar), Caminha (top. e n.), Caaminha (n.), camilha (caminha), camila (braseira debaixo de mesa), Camila (n.) caminheira (viveiro; f. caminheiro), Caminheira (n.) caminhense (de Caminha), caminheiro (caminhador), caminhoneiro (camioneiro), camioneiro (camionista), camionista (condutor de camião) caminheta (camioneta), caminhonete (camioneta), camioneta (camião pequeno) caminho (vereda; de caminhar), Caminho (top. e n.), camim (dial.: caminho; árvore) caminho-de-ferro (ferrovia), caminho de ferro (caminho-de-ferro) Caminho de Santiago (Via Láctea), Caminho de Santo André (Via Láctea), Carreiro de Santiago (Via Láctea) camiseta (peça de vestuário interior ou exterior), camisola (peça de vestuário interior) camita (descendente de Cão), camita (caminha) camões (tipo de macieira; zarolho; pl. camão), Camões (poeta port.; trovador gal.), camoês (casta de peros e maçãs; de Camos), camoeso (camoeseiro, nalguns textos), Camueso (n.), Camós (top.) camoesa (tipo de macieira; camoeca; f. camoês), camoeca (sonolência) camoesas (pl. camoesa), Camoesas (n.) Camos (top. gal.), Camos (divindade moabita) camosco (parte do jugo), Camosco (n.) campa (campo; campã; lousa; roupa de dia festivo; de campar), Campa (top. e n.), campana (campa; campainha) campã (sino), Campã (top.), campeã (f. campeão) campaço (pastio), campiço (campinho sem cultivar), campação ((om) ufania) campais (pl. campal), campais (de campar) campanada (f. campanado), campainhada (toque de sino), acampainhada (f. acampainhado) campanário (torre com sino), campaneiro (sineiro) campaneira (maçã em forma de sino; f. campaneiro), Campaneira (top. andaluz) campanha (operações militares; companha; campina), Campanha (top.), campainha (sineta), Campânia (região it.) Campanhã (top.), Campanhão (top.), Campanhó (top. gal. e port.) campanil (liga para sinos; campanilo), campanilo (torre sineira) campão ((am) mármore de Campan; (om) campo grande), Campão ((om) top. e n.) campar (ufanar-se), campear (estar em campanha), campir (pintar perspetiva) campeão ((om) paladino), Campion (n. ing.), Câmpio (sto.; n.), campeiam (de campear) campeiro (rel. ao campo), Campeiro (top.) campelo (campinho; aparelho de pesca), Campelo (top. e n.), Campelho (top.), Campelos (top.), Campenlos (top.) campês (de Campo), camponês (do campo) campesinho (campesino), campesino (camponês) campina (chã), campinha (campina, nalguns dics.; dim. campa; ant.: campainha), Campinha (n.), campoinha (agustina), campia (campina; f. campio; de campir) campinas (pl. campina), Campinas (top. gal. e bras.), campinhas (pl. campinha), Campinhas (top.) campo (terreiro; de campar), Campo (top. e n.) Campo na Raia (top.), Campo Naraia (top.) campo-santo (cemitério), Campo Santo (top.) camposa (f. camposo; sequeiro), Camposa (top.) Caná (top.), Canaã (Terra da Promissão) canabarro (mistura de canas e argila), Canavarro (top.) cânabis (canábis), canábis (cânhamo indiano) canada (golpe de cana; ant. medida; carreiro), Canadá (país) canadiano (rel. ao Canadá), canadense (canadiano) canado (vasilha; canato), canato (dignidade de Can ou Cão), caneirado (tabique) canafrecha (planta), canifrecha (cicuta), canifrocha (canafrecha) Canalejas (top.), Canalejas (n.) cananeia (f. cananeu), Cananeia (n. bíbl.; top. bras. e mexicano), canineia (conjunto de cães) canapé (assento longo), canapeiro (aplica-se despectivamente a árvore), canapoiro (aplica-se ao mal formado) canária (f. canário), canaria (conjunto de canos) canário (das Canárias), canário (pássaro; peixe; cantador) canas (pl. cana), Canas (top.), cãs (pl. cã) canasta (jogo de cartas), canastra (cesta), canastro (caniço) canastrel (pequena canastra), canistrel (canastrel) canaval (canavial), Canaval (top. e n.), canibal (antropófago), canavial (lugar de canas), canaveiral (canaval, nalguns dics.) cânave (cânhamo), cânavo (cânave), cânaba (quota), câniba (cânaba), canavã (planta aquática), canabana (cana comum), quénebe (tipo de batata), canave (colmo) canavela (cepa do talo do milho), canivela (cana pequena), canaveira (lugar onde cresce o cânave; cana), canavieira (poácea) canavês (plantação de cânhamo), canivês (canouvês), canouvês (de focinho comprimido) cancã (dança; ave), Cancam (top. Guiné), Canecão (local de espetáculos do Rio), Cau-Cau (rio chileno), cacau (amêndoa do cacaueiro) canceira (canil), canseira (cansaço), caniceira (faiado para as castanhas), Cainceira (top.) Canceiro (n.), canseiro (canso), canzeiro (caloteiro), cãozeiro (caloteiro), Cainceiro (n.), Caniceiro (n.), canicense (da Caniça) cancela (porta gradeada; de cancelar), Cancela (top. e n.), Canicela (n.) cancelada (f. cancelado), Cancelada (top.) cancelário (chanceler da cúria), canceleiro (canceleira), Canceleiro (top. e n.) cancelas (pl. cancela; de cancelar), Cancelas (n.) cancelo (cancela pequena; de cancelar), Cancelo (top. e n.), canicelo (pórtico) canceriforme (com aspeto de cancro), cancriforme (canceriforme) cancerígeno (que pode provocar cancro), carcinogéneo (cancerígeno), cancereijo (arbusto) Cances (top.), canses (de cansar) cancha (escancha), canja (caldo de galinha) canchês (de pernas arqueadas), carranchês (canchês) Câncio (top. e n.), canzo (degrau) cançorro (calçorro), calçorro (pedra que sobressai da parede), canzorro (cançorro), cachorro (cão novo; cançorro), caçurro (túçaro; surro), caçurlo (grosseiro) cancro (tumor), câncer (signo zodiacal; liscâncer; cancro), câncel (liscâncer), câncele (câncel), cranco (cancro, nalguns dics.) canda (árvore de Angola; pop.: quando a; quenda), Canda (top. e n.) candais (pl. candal), Candás (top.), Candace (n.), Cândace (n.), cândace (rainha da Etiopia), candace (cândace) Candão ((am) e (om) top.; n.), candom (árvore da Índia), candeão ((om) espiga; sincelo; (am) classe de trigo), Candeão ((am) top.), Candeã (top.), candeiam (de candear), candião ((om) flor do castanheiro) cande (cândi), cândi (açúcar cristalizado) candearia (conjunto de candeeiros), candearia (de candear) candeais (pl. candeal; de candear), candeães (pl. candeão (am)), Candeães (top.), candiais (pl. candial) candeal (ref. à candeia), candial (trigo branco), Candeal (top.), Candal (top. e n.), candal (espilido como candeia), Candail (top.) candedo (lugar de candos), Candedo (top. e n.), Candaedo (top.) candeeiro (archote), candieiro (candeeiro), Candeiro (top. e n.), Candelário (top.) candeia (lâmpada; de candear), candela (unid. intensidade luminosa), Candela (top. it.), recandeia (flor do castanheiro) candeio (facho; de candear), candelo (dim. cando; ramo seco), Candelo (top.), Canadelo (top.) candelão (vento SE), candalão (centeio) candelária (planta; f. candelário), Candelária (Festa de N. Senhora das Candeias; top. e n.), Candelória (Candelária, nalguns dics.; top. e n.), Candeloira (Candelória, nalguns textos), candeeira (varinha de urze para alumiar), Candeira (n.) candeliça (cabo para içar vela), candeleja (candeeiro), candileja (candil grande) candeões (pl. candeão (om)), candiões (pl. candião) Candi (cid. Ceilão), Candia (top. gal.), Cândia (cid. do N de Creta), cândia (flor do castanheiro), Caneia (cid. do O de Creta), Gandia (cid. Valência; top. gal.), gandia (de gandir) candidez (candura), candura (qualidade de cândido), candor (candura) cândido (ingénuo), Cândido (n.) candil (candeeiro; medida; moeda), cândil (cândi), Candim (top.) candiolo (carambelo), Candiolo (top.) cando (parte do casco da besta; ramo; ocasião; quando), Cando (top. e n.), quando (no tempo em que), Cuando (rio), cuandu (ouriço-cacheiro), coando (de coar), condo (dial.: quando) candombe (rede; batuque), candomblé (religião animista) Candomil (top.), Quindimil (n.) candor (candura), candura (qualidade de cândido), candora (candorca), candorga (besta mal feita), candorna (candorca), candorca (peixe-espada; orca; mulher de conduta suspeitosa), candorça (campo de urzes; escanifrada; candorca) candrocho (cádavo), candrolho (torrão) Canedo (top. e n.), Canido (top. e n.), canídeo (rel. aos canídeos) caneia (de canear), Caneia (top.), caneja (rego), canelha (quelha), Canelha (top. e n.), canilha (peça da lançadeira; peixe), caelha (congostra) caneio (de canear), canejo (rel. ao cão), caneu (peixe) caneiro (pequeno canal; vendedor de cana-de-açúcar), Caneiro (top. e n.), canoeiro (condutor de canoas), caneirado (tabique) canela (cinamomo; face anterior da perna; conduto; de canelar), Canelas (top. e n.) caneladura (canelura), canelura (estria no caule) canelão ((om) canalão; canelada; confeito), canalão ((om) conduto), canelhão ((om) passagem estreita) caneleiro (instr. para fazer canelas; que enche canelas; de cano grosso; caneleira), caneleira (árvore da canela; peça que cobre a canela da perna) canelo (canhoto; ferradura; osso; de canelar), Canelo (n.) canequi (tecido de algodão), canequim (canequi) Canesudo (top. e n.), canesu (espécie de corpinho, nalgum dic.), camisu (espécie de blusa) caneta (caneleiro; pena), Caneta (top. gal.), canete (gaveta), Canete (n.) canforeiro (canforeira), canforneiro (rel. a canfórnio), canfurneiro (trapaceiro) canga (jugo; pau que peia; de cangar), Canga (n.), canca (canga) cangaceiro (rel. ao cangaço), cangueiro (que traz canga; canguês), cangalheiro (condutor de besta com cangalha; agente funerário) cangalha (canga), cangalho (paus da canga), cancalho (cangalho), Cangalho (top.) cangalhão ((am) alto e desamanhado), cangalhão ((om) alto e longo; cangalho) cangar (sujeitar à canga), canganejar (cangar ligeiramente), cangarejar (canganejar) cangarela (lingoreteira), cangarelha (taravela) cângaro (centola), cângrio (centola macho), cangro (travessão; boi), cangreio (peça de madeira; de cangrear) cangas (pl. canga; de cangar), Cangas (top.) cange (de cangir), canje (de canjar) cangirão ((om) jarro), canjirão ((om) cangirão) cango (listão; de cangar), cânguio (vigueta), canco (vara arqueada), caneco (balde) cangorça (cangroia), cangórcia (planta; cangalha; f. cangórcio), cangroça (cangroia), cangrória (cangroia), cangroia (planta), cancorça (erva) cangórcio (desproporcionado), canórcio (cangórcio) canguchos (atadalhos de vime), cambuchos (canguchos) canguês (de Cangas), cangueis (de cangar), cangueiro (que leva canga) canhadeira (coanhadeira), canhadoira (coanhadeira), coanhadeira (mulher que coanha) canhameiral (plantação de cânhamo), canhamil (cancorça) cânhamo (planta), cânamo (cânhamo) canhão ((om) peça de artilharia; pluma; vale profundo; picarinho; calvo), Canhão ((om) top.), canhó (calhau) canhar (coanhar), coanhar (limpar com coanha), cuanhar (coanhar), acoanhar (coanhar), acanhar (varrer com acanhadeira; apoucar), acanhoar (acanhonear) canho (coanho; bilharda; canhoto; de canhar), Canho (top.), coanho (palhiço; de coanhar), cuanho (coanho; de cuanhar) canhoeira (canhoneira), canoeira (f. canoeiro), canoira (canoura), canhoneira (navio artilhado), canheira (sítio onde se coanha), coanheira (vassoura para varrer coanhos), cuanheira (coanheira), coanhadeira (coanhadora), cuanhadeira (coanhadeira) canhões (pl. canhão), canhós (pl. canhó) canhonar (guarnecer de canhões), canhonear (bombardear), acanhonear (canhonear) canhoneiro (armado de canhões), canhonqueiro (caduco), canhouqueiro (canhonqueiro), canhoeiro (árvore), canheiro (vassoira) canhoto (esquerdeiro; couceiro), canheto (caneco) caniche (raça de cães), canicho (cãozinho) canicouba (lugar de abrigo), Canicouva (top.), Canicova (top. e n.), Canicoba (n.), Carricova (top. e n.), carrincova (carrinco), Carrancova (top.) canícula (caninha), canícula (época mais calorosa) canídromo (recinto para carreiras de cães), canódromo (canídromo) canina (f. canino; excremento do cão; miserável), caninha (dim. cana), canilha (tubo na lançadeira) canistelo (cesto), canistrelo (canistelo), canistel (canistelo) canivelo (tubo), Canivelo (n.), Canavelo (n.) caniveta (navalhinha obtusa), canivete (navalhinha) canja (caldo de galinha), canja (de canjar e cangir) canjar (ajustar uma peça), cangir (canjar) cano (tubo; cão), Cano (top.) canódromo (cinódromo), cinódromo (local para corridas de cães) cânon (cânone), canão ((om) galha grande; cano ou cana grande; gal.: canhão), cânone (norma) canonaço (aum. jocoso de cânon ou canão; canhonaço, nalguns dics.), canhonaço (tiro de canhão) canónico (do cânon), quinónico (rel. à quinona) canonisa (cónega), canoniza (de canonizar) canope (vasilha), Canopo (estrela) canora (f. canoro), canoura (moega; trasno), Canoura (n.), canoira (canoura), canória (canosia) Canosa (ilha; n.), Canossa (top. it.; n.), canosia (rês ruim) canouro (espírito do campo), canoro (sonoro) cansas (de cansar), Cansas (top.), canzás (pl. canzá), cansais (de cansar) cansei (de cansar), cansém (cansaço; dial.: cansei) cansinho (dim. canso), cãozinho (dim. cão) canso (cansado; cansaço; de cansar), canzo (marca na orelha do boi) canta (quanta; de cantar), quanta (f. quanto; quanta) Cantabrígia (cid. ing. e EUA), Cantábria (país dos cântabros) cântabro (cantábrico), ártabro (ant. povo do N gal.), cantábrico (cantábrio), cantábrio (da Cantábria), Cantábrico (mar) cantada (galanteio; f. cantado), cantata (poema lírico musicado) cantadeira (cantora; coucilhão), cantadoira (cantadeira; coucão), cantareira (poial; f. cantareiro), Cantareira (top.), cantareia (cantarela), cantarei-a (de cantar) cantão ((om) distrito), Cantão ((om) cid. China; top. gal.; n.), cantau (recanto) cântara (cântaro), Cântara (top. Egito) cantareleiro (cantarujeiro), cantaroleiro (cantareleiro, nalgum texto) cantarelo (cogumelo; de cantarelar), Cantarelo (top.), cantarolo (de cantarolar) cantaria (silharia; de cantar), cantoria (vozes que cantam), cantarina (f. cantarino), cantarinha (dim. cântara), Cantarinha (n.) cantarocha (castanheiro velho), cantrocha (cantarocha), cantaruja (de cantarujar) cantarola (canto; cabaço; fruto; de cantarolar), cantarela (cantarola; de cantarelar), cantarelha (apôutega) cantarolar (cantar a meia voz), cantarejar (cantarolar), cantarujar (cantarejar), cantarelar (cantarolar) cantas (quantas; de cantar), quantas (pl. quanta), Quantas (top. gal.) canté (oxalá), cantá (canté), catá (cantá), quanté (muitas vezes) canteado (vigueta), Cantedo (n.) canteiro (pedreiro; poio; dente canino), Canteiro (top. e n.), cantoneiro (que repara estradas), cantineiro (que tem cantina), Cantoeiro (n.), cantareiro (que canta a cotio; poial; peixe; cântaro), Cantareiro (n.), cantadeiro (cantareiro), cantadoiro (zona do eixo), cantador (cantor), cantiadoiro (treitoira) canterla (cantrela; de canterlar), cantrela (peça para amanhar socos; de cantrelar), cantelra (canterla) cantés (canté), cantis (pl. cantil), canteis (de cantar) cantidade (quantidade), quantidade (porção) cantiga (canto popular; de cantigar), cântiga (cantiga), cântega (cântiga) cantilena (cantiga monótona), cantinela (cantilena, num dic.) canto (canção; de cantar; esquina; calhau; quanto), Canto (top. e n.), cantio (canto do galo), quanto (n°; quantum), conto (narrativa; quantidade; extremo de bastão; de contar; dial.: quanto) cantoeira (peça do canto), cantoneira (prateleira num canto), cantineira (f. cantineiro) cantões (pl. cantão), Cantões (top.) cantonense (de Cantão), cantonês (cantonense) cantrelar (pôr cantrelas), escantrelar (fazer bocas), canterlar (rasgar) canudo (cano), canuto (canhoto; canudo), Canuto (rei) canzil (peça do jugo), chanzil (canzil), canil (caseta do cão), cantil (instr. de carpintaria; terreno íngreme) cão (que tem cãs; animal; moeda; mercado oriental; senhor oriental), Cão (navegador port.; pers. bíbl.; Aga Cão; top. e n. gal.), cuão ((am) e (om) de cu grande), quão (quanto), Can (Can Grande: general gibelino), Cao (Cao Dai: religião sincretista) caos (confusão), cãos (que têm cãs), Cãos (top.), Caos (top. gr.), Caus (top. e n.) cãozinho (dim. cão), canzinho (cãozinho) capa (peça de vestuário; letra; capadura), Capa (top.) capacete (casco), capacite (de capacitar), cabacete (parte superior do alambique) capacho (bolsa de esparto), capaço (cesto de esparto) capadeira (navalha para capar), capadoira (capadeira), capadora (capadeira), capadura (ato de capar) capais (de capar), capaz (competente) capão ((om) galo capado; feixe; depressão), Capão ((om) top. e n.), capô (cobertura do motor), capoa (galinha sem cauda; de capoar) capar (castrar), capear (revestir com capa), capiar (cobrir um muro com lousas), decapar (tirar camada de óxido), capoar (fazer capões) caparação ((om) gualdrapa), caparazão ((om) caparação) caparo (corço; caparro), cáparo (tona), caparro (caparo) caparrosa (sulfato), Caparrosa (top.) capataz (chefe de trabalhadores), capatázio (que pertence a capatazia) capazes (pl. capaz), capasses (de capar) Capeães (top. e n.), capeais (de capear) capeiro (que veste capa), Capeiro (n.) capeirote (capeirete), capeirete (pequena capa) capela (ermida; homem governado pela mulher; de capelar), Capela (top. e n.), Chapela (top. e n.) capelão (padre encarregado de capela; rel. à Capela), Capelão (n.), chapelão (chapéu grande), capelhão (abóbada de forno) capelar (botar crosta), capelejar (chiscar) capeleira (touca; cabeça do polvo), capileira (capeleira), Capeleira (top. gal.), Capileira (top. andaluz) capelina (elmo), capelinha (dim. capela) capelo (coroça; de capelar), Capelo (top. e n.) capia (capadura), cápia (telha do cúmio) capitães (pl. capitão (am)), capitões (pl. capitão (om)), capitais (pl. capital; de capitar) capitania (chefia), capitânia (capitaina), capitaina (nau do capitão), capitana (capitânia), Capitana (top.), capitoa (mulher que capitaneia), capitã (f. capitão) capitão ((am) chefe; (om) cambalhota), Capitão ((om) e (am) n.), capatão (peixe), capetão (pão de feijão e farinha), Capetão ((om) Capetown, entre marinheiros) capitão-general ((am) superior a todos os oficiais), capitão-geral ((am) capitão-general) capiteis (de capitar), capitéis (pl. capitel), chapitéus (pl. chapitéu) capitel (parte superior da coluna), chapitel (capitel), chapitéu (parte mais alta da popa) capitular (render-se; rel. a cabido), capitulário (livro das capítulas), capituleiro (capitulário) capivara (roedor), capibara (capivara) capoas (pl. capoa), capoas (de capoar) capoeira (f. capoeiro; gaiola de capões; luta e jogo bras.), capoteira (capote curto de mulher) capoes (de capoar), capões (pl. capão), capôs (pl. capô) capota (cobertura da cabeça; de capotar), capote (capa comprida; de capotar), Capote (n.), capô (cobertura de motor) capotar (emborcar), encapotar (cobrir com capote) caprichar (ter capricho), encaprichar (encher-se de capricho) cáprico (ácido que cheira a bode), caproico (ácido carboxílico), caprílico (ácido orgânico) caprino (rel. a cabra), cáprico (ácido), caprídeo (caprino) capsular (em forma de cápsula; encapsular), encapsular (encerrar em cápsula) captai (de captar), catai (de catar), Catai (ant. n. da China) captor (que captura), carptor (escravo rom. que trinchava carne) capuchinho (dim. capucho; frade capucho), capucino (vernaculização de cappuccino), Capuchino (n.) capucho (capuz), capulho (capucho), capuz (capelo), capuzo (capurro), capuço (capuzo), Capuço (n.), caperucho (capuz), capirocho (capuz), capiço (farrapo) caquético (rel. à caquexia), catequético (rel. à catequese) cáqui (cor), caqui (fruto do caquizeiro; cáqui), caque (de cacar) cara (face; f. caro), Cara (top.) carabau (búfalo), Carabau (top.), carabeu (cabo de proa) carabina (espingarda), cravina (pequeno cravo; carabina), cravinha (cravina-das-areias) carabineiro (soldado armado de carabina), cravineiro (fabricante ou tocador de cravo) cárabo (carocha; cáravo), cáravo (embarcação) carabolho (raiz de urze), carabulho (pauzinho), caravulho (carabulho), crabunho (de crabunhar), Cravulho (n.), garabulho (lenha miúda; garabulha), garabulha (aspereza), gravulha (gravalha) caraça (máscara), caraço (geada), Caraço (top.) caracal (gato selvagem), caracol (molusco) Carache (ilha dos Bijagós), Carachi (cap. do Paquistão), caracha! (caralho!) caracu (tutano), caracul (carneiro), Caracul (top.), Caraculo (top.) carafuz (mestiço; mouro), carafuzo (carafuz), cafuz (carafuz) caraijeira (mosca), carajiqueira (carajeta), careijeira (caraijeira), carixeira (mosca que põe ovos na carne) caralhão ((om) caralho do mar; minhoca; caralhou; (am) irresponsável; cogumelo Phallus impudicus, num vocabulário), caralhou (mulher corpulenta), caralhau (caralhou), caralhaço (golpe) caralhete (navalha; pissa-de-rei; peixe; caralho-de-cão ou cogumelo Mutinus caninus, num vocabulário), caralhote (longueirão), Caralhote (top.), caralhota (peça do malho; bico do botijo), caralheta (berberecho; carajeta), cas-caralheta! (expressão de surpresa), carajeta (arbusto; caralho do porco), carajote (talo de alga), caralhinho (mexelote) caralho (membro viril; caralho-de-rei), Caralho (rio), carai! (caralho!), Caranho (top.) caralhões (pl. caralhão (om)), Caralhões (top.), caralhous (pl. caralhou), caralhães (pl. caralhão (am)) caramanhola (vasilha com tubo), caraminhola (monho), caraminhoula (pião), carmanhola (canção fr.), Carmanhola (n.) carambelo (caramelo), caramelo (regelo), Caramelo (n.), carampelo (coucelo), garamelo (rateira), caramilo (espécie de caramelo), Carmelo (top. e n.) carambo (gelo), carambano (carambo) caramecha (caramujo), carameja (molusco), caramuja (caramujo), caramucha (de caramuchar) Caramési (n.), Caramês (n.) caramocho (feio; madeiro nodoso), caramoucho (caramocho), caramucho (puas na concha da vieira; de caramuchar), caramujo (crustáceo), Caramujo (top.), camarujo (caramujo), caramunho (de caramunhar), escaramujo (planta; caramujo) Carança (top.), Carrança (top.), carrança (rotineiro) caranfanhão ((om) feio), caranfanhão ((am) feio) caranguejeiro (que apanha caranguejo), cangrejeiro (pedregoso; caranguejeiro) caranguejo (crustáceo), cranguejo (caranguejo), Cangrejo (top.), cangrejo (caranguejo; pedregoso), cangreio (peça de madeira), cangreja (centola; caranguejo), cangreijo (caranguejo), carangueijo (caranguejo), cancrejo (cangrejo), candrejo (cangrejo), cangarejo (rês ruim; de cangarejar), carambejo (caranguejo) carantonha (careta; de carantonhar), Carantonha (top.) carão ((om) cariz; coração da fruta; ave; a-: a rente), Carou (n.), carou (marimacho), Carói (top.), Carão (n.), acaroo (cadabulho; de acaroar), acarão ((om) a carão) carapaça (couraça), carapuça (barrete), caparuça (carapuça), caparucha (carapuça), carapucha (carapuça), carpaça (arbusto), caripocha (excrescência das árvores) carapacho (caparação), carapucho (carapucha), carapuço (carapuça), carrapucho (penacho), caparucho (carapucho), caperucho (capuz), carapicho (carrapicho), carrapicho (carrapito), carrapucho (penacho) carapau (sorelo), garapau (garrau), Carapau (top.) carapela (folhelho; carpela), carpela (carpelo), carpola (bostela), carapola (empola; de carapolar), carápola (interj.), crápula (libertinagem) caráter (marca individual), carate (quilate; afeção cutânea; caraté, nalguns textos), Carate (top.), caraté (arte marcial), carauta (carátula, nalguns dics.), carouta (carauta, nalgum texto), Carouta (top. e n.), carácter (caráter), caractere (símbolo), caranta (carantonha, nalguns dics.), careta (visagem; máscara) caraterística (o que carateriza; f. caraterístico), característica (caraterística) caraterizar (distinguir), caracterizar (caraterizar) carates (pl. carate), caracteres (pl. caractere, carácter e caráter), carateres (pl. caráter, nalguns textos) caravançarai (caravançará), caravancerai (caravançarai), caravançará (pousada de caravanas), caravansarai (caravançarai) caravéis (pl. caravel), Caravéis (top.), carbeis (carvês), carveis (carbeis), carbés (pl. carbé), carbês (carvês), carvês (labaça), carvéns (pl. carvém), craveis (de cravar), Caravelos (top.) caravel (cravo), Caravel (top. e n.), caravela (embarcação; cesta), escaravela (caravela), cravela (ant.: caravela), Carabela (top.), carcavela (fofa), Cravel (top. e n.), carbé (caravel, num dic.) caraveleiro (tripulante de caravela), carcaveleiro (sem enxertar) caravelinha (cravelina; dim. caravela), cravelina (variedade de cravo), cravina (cravelina) caravelha (cravelha), cravelha (peça para retesar cordas de instr. mus.), caravilha (aldrava), cravilha (caravilha), cavilha (prego; de cavilhar), clavija (escápula) carbonado (que tem carbono; de carbonar), carbonário (da carbonária), carbonato (sal; de carbonatar), carboneto (carbite; de carbonetar), carbureto (carboneto), carbeto (carbureto), carburo (de carburar; carboneto, nalguns textos) carbonar (combinar com carbono), carbonatar (transformar em carbonato), carbonetar (transformar em carboneto), carburar (fazer carburação) carbono (el.; de carbonar), carbone (carbono; decarbonar), carvão ((om) combustível), Carvão ((om) top.; n.), carvião (de Cárvia) carbunco (enfermidade do gado), carabunco (carbunco), crabunco (dentão), carafuncho (carbunco), carbúnculo (doença), carbuncho (carbunco, nalgum dic.) carcaça (esqueleto), carcás (aljava), carcaxia (orvalho), cascaxia (carcaxia), Carcácia (top.) carçal (parte de leira), carcel (candeeiro), cárcel (travessa dos berbiões), carcela (braguilha) carcamano (rapazolo, nalguns dics.), carcamão ((am) barco de pesca grande e pesado, nalguns dics.) cárcava (fosso profundo), cárcova (cárcava), cárqueva (sanja de avenida de água) carcerário (rel. a cárcere), carcereiro (guarda) cárcere (cadeia), Cárcere (top.), cácere (entrada na cangalheira), cárcel (travessa do carro), carcela (tira de pano), casre (incisão) carcoma (inseto), carcoma (de carcomer) Carcóvia (cid. Ucrânia), Cracóvia (cid. Polónia) carcunda (corcunda), corcunda (corcova) cardaço (bagaço), cardiço (carda), cardoso (lugar onde há cardos; cardojo), Cardoso (n. e top.), cardojo (pedrês), carduço (de carduçar) cardães (pl. cardão), cardais (pl. cardal; de cardar), cardãs (pl. cardã) cardal (abundância de cardos), Cardal (top.) cardão ((am) cárdeo), cardam (de cardar), Cardan (n.), cardã (sistema de tração; f. cardão), Cardano (n.) cardar (desenredar), cardear (cardar; tornar cárdeo), acardar (tornar a podar galhos) cárdea (f. cárdeo), cárdia (orifício entre esófago e estômago), cardoa (de cor indefinida; f. cardão) cardeais (pl. cardeal; de cardear), cardiais (pl. cardial) cardeal (principal; prelado), cardinal (cardeal), cardial (rel. à cárdia ou ao cárdio) cardeie (de cardear), Cardelhe (top. e n.) cardeiro (que faz ou vende cardas), Cardeiro (n.), cardadeiro (cardador) Cardeo (top.), cárdeo (azul-violeta), carde-o (de cardar), cárdio (cardium), cárdeno (cárdeo), cardenho (uva branca), Cardenhoso (n.) cardês (cardoso), cardeis (de cardar) cardim (pelagem branca e preta), Cardim (top.), cardinho (pássaro), cardenho (cardanho), cardanho (cardanha), cardanha (alpendre) cardinalato (dignidade de cardeal), cardinalado (cardinalato), cardealado (cardinalado) cardiograma (gráfico de cardiógrafo), cariograma (diagrama de cromossomas) cardiopunctura (cardiopuntura), cardiopuntura (cardiocentese) cardoça (bátega), carduça (carda grosseira; de carduçar), cardosa (f. cardoso) cardões (cardães), Cardois (top.) carear (confrontar), cariar (criar cárie), carenar (querenar), acarear (carear), acaroar (abeirar) careca (calva; bainha), carepa (caspa), carapa (casca) careça (de carecer), careza (carestia), careja (de carejar), careia (de carear), careija (de careijar), careixa (ovos de mosca), careifa (ventesio) careijar (acariciar), carejar (falar alto; careijar), cariciar (acariciar) careiro (que vende caro), Careiro (top. bras.), carestioso (trabalhoso; muito caro) carejas (carícias; de carejar), carícias (pl. carícia), careixas (pl. careixa) carena (carina; de carenar), crena (entalhe; querena), carina (querena), carinha (dim. cara), Carina (n.), acarinha (de acarinhar), querena (quilha; de querenar) carenar (consertar casco), querenar (carenar), crenar (raspar carateres tipográficos) carepento (que tem carepa), carapento (carepento), carapeto (contraerva), carepeiro (carepento), carapeteiro (mentireiro), careposo (carepento) carestias (pl. carestia), caristias (convite rom.), carístias (caristias) carga (peso; de cargar), cárrega (carga), carrega (de carregar), carreja (de carrejar), carja (composição poética) cargadoiro (carregadoiro), Cargadoiro (top.), carregadoiro (cargadeiro), cargadeiro (lugar de carga), cargueiro (que transporta carga), Carregueiro (top. e n.) carguijo (carga), carguejo (de carguejar) cariado (que tem cárie), careado (de carear) Carião (n.), carião ((om) frio seco) carias (de cariar), Carias (n.), querias (de querer), crias (pl. cria; de crer e criar) Caribde (sorvedouro no Estreito de Messina), Caride (n.), Caríbdis (Caribde), caribe (da tribo dos caribes), Caribe (n.), caraíba (cariba), cariba (caribe), Cariba (top.) carícea (inseto), carícia (afago), caricha (f. caricho) caridade (virtude), Caridade (n.; apelido; top.) carimbo (selo), corimbo (inflorescência) carinhento (carinhoso, nalguns dics.), carinhês (de Carinho), carento (careiro, nalgum texto), Carento (top. e n.), carente (carecente), carecente (que carece) carinho (afago; bastante caro), Carinho (top. e n.), Carino (imperador rom.) Caríntia (top.), coríntia (f. coríntio) carioca (do Rio de Janeiro; peixota; mal da cabeça), Carioca (n. lat. de Quiroga) caris (pl. caril), cariz (aspeito; alcaravia) carita (carinha; de caritar), careta (visagem; f. careto) cariteis (de caritar), caritéis (pl. caritel) caritel (grito de socorro), Caritel (top. gal. e port.), caritelo (caritel, nalguns dics.) carloi (ave aquática), carlou (caracol marinho), Carlão ((om) top. e n.), carleou (de carlear), carlau (castanha), calrou (buguina), quirlão ((am) carrão) Carlomano (irmão de Carlos Magno), Carlos Magno (imperador) carma (karma), carme (composição poética), Carmo (n.), Carme (Carmo; top.), Cármio (n.; pop.: Carmo) carmelina (lã inferior), Carmelinha (dim. Carmela), carmelita (da ordem do Carmo), carmelitano (carmelita) carmesim (vermelho muito vivo), carmim (corante vermelho), carmine (de carminar) carmina (princípio ativo do carmim; de carminar), carminha (de carminhar), Carminha (dim. Carme) carmins (pl. carmim), carmines (de carminar), carmens (cármenes) Carmoa (top.), Carmona (top. e n.), carmona (ferrolho) carnabaço (carnabaça), carnabaça (planta) Carnac (top. Bretanha), Carnaque (top. Egito) carnaça (muita carne), carniça (carniçaria), carnicha (carne), carnifica (de carnificar), carniçaria (carnificina) carnação ((om) representação a nu do corpo humano), carnição ((om) parte central de furúnculo) carnage (carne; carnagem, nalguns dics.), carnagem (matança), carnaço (face interior do coiro) carnais (pl. carnal), carnaz (lado da pele oposto à cute) carnavaleiro (entruideiro), carnavalesco (rel. a carnaval) carneira (f. carneiro; alacena; molusco; túmulo; interior do capacete), Carneira (n.) carneirão ((om) aum. carneiro; (am) obstinado), Carneirão (top.) carneiras (pl. carneira), Carneiras (top.) carneiro (ruminante; aríete; molusco), Carneiro (Áries; n.), carneireiro (tratante de gado lanar), Carneiros (top.) Carnés (top. gal.; n.), carnés (pl. carné) cárnico (cárneo; da Carniola), caríntio (da Caríntia), cárneo (rel. a carne) carnoca (tronco seco), carnocha (carnoca; cunca de madeira), Carnota (top.), carnote (uva tinta), carnucha (boa carne) carnoedo (amilhadoiro), Carnoedo (top.) carnotão (de Carnota), carnotano (carnotão, nalguns textos), carnotense (carnotão) caro (estimado; cárus), Caro (n.), cárus (planta; coma), caros (pl. caro) caroal (autêntico; caroável), caroável (carinhoso), caronal (acolhedor), carual (rocha submarina onde abunda pesca; caroal) caroça (máscara; coroça), carocha (folhato; enceto do pão; inseto), caroucha (espiga não desenvolvida), croucha (folha da espiga de milho), carroucha (carpaça), carrocha (cepo), Crocha (top.), caracocha (oco em árvore; carocha), coroça (croça), Coroça (top.), croça (palhoça), corocha (carocha), curocha (ponta sem grão da espiga de milho), crocha (milho forrageiro) carochinha (dim. carocha), carochinha (pedaço de pão) carocho (caroucho), caroucho (caroucha; codelo), croucho (caroucho), caroujo (caramelo), caroijo (gelo), caroço (interior do fruto), Caroço (top.), caroso (custoso), Caruso (n.), cadroço (caroço) carola (pinha; cachola), Carola (Carolina) carolinho (dim. carolo), carolino (carolíngio; das Carolinas), Carolhinho (top.) carolíngio (rel. a Carlos Magno), carlovíngio (carolíngio), carlíngio (carolíngio) carolo (caroço), Carolo (top. e n.), Carolho (top. e n.), carrolo (espiga de milho; espinhaço do porco), carulo (carolo), carrulo (ave marinha; nuca), carrelo (espinhaço de animais) carote (carinho), careto (mascarado) caroteno (hidrocarboneto nas cenouras), carotina (caroteno) carótide (artéria), carótida (carótide) caroucão ((om) castanha falsa; careicão), careicão ((om) chumaceira do carro), caroutão ((om) cara grande) carpaça (arbusto), carpança (carpaça), carpoça (carpaça rastejante), Carpoza (n.), careposa (f. careposo) carpanta (borracheira), carapanta (carpanta), carpenta (carpintaria; de carpentar), Carpente (n.), carpente (de carpentar) carpelo (folhelho), Carpelo (n.) carpentar (trabalhar de carpinteiro), carpinteirar (carpentar), carpintejar (carpentar), carpentejar (carpintejar) carpentaria (de carpentar), carpintaria (ofício de carpinteiro), Carpentária (golfo australiano) cárpeo (cárpico), Cárpio (n.), carpo (região da mão), Carpo (n.) Carpetânia (ant. província), carpetana (f. carpetano) carpia (de carpir e carpiar), carpinha (de carpinhar), cárpia (lã duma ovelha), cárpea (f. cárpeo) carpiar (carpear), carpir (arrancar o cabelo em sinal de dor), carpear (cardar), carpinhar (doer uma mó) carpim (sapato; peúga; carapim; var.: carpi), carapim (peúco), escarpim (pé de meia; sapato) carpins (pl. carpim), carpis (de carpir) carpinteiro (que faz carpintaria), Carpinteiro (n.) carqueija (carqueja), Carqueija (top.), carqueja (acendalha), carouqueja (chaga bucal) carqueijal (terreno de carqueijas), Carqueijal (top.), carqueijedo (carqueijal), carqueijeira (carqueijal) carquivoço (furado na terra), carquivojo (carquivoço) carrabouço (bugalho; carrabouçal), carraboujo (carrabouço), carraboiço (carrabouço), carramouço (montão), carramoiço (carramouço), cramoiço (carramoiço), carraboulho (carraboujo), carragoucho (carraboujo), carabujo (carraboujo), carrabouxo (carrabouço), caramoiço (caramouço), caramouço (caramoço), caramoço (comoroço), comoroço (comorouço), comoroiço (comorouço), comorouço (morouço) carraca (caraca; peça do moinho; argalho para fazer ruído), carreca (carraca), caraca (roncha), catraca (carraca) carraça (carrapato), Carracha (top.), carracha (parasita) carraço (carraça), carracho (carraço; carracha; piolho; sobreiro), Carrajo (top. e n.), carrancho (carracha; cambado), carrasco (carrasqueiro; carrasca; algoz) carrage (carragem), carragem (coragem) carragento (rabugento), carrachento (que tem carrachos), carracento (com carraças), carricento (musgoso), carroucento (rel. a carrouça), carrajudo (carragento), coraçudo (corajoso), corajudo (corajoso), coragento (corajoso) carrais (pl. carral; de carrar), Carrais (top.), carrãos (pl. carrão), carrões (pl. carrão (om)) carral (rel. a carro), Carral (top. e n.) carraleiro (apto para ir em carro; carralejo), Carraleiro (n.), carralejo (carralês), carralês (de Carral), curraleiro (recolhido no curral), curralão ((om) praça pequena; aum. curral) carramelo (pequeno e de pernas arqueadas), carramenho (carramelo) Carrão (top. e n.), Carran (top. irlandês), Carron (top. escocês), carrão ((om) carro grande; (am) e (ão) ave), Carrao (rio de Venezuela), carrau (carrão), carroi (pássaro aquático), quirrão ((om) carrão) carranchapernas (canchapernas), canchapernas (escarranchado), carranchas (cavalitas), carranchas (carranchinhas), escarranchas (carranchas), cachimperna (canchapernas), cachapernas (canchapernas), escarranchapernas (canchapernas) carrapicho (madeixa de cabelos), carrapito (carrapicho), carrapiço (carrapito) carrapucheiro (carrapucheirinho), carrapucheirinho (expressão de carinho aos miúdos) Carrazedo (top. e n.), Carzedo (top.), Carrazido (top. e n.), Carrucedo (top.) carrega (planta; de carregar), Carrega (n.) carregação ((om) cargamento), cargação ((om) carregação) carregadeira (forcada; mulher que carga), cargadeira (forquita; carregadeira), cargueira (f. cargueiro), Carregueira (top.) carregais (pl. carregal), carregais (de carregar) carregal (juncal), Carregal (top. e n.), Carragal (top. e n.), Cagarral (top.) carregar (pôr carga), cargar (carregar, nalguns dics.), carrejar (carrear), carguejar (conduzir bestas de carga), acarrejar (carrejar), acarrechar (acarrejar), acarreijar (arrecadar), carretar (acarretar), cartar (dividir baralho), caritar (bater na cara), acartar (acarretar), carrear (acarrear), carrar (carrear), acarrear (acarretar), acarriar (bambolear), acarretar (levar em carro), acarrar (acarrear; apouchar) carrego (carga; de carregar), cárrego (cargo, nalguns dics.), cargo (responsabilidade; de cargar) carregoso (pesado), cargoso (carregoso) carreira (caminho; f. carreiro), Carreira (top. e n.), carrieira (via para carro) carreirão ((om) vereda), Carreirão ((om) top.) carreiro (carreteiro; caminho estreito; rel. a carro), Carreiro (top. e n.) carreje (de carrejar), carregue (de carregar) carrejo (carreto; de carrejar), Carrejo (top. e n.), Carreijo (top. e n.) carrenhouço (espinhaço), carrinhouço (carrenhouço), carranhoso (com carranhas) carretais (pl. carretal), carretais (de carretar) carretal (próprio do carro), carretel (rolo) carrete (carretel; de carretar), carreto (carregamento; de carretar) carreteira (via), carreteira (f. carreteiro) carretéis (pl. carretel), carreteis (de carretar) carriagem (série de carros), carruagem (viatura), carruajem (de carruajar) carriana (lenta para fazer algo), carrilana (brinquedo; carro velho; f. carrilano), carriandola (randeeira; carrilana) carrião ((om) calmo; instr. para apisoar lã), Carrião ((om) top. e n.) carrilano (que trabalha em linha férrea), carrilense (de Carril), Carrilês (n.) carriça (pássaro; musgo), Carriça (top.), carrija (carriça) carriçal (mata de carriças ou carriços), Carriçal (top.) carriço (carriça), Carriço (top. e n.), Carreço (top.), carrioço (barranco) carril (sulco), Carril (top. e n.) carrileira (carril), carrilheira (carrileira) carrim (carrão), carrinho (carretilha; dim. carro), quirrim (carrão), raquim (carrão) carriol (alga), carriolo (congro), carrolo (espiga; carroleiro) carriquela (carraquela), carraquela (carraca) carris (pl. carril), Carris (top.), carrins (pl. carrim) carro (carruagem; de carrar), Carro (top. e n.), cárrio (casca verde), Cárrio (top. e n.) carroa (albaroque), carroá (corriola) carroça (carro; de carroçar), carrocha (cepo; cabra-loura), carroncha (carrocho), carronça (carroço), carroucha (carpaça), carrouça (carrocho) carroçar (pôr carroçaria), carruçar (enrugar), carruajar (andar de carruagem) carroçaria (superstrutura dum veículo; de carroçar), carruçaria (de carruçar) carrocho (tronco), carroço (barranco; carrioço; de carroçar), carrioço (carronça), carocho (carocha), carroucho (espiga; carreiro), Carrouço (n.), carrinhouço (espinhaço) carromeiro (carrumeiro; bocho), carrumeiro (alga), Carrumeiro (top.) carrujo (cordeiro), Carrujo (n.), carrucho (carrinho), carruço (caneco) cárstico (rel. a corrosão de rochas), cársico (cárstico) carta (missiva; de cartar; quarta), Carta (top.), quarta (f. quarto; quarta-feira), coarta (coarcta), quartã (febre) cartafol (livro de apontamentos), cartafole (cartafol, nalguns textos), cartafólio (cartafol, nalguns textos), cartabucel (moldura) cartalogia (coleção de cartas), cartaloxo (cartapé) cartaginês (cartaginense), cartaginense (cartaginês), cartageneiro (de Cartagena), cartaxeiro (cartaxense), cartaxense (de Cartaxo) cartapácio (alfarrábio), cartapaço (cartapácio), catrapácio (pop.: cartapácio) cartas (pl. carta; de cartar; quartas), Cartas (top.), cartaz (cartel), cartais (de cartar), quartães (pl. quartão (am)), quartas (pl. quarta; de quartar), Quartas (top.) cartaxo (chasco), Cartaxo (top. e n.) carte (pequeno automóvel; de cartar), quarte (de quartar) carteado (jogo de cartas quando é de vaza), quarteado (de quartear) carteia (de cartear), quarteia (de quartear), Carteia (top. e n.) carteie (de cartear), quarteie (de quartear), Cartelhe (top. e n.), Cardelhe (top. e n.) carteirista (ladrão de carteiras), cartista (rel. ao cartismo) cartéis (pl. cartel), carteis (de cartar), quarteis (de quartar), quartéis (pl. quartel) cartel (cartaz; consórcio de industriais), Cartel (top.), quartel (4ª parte; alojamento de soldados), Quartel (top.) cartela (superfície lisa), cartilha (catecismo; livro para aprender a ler), quartilha (medida; de quartilhar), carretilha (carretilho), cartinha (dim. carta; cartilha), quartela (região entre casco e boleto do cavalo; sustentáculo), Quartela (n.) cartelhã (raça bovina), cartelhesa (f. cartelhês) cartesiano (rel. a Descartes), cartusiano (re. a cartuxa), descartiano (cartesiano, nalguns textos) cartilagem (tecido conjuntivo), cartiloxo (argolinha) cartilagíneo (rel. a cartilagem), cartilaginoso (cartilagíneo) carto (de cartar; quarto), carto- (ref. a mapa), quarto (4°; compartimento; de quartar), Quarto (top.), coarto (coartado), coarcto (coarto) cartões (pl. cartão), quartões (pl. quartão), cartôs (jogo) cartola (chapéu; quartola), quartola (casco pequeno), cartolo (pãozinho) cartolina (papelão), cartolinha (dim. cartola) cartonar (encadernar com cartão), acartonar (dar aspeito de cartão) cartorário (arquivista), cartulário (registo de títulos), cartório (escritório de notário) cartos (quartos; joelhos), quartos (pl. quarto), Quartos (top.) cartucheira (canana), cartugeira (mulher que pratica a cartomancia), cartegeira (cartugeira), cartaxeira (f. cartaxeiro), cartuxa (f. cartuxo; Cartuxa), Cartuxa (ordem religiosa) cartucho (carga), cartuxo (da Cartuxa) cartum (cartune), Cartum (cid.), cartune (cartoon) carujeira (orvalho), carujeiro (neblina), caruja (carujeira) caruma (folha do pinheiro), carunha (caroço de fruto), caruncha (de carunchar), cagunha (carunha), carrumba (corcova) caruncho (inseto), Caruncho (n.), carunjo (carujo) carva (carvalho), Cárvia (top. e n.), Carvas (top. e n.) carvalha (carvalho), Carvalha (top. e n.) carvalhais (pl. carvalhal), Carvalhais (top. e n.), Carvalhás (top.) carvalhal (carvalheira), Carvalhal (top. e n.), Carvalhar (n.) carvalhão ((am) cereija), Carvalhão (top. e n.) carvalhas (crisântemo; pl. carvalha), Carvalhas (top. e n.) carvalheda (carvalheira), Carvalheda (top. e n.), Carabalheda (top.), Carvalhada (top. e n.) carvalhedo (carvalheira), Carvalhedo (top. e n.), Carvalhido (top. e n.) carvalheira (bosque de carvalhos), Carvalheira (top. e n.) carvalhês (de Carvalho), carvalhedês (de Carvalhedo), carvalhinhês (do Carvalhinho) carvalhesa (f. carvalhês), carvalhesa (moinheira; inseto) carvalhiça (carvalhiço), carbaliça (corte) carvalhiço (carvalhinho), Carvalhiço (top.) carvalhinho (crisântemo; dim. carvalho), Carvalhinho (top. gal. e port.) carvalho (árvore), Carvalho (top. e n.), Caravalho (n.), Carabalho (n.) carvoeiro (dedicado ao carvão), Carvoeiro (top.) cas (pl. ca; apócope de casa), càs (pl. cà), cãs (pl. cã), cás (pl. cá; apócope de casa; cães: moedas no jogo da chave), Cás (top.), Kas (top. Turquia) casabeque (casaco de senhora), casaveque (casabeque), casibeque (casabeque) Casabranca (cid. Marrocos), Casablanca (Casabranca), Casa Branca (edifício presidencial dos EUA e da Rússia; top. gal. e port.) casabranquense (da Casa Branca), casablanquense (de Casablanca) casadeiro (casadoiro), caçadeiro (próprio para caçar), casadoiro (casadouro), casadouro (em idade de casar), caçadoiro (lugar de caça), casandeiro (que gosta da casa), casamenteiro (rel. a casamento) casais (pl. casal; de casar), Casais (top. e n.), Casás (top. e n.), Caçás (top.), caçais (de caçar), cassais (de cassar) casal (lugar; par), Casal (top. e n.) Casal Bom (top. port.), Casal Bô (top. gal.) casaleiro (do casal), Casaleiro (n.) Casalderrei (n.), Casal de Rei (top.), casarrei (papa-sol) Casanova (n.), Casa Nova (top.), casanova (conquistador, nalguns autores) casaram (de casar), casárom (grafia alternativa do pret. perf. casar), casarão (de casar; (om) casa grande), caçarão (de caçar), cassarão (de cassar), Casarão ((om) top.) casardes (pl. casarde; de casar), caçardes (de caçar), cassardes (de cassar) casaredo (casario), Casaredo (n.), Casarego (top.), casarelho (casarelha), Casarelho (top.) casarelha (casopa; castanha temporã), Casarelha (top.) Casares (top. e n.), casares (de casar), caçares (de caçar), cassares (de cassar), quassares (de quassar), quasares (pl. quasar) casaria (casario; de casar), Casaria (top.), caçaria (caçada; de caçar), cassaria (de cassar) casario (fileira de casas), Casario (top.) Casas (top. e n.), casas (de casar), caças (de caçar), cassas (de cassar) Casavelha (n.), Casa Velha (top.) Casasvelhas (n.), Casas Velhas (top.) casca (invólucro; de cascar), Casca (assassino de César; top.), cáscara (cobre em bruto; casca de ramnácea) cascaço (conjunto de cascas), cascasa (casca dos crustáceos), cascaça (casca, nalguns textos) cascada (carocha; cascata, nalguns dics.; f. cascado), cascata (queda de água) cascais (de cascar), Cascais (top.) cascalhais (de cascalhar), cascalhás (paspalhás) cascalhar (fazer ruído de cascalho), Cascalhar (n.), acascalhar (tratar de cobrir), casquilhar (andar casquilho), encasquilhar (cobrir com casquilho), encascalhar (cobrir de cascalho) cascalho (lascas; de cascalhar), cascabulho (cascas) cascamelo (planta), casamelo (cascamelo) cascão ((om) vinho tinto; casca grossa), cascarão ((om) molusco), cascarrão ((om) grande casca) cascar (descascar; bater; sair), Cascar (grafia alternativa de Kashgar ou Cachegar, na Rota da Seda), encascar (meter em casco) cascarechar (cacarejar), cascarejar (cascarechar) cascarejo (de Cascais; cacarejo), cacarejo (ato de cacarejar), cascarelho (de pouca estatura) cascaria (conjunto de cascos; de cascar), cascarilha (casca de cacau), cascarrilha (casca) cascáveis (de cascar), cascavéis (pl. cascavel), cascaveles (de cascavelar), cascabelas (pl. cascabela) cascavel (guizo), cascavela (de pouco juízo; f. cascavelo; de cascavelar), cascabela (ameixa pequena; cascavela), cascavela (f. cascavelo), cascabele (cascabela), cascavele (de cascavelar) cascavelar (tilintar), cascavelhar (cascavelar), cascabulhar (remover cascabulho) cascavelo (pouco reflexivo; de cascavelar), cascavelho (de cascavelhar), cascabelho (castanha seca; cascabulho), cascabulho (cousas miúdas; de cascabulhar) casco (de cascar; capacete; armação), Casco (top.) cascudo (inseto; que tem casca), Cascudo (top. e n.) case (de casar; quase), cace (de caçar), casse (peça do carro; de cassar), caxe (case; iguaria afr.), quase (perto), cuasse (bebida russa), aquase (quase), acuasse (de acuar) caseiro (de casa; arrendatário de casa), Caseiro (top. e n.), casenho (caseiro) casemente (pop.: quasemente), quasemente (quase), casamento (ato de casar) caseoso (da natureza do queijo), gasoso (da natureza do gás) case-que (pop.: quase-que), quase-que (quase), caxe-que (case-que), casque (de cascar) cásia (cássia), cássia (canafístula), quássia (arbusto), Cássia (top. e n. bras.), Cásia (top. it.; n.), Casia (top. gal.) casião ((om) ant. ocasião), Casião (n.), Cassiano (n.) casimira (pano fino de lã), caxemira (tecido fino de lã), Caxemira (país) casinha (dim. casa), Casinha (n.), cacinha (dim. caça) casino (casa de jogos), cassino (jogo de baralho), cacinho (dim. caço) casório (casamento), casoiro (casório), cassoiro (cassouro), cassouro (rodela) caspela (bostela), Caspela (n.) casqueiro (tábua costaneira irregular; superficial), Casqueiro (n.), cosqueiro (frouma) casqueta (boné; casquete), casquete (cobertura da cabeça) cassação ((om) anulação), quassação ((om) fragmentação) cassina (azevinho), quassina (quassite), casinha (dim. casa), Casinha (top.) Cássio (n. rom.), cace-o (de caçar), case-o (de casar), casse-o (de cassar) cassiopeu (lutécio), Cassiopeia (constelação) cassiterite (mineral), cassiterita (cassiterite) casta (classe; f. casto), caste (pop.: casta) castanheira (f. castanheiro; época das castanhas), castinheira (souto de castinheiros), Castinheira (top. e n.), Castanheira (top. e n.), castinceira (castinceiro) castanheiro (árvore), castinheiro (castanheiro), Castinheiro (top. e n.), Castenheiro (top. e n.), castinceiro (castanheiro), castanho (cor da castanha), Castanho (n.), castiro (castanheiro), casteiro (recolhedor de esmolas), Castoiro (top. e n. it.) castanheta (peixe), castanhola (peixe; pataca; concha; de castanholar), castanita (mineral), castanite (castanita) Castela (país esp.; top. gal. e port.; n.), Castrela (top. e n.), crastela (castroeira), Crastela (n.), Cristela (n.) castelão (cast.; alcaide; da Castela gal.; (om) aum. castelo), Castelão (top. e n.2; (om) top. e n.), Castelau (n.) castelãos (pl. castelão), Castelãos (top. gal. e port.), Castelães (top. port. e gal.), Casteloais (top. gal.), Castelões (top. port.) castelar (parte do jugo), Castelar (top. e n.), acastelar (fortalecer com castelo) castelãs (pl. castelã), Castelãs (top. port.) casteleiro (castelão), Casteleiro (n.) castelejo (pequeno castelo), Castelejo (top.) castelhanismo (expressão cast.), castelanismo (castelhanismo, nalguns dics.) castelhanizar (dar feição cast.), castelanizar (castelhanizar, nalguns dics.) castelhano (de Castela), Castelhão ((om) top. valenciano; n.), Castilhão ((om) top. gal.) castelo (fortaleza; cabo da fouce), Castelo (top. e n.) castiçais (pl. castiçal), castiçais (de castiçar) castiçal (palmatória), castinçal (mata de castinceiros) casticidade (casticismo), castidade (qualidade de casto) casto (puro), Casto (n.) castor (roedor), Castor (um dos Dioscuros; n.; top.) castradeira (navalha de castrar), castradora (f. castrador) castrametar (fortificar), castrar (capar), crastar (chamuscar) castrameto (de castrametar), castramento (castração) castrão ((om) bode), Castrão ((om) top.) castrapo (cast. muito galeguizado; cast., em baralhete; galego muito castelhanizado, nalguns textos), castrápio (cast., no lapizarro de Mondariz; castrapo) castrejo (rel. ao castro; castrelo; do Castro do Rei), Castrejo (top.), crastejo (pequeno crasto; castrejo), castrense (castrejo; militar), castrês (do Castro), Castreje (n.) castrelo (dim. castro), Castrelo (top. e n.) Castricão (top.), Castrocão (top.), Castroncão (top.) castro (citânia; de castrar), Castro (top. e n.), crasto (castro; de crastar), Crasto (top. e n.) Castro Bom (top.), Castro-Bom (n.), Castrobô (n.) Castro Gudim (top.), Castro Godim (n.) Castro Mau (top.), Castromau (n.) Castromil (top. e n.), Crastomil (top.), Crestomil (top.), Astromil (top. port.) Castrovelho (n.), Castro Velho (top. e n.) Castroverde (n.), Castro Verde (top.) casuar (ave), caçoar (fazer caçoada) catador (que cata), captador (que capta) catafracta (cota de armas; catafracto), catafracto (armadura) cataglóssio (instr. para baixar a língua), cataglosso (cataglóssio) catalão ((am) da Catalunha), Catalão ((am) top. e n.) cataláunico (rel. à ant. Cataláunia), catalânico (rel. à Catalunha) catalecto (cataleto), cataleto (antologia de clássicos), Cataleto (n.) catalepsia (imobilidade do corpo), cataplexia (desmaio), acatalepsia (o oposto à catalepsia), catalexia (dislexia em que se repetem palavras) cataléptico (rel. à catalepsia), catalético (verso a que falta sílaba), catalítico (rel. à catálise), cataplético (rel. à cataplexia), acataléptico (rel. à acatalepsia), acatalético (verso a que não falta sílaba), acataléctico (acatalético), cataléctico (catalético), catapléctico (cataplético) catálise (ação de catalisador), catálase (fermento redutor) catão ((om) austero; livro de leitura), Catão ((om) censor rom.; (am) n.), catião ((om) ião positivo), catau (dobra em cabo) catapereiro (pereira brava), carapeteiro (catapereiro; mentireiro) catar (examinar; salvo; récua), Catar (país), captar (capturar), capturar (prender), catear (buscar) catariano (de Catar), catarino (feijão) catarina (roda), Catarina (top. e n.), Catalinha (top.), Catrina (top. e n.) catar-se (de catar), catarse (purificação) Cata-Sol (top.), catassol (tecido fino; cor cambiante; girassol; joaninha) Cata-Sós (top.), catassóis (pl. catassol) catatau (algo volumoso), catatua (cacatua), cacatua (ave) cata-vento (veleta), papa-ventos (papa-moscas) catecismo (cartilha), catequismo (catecismo) cateia (clava; de catear), catei-a (de catar) catião ((om) ião positivo), catíon (catião), catiano (andar do oligocénico) catiúsca (bota de borracha), Catiúsca (n.) cativa (f. cativo; de cativar; dança), cativa! (interj.), Cativa (top.) cativada (grupo de cativos; f. cativado), cativalhada (cativada) cativador (cativante), cativante (encantador) cativar (tornar cativo), cautivar (coutivar), coutivar (cultivar), acativar (desmelhorar) cativaria (cativada; de cativar), cautivaria (de cautivar) cativeiro (catividade), cativeiro (pequeneiro) cativeza (cativeiro; pequenez), cativez (cativeza, nalguns dics.), cativeis (de cativar), catividade (caráter de cativo) cativo (preso; pobre; pequeno; de cativar), coutivo (de coutivar), cadivo (caduco), catifo (pouco desenvolvido), cativocho (reles), catifas (que se enfada facilmente) catódio (cátodo), cátodo (elétrodo negativo) Catoira (top. e n.), Catoura (top. port.), catoira (mulher atabanada; buraco), catoeiro (leira má), catoirense (de Catoira), catourense (de Catoura) católica (f. católico), Católica (cid. it.) catolicismo (religião católica), catolicíssimo (muito católico) catolicizar (tornar católico), catolizar (catolicizar) catorze (14), quatorze (catorze), Catorce (cid. México) catorzeno (10° 4°), quatorzeno (catorzeno), catorze avo (1/14) catouto (petouto), catou-to (de catar) catrafilar (agarrar), catrafoliar (andar dum lado para outro) catraieiro (tripulante de catraia), catraeiro (catraieiro) catralvo (vesgo; quatralvo), quatralvo (cavalo de malhas brancas) catrapear (cambapear), catrapiar (andar mal a cavalgadura), catropear (trotar o cavalo) catro-olhos (quatro-olhos), quatro-olhos (pop.: pessoa que usa óculos) catropel (tropel), cotropel (catropel) Catuja (dim. Catarina; top.), catuja (f. catujo; papuja) Catulo (poeta lat.), catulo (ave) caucheiro (seringueiro), catechueiro (caucheiro) caucho (borracha), cauchu (caucho), cachu (extrato da areca), catechu (cauchu) caudel (coudel), cadelo (cãozinho), coudel (capitão), Coudel (top.), caudilho (chefe de fação; de caudilhar), caudilhe (de caudilhar), Caudilhe (n.), caudelho (cadulho), coudilho (cainhó) caulino (caulim; rel. ao caule), caulim (substância argilosa), caulinho (dim. caule), calino (estúpido; cálido) caunha (gounha), gounha (cagunha), caunho (terrão) caurel (courel), courel (borda da dorna), courelo (meninho em couro), cairel (borda de chapéu), Caurel (Courel), Courel (serra gal.; n.; top. port.), coirel (listão na borda), cauril (caurim), caurim (cauri), cauri (molusco) caurelão (courelão), courelão (de Folgoso do Courel), coureleiro (repartidor de courelas), courelense (da comarca do Courel) caurins (pl. caurim), cauris (pl. cauril e cauri) causador (que é causa), causante (causador) causais (de causar), causais (pl. causal) causar (ser causa), cousar (ajustar; fazer cousa), coisar (cousar), cousificar (dar forma de cousa), coisificar (cousificar) causela (hostiário), cousela (causela) causídico (advogado de causas), casuístico (rel. à casuística) caustra (caverna; calustra; de caustrar), calustra (caniço; congostra; de calustrar), claustra (claustro; de claustrar) cautelares (pl. cautelar; de cautelar), acautelares (de acautelar) cava (de cavar; adega; veia; f. cavo), caba (vespa), caaba (pedra sagrada da Meca) cavação ((om) ato de cavar), cabação ((om) aum. cabaço) cavaco (lasca de madeira), Cavaco (n.), Cabarco (top. e n.), Cavarco (n.), caveco (tição), cavato (cavaco) cavada (cavadela), Cavada (top. e n.) cavadas (pl. cavada), Cavadas (top. e n.) cavado (cavo), Cavado (top.), Cabado (n.) cavadoira (enxadão), cavadora (máquina de destorroar; f. cavador), cavadura (ato de cavar), Cavadosa (top.) cavalariça (corte do cavalo), Cavalariça (top.) Cavalcante (cid.), cavalgante (que cavalga) cavaleira (amazona; f. cavaleiro; de cavaleirar), cabeleira (cabelos da cabeça) cavaleirado (dignidade de cavaleiro; de cavaleirar), cavaleirato (cavaleirado) cavaleiresco (próprio de cavaleiro), cavalheiresco (cavaleiresco) cavaleiro (fidalgo; rel. a cavalaria; torcicolo; jogo; peça do cabaceiro; arco do tonel; de cavaleirar), Cavaleiro (top. e n.), cavalheiro (cavaleiro), cavalário (rel. aos cavalos) cavaleiros (pl. cavaleiro), Cavaleiros (top. e n.), cavalheiros (pl. cavalheiro), Cavalheiros (top.) cavaleiroso (cavaleiresco), cavalheiroso (cavaleiroso) cavalete (suporte), cabaleta (alegro de ária), cavalote (pessoa tosca e rude), cavaloto (pessoa que salta muito) cavalgada (passeio a cavalo), Cavalgada (top.), cavalgata (cavalgada) cavalgadura (besta cavalar), cavalgadora (f. cavalgador), cavalgamento (cavalgada; acavalamento; encavalgamento), encavalgamento (superposição), acavalamento (amontoamento) cavalo (corcel; de cavalar), Cavalo (top. e n.), cavá-lo (de cavar), cabalo (de cabalar), Cabalo (n.) cavalões (pl. cavalão), Cavalões (top.), Cavalhóis (top.) cavarcolha (cavarca), cavarquelha (cavarcolha) cávea (gaiola), cávia (cobaia), Cávia (top. e n.), cave-a (de cavar), caiba (de caber) cavidade (oco), cavidade (var.: cavidai) caviar (ovos de esturjão), cavilar (sofismar), cabear (agitar o rabo) cávio (madeira que tem faltas), cave-o (de cavar) cavites (gavina), cavites (de cavitar) cazaco (cazaque), cazaque (do Cazaquistão), casaco (jaquetão), caxaco (gabão), cassaco (rato do mato), cossaco (guerreiro do Dom) cê (c; cé), cé (ceia; cia; ant.: terra), se (pron.; conj.), Ce (símb. cério), Se (símb. selénio), SE (sudeste), sé (sede episcopal), Sé (Santa S.; top. gal.; Zé), sê (de ser; contr. senhor; pronúncia de s), zê (z), Zé (José), zé (pessoa do povo), Cee (top.), Cé (top.), ceie (de cear) cea (couro curtido; arceia), cea! (interj. para recuar o gado), Cea (top. e n.), ceia (comida; de cear; cea; cia), Zea (cid. e n.), Seia (top. e n.), seia (seja, nalguns textos), sei-a (de saber), Ceia (top.), zeia (peixe), Zeia (cid. e n.), zéa (milho) ceador (que ceia), Seador (top.), Seadur (top.), senador (membro de senado), sanador (que sana), Siador (top.), encenador (que encena) ceá-lo (de cear), Sealo (top.) ceaqui! (ceia!), ceacu (retrocesso) cear (tomar ceia; ciar), Sear (top.), ciar (remar para ré; recuar; ant.: zelar), siar (fechar as asas), cenar (acenar; cear) ceara (de cear), seara (senra), Seara (top. e n.), ciara (de ciar), siara (de siar; senhora), Siara (n.) ceará (de cear), Ceará (estado), ciará (de ciar), siará (de siar) ceares (de cear), Seares (top.), ciares (de ciar), siares (de siar) ceberisca (cebrisca; de ceberiscar), cebrisca (nevisca; de cebriscar), cebrina (nevoeiro escuro; de cebrinar), ceverisca (ceberisca; de ceveriscar) ceberiscar (neviscar), cebriscar (ceberiscar), ceveriscar (ceberiscar) Cebes (filósofo gr.; top. port.), ceves (de cevar), sebes (pl. sebe; de sebar), seves (de sevar) cebo (alimento; macaco), cevo (engodo; de cevar), sebo (gordura; de sebar), sevo (cru; de sevar), cibo (alimento de ave; de cibar), civo (cevo), zebo (gebo), zebu (zebo), Cebu (top. Filipinas) cebola (bolbo), Cebola (top.), cibola (cibolo), Cévola (pers. rom.), ciboa (palmeira) cebolinha (dim. cebola), cebolinha (cebolinho) cebolo (cebolinho; cevolo), Cebolo (n.), cibolo (bisão), cevolo (roliço), Cevolo (n.) cebra (xebra), zebra (equídeo afr.), sebra (folhas verdes no mar) cebulho (toucinho entre presuntos), cibulho (cebulho), Cebalho (n.), sebaio (avental tosco), sebai-o (de sebar), sebal (extensão de seba), cebelha (alga), sebei-a (de sebar), cibalho (cibo), cebalho (planta, num dic.), cigalho (cibalho), cibaco (cibalho) cebunhada (lambetada), zabunhada (cebunhada) cebunheiro (guloso), cebenheiro (cebunheiro), zabunheiro (cebunheiro) ceca (casa da moeda), Ceca (top.), Seca (top.), seca (f. seco; dessecação), Zeca (Zé), pseca (psécade), psécade (escrava rom. que penteava) cecé (tsé-tsé), cecém (açucena) ceceante (ceceoso), ceceoso (que ceceia), sesseante (que sesseia), ciciante (que cicia) cecear (pronunciar s como z; na Galiza, pronunciar a dorsodental ou alveolar c (e,i) ou ç como interdental (θ), ou com thetacismo; cercear), sessear (na Galiza, pronunciar c (e,i) ou ç como s, isto é, sem thetacismo), ciciar (sibilar), ziziar (sussurar) Cecebre (top.), Ceçobre (top.) cecília (batráquio), Cecília (n.), Sicília (ilha) cecimbre (sisímbrio), cicimbre (cecimbre), Sesimbra (top.), sisímbrio (planta), Sesim (top. e n.) ceco (parte do intestino), seco (não molhado; de secar), Seco (top. e n.), cego (que não vê; de cegar), sego (de segar) cedaço (arte de pesca), sedaço (tecido de seda; cedaço) Cedães (top. port.), cedais (de ceder), sedais (pl. sedal; de sedar), sedãs (pl. sedã) cede ((ê) imperat. ceder; (é) ind. ceder), sede ((ê) apetite; de ser e sedar; (é) sé) cedeira (viveiro; f. cedeiro), Cedeira (top. e n.), sedeira (pau do tear), Cideira (top.), cidoira (cidoiro), azedeira (azeda) cedeiro (cedo), sedeiro (rastelo; rel. à seda), cedoiro (asa do malho), cidoiro (cingidoiro), assedeiro (puas para assedar), sedoiro (pau na costela) cedeis (de ceder), sedeis (de sedar), sedéis (pl. sedel) cedê-la (de ceder), sedela (sedalha), sede-la (de sedar), sediela (sedela) cedê-lo (de ceder), Cedelo (top.) cedente (que cede), sedente (sedento; sentado), sedento (sequioso), sedestre (estátua sentada) cedes (de ceder), sedes (pl. sede; de sedar), Sedes (top.) cedia (de ceder), sedia (acedia; de sediar e do ant. seer), sedeia (de sedear), cedei-a (de ceder), cidia (peixe) cediço (sediço), sediço (azedo) cedimento (cessão), sedimento (depósito) cedo (de ceder; aginha), sedo (de sedar) cedo-vem (milho temporão; mejengra), Cedovim (top.) cedrão ((om) cedro grande), Cedrão ((om) top. e n.) cédula (apólice), sédula (f. sédulo) cedular (rel. a cédula), cedulário (coleção de cédulas) ceês (de Ceia), ceeis (de cear), ceense (de Cee), cense (de censar), ceeiro (ant. trabalhador pago com a ceia) cefalalgia (dor de cabeça), cefaleia (cefalalgia) cefeida (estrela pulsante), Cefeu (constelação) cegade (var.: cegai), segade (var.: segai), Segade (top. e n.) cegador (que cega), segador (que sega), segadeiro (lameiro), segadoiro (pronto para segar; mada de erva), segadouro (segadoiro) cegagem (supressão dos olhos das árvores), cegueira (falta de vista) cegar (tornar cego), segar (ceifar) cegarato (cegato; peticego), cegato (que vê pouco), cegoto (cegato), zigoto (ovo) cego (sem vista; de cegar), sego (de segar), Sego (top.), Cego (top. e n.) cegonha (ave; f. cegonho), cigonha (cegonha), Cigonha (n.) cegonhal (pop.: veio-motor), cegonhão ((om) pop.: susto) cegonho (cegarato; cria da cegonha; morcego), Cegonho (n.) cegude (cicuta), cigude (cicuta), cicuta (planta venenosa), xicuta (cicuta) cegue (de cegar), segue (de seguir e segar) Cei (top.), sei (de saber; tipo de baleia), sai (de sair; bonzo) Ceide (top. e n.), Seide (top.), Seid (escravo de Maomet), seide (fanático) ceifais (pl. ceifal), ceifais (de ceifar) ceilandense (da Ceilândia), zelandês (da Zelândia), ceilandês (cingalês, nalguns dics.), cingalês (de Ceilão), ceilonense (cingalês) Ceilândia (top. bras.), Zelândia (top. holandês) ceino (ósquia; de ceinar), sei-no (var.: sei-o) ceio (de cear), seio (peito), sei-o (de saber), saio (casacão; de sair), Seio (top.) ceitil (ant. moeda), ceptil (ant.: ceitil), centil (percentil), cetil (casta de uva), percentil (valor que divide um conjunto sendo-lhe inferior uma percentagem de valores), sectil (séctil), séctil (que se pode cortar), séptil (rel. ao septo), sestil (lugar onde se junta a rês), sextil (aspeto planetário) ceitis (pl. ceitil), ceutis (pl. ceuti), centis (pl. centil), sentis (de sentir), sectis (pl. sectil), sestis (pl. sestil), sextis (pl. sextil), sépteis (pl. séptil), sécteis (pl. séctil) ceiva (f. ceive; de ceivar; ceva), seiva (substância; de seivar), ceiba (planta), Ceiba (top. América), sévia (espinha ovalada), ceifa (ceifada), aceifa (ceifa; incursão), aceiva (de aceivar) ceivais (de ceivar), Ceivães (top.) ceivar (soltar o gado), aceivar (ceivar), ceifar (cortar), seivar (ceivar, nalguns dics.) ceive (ceivo; de ceivar), seive (ceive, nalguns dics.; seiva; de seivar) ceivo (solto; de ceivar), seibo (leguminosa), Seibo (top. dominicano), Ceibo (top. cubano), seivo (de seivar) cela (cubículo; célula), sela (assento; de selar), zela (de zelar), Zela (top.), Cela (top. e n.), sê-la (de ser), Sela (top.) celada (armadura; cilada), Celada (n.), zelada (f. zelado), Zelada (n.), selada (depressão em lombada; f. selado), cilada (emboscada), selhada (conteúdo de selha) celagem (cariz), selagem (seladura), celação ((om) ocultação), zelação ((om) estrela cadente) celagre (terra barrosa), selagre (celagre), zalagra (celagre) celamim (medida), Celemim (top.) celanovês (de Cela Nova), celanovense (celanovês) Celavente (top.), Celaveite (n.), Celabeite (n.), Celabente (top.) celebrar (solenizar), celebrizar (tornar célebre) celebre (de celebrar; dial.: cérebro), célebre (famoso), celebro (de celebrar; dial.: cérebro) celeira (dial.: celeiro; canoa; mincha, num dic.), seleira (f. seleiro), zeleira (zelo, nalguns dics.) celeiro (depósito de cereais), Celeiro (top. e n.), seleiro (que faz selas), celário (despensa rom.), zelareiro (zelador), cileiro (celeiro), zuleiro (celeiro) Celeirós (top. gal. e port.), Celeiroz (top.) celendrico (meticona), cilíndrico (com forma de cilindro) celêntero (cavidade de gástrula), celentério (celêntero), celenterado (pólipo) celerado (facínora; esmendrelhado), acelerado (célere), escelerado (esmendrelhado) celestina (minério do estrôncio; f. celestino; alcoviteira), Celestina (n.) celestino (da cor do céu; frade), Celestino (n.), celeste (do firmamento), celestial (do céu) celeuma (barulho; de celeumar), celeima (capricho), celoma (cavidade da mesoderme) celeumar (fazer celeuma), celeumear (celeumar) celha (pestana), selha (tina), Selha (top.), senlha (selha; f. senlho), cilha (correia; de cilhar), zelha (planta), cinlha (cilha), cenha (sinal; de cenhar), senha (cenha), cenlha (cilha), silha (pedra) celho (chapa; abraçadeira; sobrancelho, nalguns dics.), Celho (top.), selho (peixe; pedra do piso do forno; celho), Selho (top.), cenho (aspeto carrancudo; de cenhar), senho (sinal; de igual natureza; ant.: sengo), senlho (senho), zinho (tipo), Selho (top.) celhudo (sobrancelhudo), cenhudo (carrancudo), zonhudo (de génio zonho) Célia (n.), Zélia (n.) celidónia (planta), Celidónia (n.), quelidónia (celidónia), solidónia (planta), ciridonha (celidónia), ciridónia (celidónia) Celidónio (n.), quelidónio (planta), Quelidónio (n.) celme (cerne; suco), Celme (top.), zelme (celme), cerne (núcleo; de cernir e cernar), cirne (de cirnir), Cirne (n.), quelme (queilha), acelme (doçura; de acelmar), azelme (de azelmar) celmoso (zelmoso), zelmoso (substancioso), azelmoso (zelmoso), acelmoso (celmoso) celofana (celofane; de celofanar), celofane (plástico; de celofanar) celsitude (alteza), excelsitude (sublimidade) celso (excelso), Celso (n.), celço (frio da manhã; cerço) celta (povo indo-europeu), Ceuta (top.), céltio (háfnio), celtídeo (rel. a árvore ulmácea), céltico (rel. aos celtas) Céltigos (top.), célticos (pl. céltico) celulosa (f. celuloso; celulose, nalguns dics.), celulose (glícido), celuloso (que tem células) cem (cento), sem (prep.; têmporas, nalguns dics. e autores; assém; dial.: sei), Sem (n. bíbl.), Cem (top.), zen (forma de budismo), sene (planta), sêim (dial.: sei), assém (verme) cemba (cômoro), zemba (cemba), cembra (fundo da leira) cementação ((om) ato de cementar), cimentação ((om) ato de cimentar) cementais (de cementar), sementais (pl. semental; de sementar), segmentais (pl. segmental; de segmentar), cimentais (de cimentar) cementar (pôr cemento), sementar (semear), cimentar (pôr cimento), segmentar (dividir em segmentos; formado de segmentos), segmentário (segmentar), sedimentar (formar sedimento; sedimentário), sedimentário (que tem sedimento), acimentar (cimentar) cementeiro (rel. ao cemento), sementeiro (semeador), cimenteiro (rel. ao cimento), cemitério (campo-santo), cimitério (cemitério), simetério (profundidade obscura), cementério (cemitério, nalguns dics.) cemento (cimento; argamassa; de cementar), semento (de sementar), cimento (fundamento; de cimentar), segmento (seção; de segmentar), seguimento (ato de seguir) cemina (grande quantidade), cimina (cemina), zamina (cemina) cena (parte do teatro), Sena (rio; cid.; n.), sena (face de dado; planta) cenáculo (convívio), senáculo (sala do senado) cenagal (lodaçal), Senegal (país) cenário (decoração; cenatório), senário (hexâmetro) cenas (pl. cena), senas (pl. sena), Zenas (n.) cenatório (rel. à ceia), senatório (senatorial), sanatório (residência de convalescentes) cença (queda de água), cência (pop.: ciência), ciência (saber) cencena (cenceno), cencenta (azulenta), cinzenta (f. cinzento) cendais (pl. cendal; pop.: acendais), cindais (de cindir) Cendão ((am) e (om) top. e n.), Sendão ((om) top. e n.), Cendói (top.), Sendói (n.), Sandã (top.), Cendã (top.), Sandão ((am) top.) Cende (top.), cende (pop.: acende), zende (língua do Avestá), Sende (top. e n.) cendim (pop.: acendi), Cendim (top.), Sendim (top.), Sandim (top.), sandim (planta), Sandino (n.), Sindim (top. e n.), cindim (var.: cindi), Sandinho (top. gal.) cendrado (da cor da cinza), acendrado (de acendrar) cendrar (acendrar), acendrar (limpar metais) cenestesia (sensação vegetativa), cinestesia (sensação do movimento), sinestesia (sensações associadas) cenestésico (rel. à cenestesia), cinestésico (rel. à cinestesia), sinestésico (rel. à sinestesia) cenhos (pl. cenho), senhos (a cada um o seu; pl. senho), senlhos (senhos; pl. senlho), sendos (ant.: senhos) cénica (f. cénico), sénica (arsénico), séneca (de muita sabedoria; sénica), Séneca (filósofo) cenismo (uso de estrangeirismos), cinismo (descaro), sinecismo (avizinhamento) Cenlhe (top.), Senlhe (n.), cenhe (de cenhar) ceno (lodaçal; aceno; cenho), ceno- (ref. a vazio, comum, cena e novo), seno (razão geom.; rede dobrada; sino), Zeno (n.) cenóbio (comunidade religiosa), Zenóbio (n.) cenografia (decorações de teatro), cinografia (estudo dos cães), signografia (conjunto de sinais) cenográfico (rel. à cenografia), zenográfico (rel. ao planeta Júpiter), cinográfico (rel. à cinografia) cenologia (estudo do vácuo), senologia (mastologia), sinologia (estudo da China), cinologia (tratado dos cães) cenoira (cenoura), cenoura (planta), cenória (cenoira), zanória (cenória, nalgum texto) cenrada (barrela), senrada (senra extensa), sernada (senrada), Cernada (top. e n.), Cernade (top.), cernada (f. cernado), cernade (var.: cernai), cendrada (f. cendrado), sanrada (senrada), Sernada (top.) cenradela (planta), cenredela (cenradela), cenrodela (cenradela) cenreira (teima), cerneira (parte lenhosa de árvore; f. cerneiro), Cerneira (top.), senreira (cenreira; tranqueta de fechadura), serreira (serraria), xenreira (cenreira), xinreira (cenreira), genreira (xenreira), sonreira (senreira; surreira), sorneira (f. sorneiro), geneira (genreira), ginreira (genreira), rangeira (genreira), senrônia (genreira) cenreiro (xenreiro), xenreiro (que tem xenreira, nalguns textos), Xenreiro (n.), cerneiro (que tem cerne), sorneiro (que sorna), sórneas (que atua com pachorra) cenrelha (crina), cernelha (fio do lombo; f. cernelho; cerneira; ferrenha), Cernelhe (top.), cernelho (pessoa insociável), cerniço (cerriço), cerriço (tirante a vermelho), cerreguiço (espinhaço), zarriço (cerriço) censal (censual), sem-sal (insulso) censatário (que paga censo), censitário (rel. a censo; censatário) censo (empadroamento; pop.: sesso; de censar), senso (sentido), cenço (sesso) censor (que faz censo ou censura), censório (rel. ao censor), Censório (conde galaico), sensor (detetor), sensório (rel. à sensibilidade) censora (f. censor), censura (cargo de censor), censoria (renda eclesiástica), censória (f. censório) censual (rel. a censo), sensual (rel. a senso), sensorial (rel. ao sensório) censualista (recebedor de censos), sensualista (ref. ao sensualismo) censurar (desaprovar), censar (recensear, nalguns dics.) centafolho (folhoso), centifolho (centifólio), centofolha (centifolho), centifólio (de 100 folhas) centáurea (planta), centáurea (f. centáureo) centáureo (centáurico), centauro (monstro fabuloso) centeais (pl. centeal), Centeães (top.) centeeira (centeal), centieira (centeeira) centeeiro (terra de centeio), centieiro (carvalho-cerquinho), Centieiro (n.), centeiro (pé do centeio) centelha (faísca; de centelhar), centeia (f. centeio), centena (cem), sentina (parte inferior do navio), cintila (centelha; de cintilar), senti-la (de sentir), cintilha (abraçadeira do racu), cintileio (cintilação), fentelha (fento) centelhar (faiscar; cintilar; correr depressa), cintilar (brilhar), escintilar (cintilar, nalguns dics.), escentelhar (dial.: correr depressa) centelhante (que centelha), cintilante (que cintila) centém (ant. moeda), sentem (de sentir), sentei (de sentar) centenar (rel. a centenário), centenar (centena) centenares (pl. centenar), centiares (pl. centiare) centenoso (parecido com o centeio), centeoso (centenoso) centígrado (dividido em 100 graus), centigrado (centésima parte do grado) centípeda (centopeia), centípede (cem-pés) cento (100), Cento (top. it.), sento (de sentar) centola (caranguejo), sentola (centola), santola (carangueja), cintola (centola) centolo (centola), sentolo (centolo), Centolo (top.), Centulo (pers. que figura o demo nas procissões; top.), cintolo (centolo), Cintolo (rei) centrais (pl. central; de centrar), cetrais (de cetrar) Centrão ((om) n.), sintrão (sintrense), Sintrão (top. e n.), sintorão ((om) peixe-pau) cêntrico (central), concêntrico (homocêntrico) Centrós (top.), sintrões (sintrãos), sintrãos (pl. sintrão), Santrões (top.), Santrós (top.) centúnviro (um de 100 magistrados dum tribunal rom.), centunvirado (dignidade de centúnviro), centunvirato (centunvirado) Ceos (top.; titã), céus (pl. céu), seus (pl. seu), seios (pl. seio), Zeus (deus mit.) cepeira (cepa), Cepeira (top.), sepieira (nassa para xibas) Cepião ((om) Quinto Servílio), Cipião ((om) general rom.) cepo (toro; trapela; camarão; de cepar), cipo (pequena coluna), sepo (cepo, nalgum dic.) céptico (cético), séptico (infecto), cético (que duvida), sético (séptico) ceptro (cetro), cetro (bastão; de cetrar) cepudo (com forma de cepo; camarão), Cepudo (top.), sepudo (cepudo, nalgum dic.) cera (substância dos favos; de cerar), Sera (n. bíbl.), zera (de zerar), Zera (n. bíbl.) cerais (de cerar), serais (pl. seral), zerais (de zerar), Serães (top. e n.), serães (var.: serãos, nalguns autores), serãos (pl. serão), serões (var.: serãos), seirões (pl. seirão), Serois (top.), seroes (de seroar) cerame (capa; habitação), cerume (cerúmen), será-me (ser-me-á), céramo (vaso gr.), cera-mo (de cerar) ceranda (ciranda), ciranda (criva; de cirandar), saranda (ciranda; vadio), zaranda (rede cónica) cerar (lacrar), zerar (ficar a zero), encerar (untar com cera), enseirar (meter em seira) ceraria (fábrica de cera), ceraria (de cerar) cerasina (resina de cerejeira; extrato da cera), ceratina (queratina), queratina (componente das unhas), creatina (composto nitrogenado) ceratite (queratite), queratite (inflamação da córnea) cerato (medicamento), ceroto (cerato), cerote (cerapez) ceratoscópio (queratoscópio), queratoscópio (instr. para examinar a curvatura da córnea) ceratose (endurecimento da epiderme), queratose (ceratose), queratíase (formação córnea na pele) Cérbero (cão mit.; constelação), cérbero (guarda), cérebro (miolo) cercadeira (maquinismo de obras hidráulicas), cercadora (f. cercador), cercadura (cerca) cercães (cercãos), cercais (pl. cercal; de cercar), cercãos (pl. cercão) cerçalhada (névoa), cercelhada (f. cercelhado), cerceliada (f. cerceliado) cercão (próximo), cercano (cercão, nalguns dics.) cerce (rente), cerze (de cerzir), ser-se (de ser), cérceo (cerce), cércio (tenso), cerço (aquilão, nalguns dics.; ant.: certo), cerceio (cerceadura; de cercear), Circeo (top. it.), Circeu (n.), circeu (rel. a Circe), cercelho (cercelheiro; de cercelhar), cercelo (argolas), cercilho (cerco de cabelo), Cêrzio (top.), círcio (rijo; cilindro para cercear; cirteu; aquilão), Circe (n. mit.), cirze (de cerzir) cercear (cortar cerce), cercenar (chuviscar), circinhar (chuviscar), cercelhar (chuviscar), cerceliar (cercelhar), zarzalhar (cercelhar), zarzanhar (zarzalhar), zarcear (zarzalhar), cerceneirar (bater com vara) cercelha (estrela-do-mar; de cercelhar), cerceia (de cercear), cercelia (de cerceliar), serselha (cercelha) cerceta (cantadeira), serzeta (mergulhão), zarceta (cerceta) cercha (ferramenta de tanoeiro), cercho (círculo, nalguns dics.; corja, nalguns dics.) cerco (ato de cercar), cerco (carvalho-cerquinho) cerda (pelo rijo), serda (cerda), xerda (serda), Lacerda (n.) cerdão (da Cerdanha; (om) cotovia), Cerdão ((om) seguidor de Simão Mago) Cerdedelo (top.), Serdedelo (top.), Serzedelo (top. e n.) cerdedense (de Cerdedo), cerdidense (de Cerdido), cerzedense (de Cerzeda) cerdedo (cereijal; horto murado), Cerdedo (top. e n.), Cerzedo (top.), Serzedo (top.), cerdido (cerdedo), Cerdido (top. e n.), Cerzido (top.), cerzido (de cerzir), zurzido (de zurzir) cerdeira (árvore fruteira), cerejeira (cerdeira), cereijeira (cerdeira), Cerdeira (top. e n.), Cereijeira (top. e n.), Cerejeira (top. e n.), sereijeira (cereijeira, nalguns textos), cirdeira (cerdeira) cerdeirinha (dim. cerdeira), Cerdeirinha (top. e n.) cerdeiro (dial.: cerdeira), Cerdeiro (top. e n.), cerdoeiro (quintal), Cereijeiro (n.), cireijeiro (ouriolo), cereijeiro (cereijeira) cerdo (porco), Cerdo (Cerdão), cerdoso (que tem cerdas), Lacerdo (n.) cereais (pl. cereal; festas de Ceres), sereais (pl. sereal; serenais, nalguns autores), seriais (pl. serial; de seriar), ciriais (pl. cirial) cereal (gramínea), sereal (celenterados), serial (rel. a série), cirial (castiçal), sirial (coral) cerebelo (parte posterior do encéfalo), cervelo (cerviz), Cervelo (top. e n.) Cereceda (n.), Cerzeda (top.), Serzeda (top.) cerefolho (umbelífera), cerefólio (cerefolho) cerei (de cerar), serei (de ser), zerei (de zerar), serém (dial.: serei), Serém (top. e n.) cereija (fruto), Cereija (top.), cereja (cereija), cireija (cereija), sereija (cereija, nalguns textos), Sereija (n.) cereijal (cerdeiral), cerejal (cereijal), Cereijal (top. e n.), cerdeiral (pomar de cereijeiras), Cerdeiral (top.), Cerdal (top. gal. e port.), sereijal (cereijal, nalguns textos) Cereijedo (top.), Cereijido (top.) cereijo (cereijeira; crustáceo; umbelífera; tempo das cereijas), Cereijo (top. e n.), Cerejo (top.), cerejo (cereijo; tempo das cereijas), cerijo (serzino), cereijó (freijote), cereijão ((om) cereijo) cereira (f. cereiro), Cereira (n.), cirieira (celenterado), sirieira (cirieira), sirilheira (f. sirilheiro) cereiro (rel. à cera), Cereiro (top.), cerieiro (que trabalha em cera), cirieiro (que faz círios), seroeiro (serandeiro), sirilheiro (que encadeia contos), sarilheiro (liante), seriário (rel. a série) ceremos (de cerar), seremos (de ser), zeremos (de zerar) cerengo (crista), cerenho (elástico como a cera) cerimonial (rel. a cerimónia; cerimonioso), cerimonioso (que usa cerimónias), cermonho (teimudo) cerina (princípio constitutivo da cera; silicato de cério), serina (piina), cerinha (dim. cera), seriinha (dim. séria) cerinta (borraginácea), cerinto (cerinta), Cerinto (heresiarca) cério (el.), sério (grave), céreo (rel. à cera), cere-o (de cerar), zere-o (de zerar), Cereu (top. e n.), cereu (círio, nalgum dic.) cerna (vigoroso; de cernar; senra; cerne; f. cerno), Cerna (top. e n.), Serna (n.), senra (campo semeado), cenra (cerna), Senra (top. e n.), cirna (de cernir e cirnir) cernadas (pl. cernada), Cernadas (top. e n.), Sarnadas (top.) cernelha (fio do lombo), Cernelhe (top.), cernelho (rabugento) cernideira (grade em que trabalha a peneira), cernidora (f. cernidor) cernir (peneirar), cirnir (cernir), cernar (descascar), cirnar (enfelujar) cernis (pl. cernil; de cernir), cirnis (de cirnir) cerno (robusto; cerne; de cernar), cirno (felugem; de cernir e cirnir), Cirno (n.) cernuda (f. cernudo), Cernuda (n.) cernudo (duro como cerna), Cernudo (n.) cero (de cerar), zero (0; de zerar) ceroulas (calças interiores), cirolas (ceroulas; pl. cirola), ciroilas (cirolas), cirolinhas (pl. cirolinha; pusilânime) Cerqueda (top. e n.), Cerquida (top. e n.) cerqueira (cerrado; f. cerqueiro), Cerqueira (top. e n.) cerqueiro (que cerca; cercão; carvalho), Cerqueiro (top. e n.) cerquido (cercal), Cerquido (top.) cerquinha (dim. cerca), cerquinha (muito cerca) cerquinho (carvalho cerqueiro; dim. cerco), Cerquinho (top.), cerquilho (entalha do soco) cerra (cerca; de cerrar), serra (serreta; cordilheira; de serrar), Serra (top. e n.) cerração ((om) ato de cerrar), serração ((om) ato de serrar), sarração ((om) cerração), zarração ((om) sarração), ferração ((om) ferragem) cerradura (cerca), serradura (serração) cerralharia (serralharia), serralharia (oficina de serralheiro; de serralhar) cerralheiro (serralheiro), serralheiro (ferrador), ferralheiro (serralheiro), ferrageiro (ferragista), ferrancheiro (que negoceia em ferro velho), sarralheiro (serralheiro; sujo), sorralheiro (esfulinhador, num dic.), zarralheiro (sarralheiro), sarrulheiro (que conserta louça), Sarroeiro (n.), zarrulheiro (sarrulheiro), zurrulheiro (peixe) cerramento (encerramento), serramento (serradela), sarramento (dial.: cerramento) cerrapechar (cerrar com chave), sarrapechar (cerrapechar) cerrar (fechar), serrar (cortar com serra), sarrar (dial.: cerrar), zarrar (sarrar), asserrar (serrar, nalguns dics.), serrear (dar forma de serra) cerraria (de cerrar), serraria (sítio onde serram; de serrar), Serraria (top.) cerre (parte superior da meda; de cerrar), serre (de serrar) cerrei-a (de cerrar), serrei-a (de serrar), serreia (de serrear) cerre-o (de cerrar), serre-o (de serrar), sérreo (rel. a serra) cerres (pl. cerre; de cerrar), serres (de serrar), Serres (top.) cerriço (cor avermelhada; serriço), serriço (espinhaço), cerniço (cerriço), sarniço (cerniço), zarriço (serriço), serrinhouço (serriço), sarranhouço (serrinhouço) cerril (serril, nalguns autores), serril (sérreo) cerrilha (borda dos incisivos), serrilha (lavor serreado; de serrilhar) cerro (outeiro; cerronho; escamas; de cerrar), serro (espinhaço; de serrar), Serro (top.), Cerro (top.) cerrota (cerrote), cerrote (cogumelo), sarrote (cerrote) cerruda (lã de fio longo), cerrudo (lenho duro) cerrume (valado), sarrume (cerrume) certame (concurso), certâmen (certame) certão (certo), sertão (interior), Sertão (região), Sertã (top.), sertã (frigideira), certã (f. certão), Sertã (top.) certar (concorrer a certame; pop.: acertar), acertar (pôr certo), assertar (emitir asserções) certe (de certar), ser-te (de ser) certeza (certidão), certidão ((om) evidência), certitude (certeza, nalguns dics.) ceruda (que tem cera; cerude), cerude (celidónia) cerúleo (azul celeste), cérulo (cerúleo), eleoceróleo (em que entra cera e óleo), Cerulário (patriarca de Constantinopla), Celulário (n.), celular (rel a célula) cerulho (bola de cera; medo, no verbo dos cabaqueiros do Rosal), Cerullo (n.), zurulho (prugulho; cerulho), prugulho (enredo), surulho (turulho; medo, no verbo dos chafoutas de Goião), turulho (cagalhão), cerelho (mandil; cerolho), cirelho (cerelho), cerolho (zurulho), zorolho (murchado; cerolho; de zorolhar), cirilho (de cirilhar), surrulho (terreno ruim) cerume (cera do ouvido), cerúmen (cerume) cerusa (alvaiade), cerussa (cerusa, nalguns dics.), cerosa (flor-de-cera; f. ceroso), serosa (f. seroso) cerusite (mineral), cerusita (cerusite), serosite (inflamação da membrana serosa), sorosite (serosite) cerva (f. cervo; Cassiopeia), Cerva (top.), serva (f. servo) Cervaens (n.), Cervães (top.), Cervás (top. e n.), cervais (pl. cerval), servais (pl. serval), sirvais (de servir) cerval (rel. a cervo; serval), Cerval (top.), serval (felino), Serval (explorador fr.), Serraval (top.), Cervão ((am) top.) cervantego (rel. ao top. Cervantes), cervantesco (rel. ao autor Cervantes), cervantino (cervantesco) Cervantes (autor do Quixote), Cervantes (top. e n. gal.) Cerveira (top. e n.), Serveira (n.) Cervela (top.), Cervela (n.) cervical (rel. à cerviz), cervicária (planta), cervigueira (doença das gengivas dos porcos), cervilheira (camal) cervinha (planta; dim. cerva), cerverinha (fento), Cerveirinha (n.) cervinho (cervato), Cervinho (n.), cervino (rel. ao cervo), Cervino (Matterhorn) cerviz (colo), servis (pl. servil; de servir), Serviz (top.), cérvice (cérvix), cérvix (cerviz) cervizes (pl. cerviz), servisses (de servir), cérvices (pl. cérvice e cérvix) cervo (animal), Cervo (top. e n.), servo (escravo), servo- (ref. a sérvio), Servo (top. e n.) cervua (cervoa), cervoa (cervinha) cervum (planta), zebrum (zebruno) cerzideira (mulher que cirze), cerzidora (f. cerzidor), cerzidura (ato de cerzir) cerzir (coser), zurzir (cerzir; azorragar), azurzir (zurzir) cês (pl. cê), sés (pl. sé), zês (pl. zê), zés (pl. zé), Zés (pl. Zé), Cês (top. e n.), pses (pl. pse) cesalpíneo (das cesalpináceas), cisalpino (aquém-Alpes) Cesantes (top.), cessantes (pl. cessante) Cesar (top.), cessar (parar), César (top. e n.), césar (imperador), Cezar (top.), Ceçar (top.), Sesar (top.), sessar (joeirar) cesárea (f. cesáreo; cesariana), cesária (cisalha), cesariana (operação cirúrgica) cesáreo (rel. a César), Cesário (n.), cesariano (cesáreo) césio (el.), cesse-o (de cessar), sesse-o (de sessar) cessa (de cessar), sessa (sessação; de sessar), Sessa (casa feudal; top.), ceesa (f. ceês) cessação ((om) cessamento), sessação ((om) ato de sessar), secessão ((om) separação), sucessão ((om) ato de suceder) cessão (ponte-cessão; (om) de ceder), sessão ((om) assembleia), seção ((om) secção; humidade da terra), secção ((om) corte), Seição ((om) top.), cisão ((om) de cindir), excisão ((om) corte), exceção ((om) exclusão), cissão ((om) cisão), sisão ((om) ave), sezão ((om) impaludismo) cessável (que se pode cessar), cessível (que se pode ceder) cesse (de cessar), Cece (top.), sesse (de sessar), sese (verme) cesso (de cessar; cessão, nalguns dics.), Cesso (top.), sesso (traseiro; de sessar), Cexo (top.), sexo (género), cecho (denso) cessurão (de Cessuras), cessurenho (de Cessures), cesurão (cessurão), cesurenho (cessurenho) cesta (cesto grande), Cesta (top. e n.), sesta (dormidela; lugar onde se junta a rês), Sesta (top. it.), sexta (6ª; sexta-feira), cista (vaso funerário) cestão ((om) cesto grande), Sestau (top. basco), Sestai (n. gal.), Sestaio (n. gal.) cestear (mudar de cesta), sestear (recolher gado para a sesta; dormir sesta), sestejar (sestear) cesteiro (que faz cestos), sesteiro (6ª parte do moio; amigo da sesta), Sesteiro (top. e n.), Cesteiro (n.) cesto ((ê) cabaz; (é) manopla; cinto), sexto (6°), Sexto (filósofo gr.; n.), zesto (película), sesto (pau que gradua a queda do grão na tramoia), Sesto (top. e n.) cestro (planta), Cestro (top.), sestro (sinistro; (ê) sistro) cesura (pausa), censura (crítica), cissura (fissura) cesuras (pl. cesura), Cesuras (top.), Cesures (top.), Cessuras (top.), Cessures (top.), Sezures (top.), cissuras (pl. cissura) cetáceo (rel. às baleias), setáceo (rel. à seda) cetária (f. cetário; tanque de cria do marisco), sectária (f. sectário), setária (gramínea; f. setário) ceticismo (propensão à dúvida), cepticismo (ceticismo), zetacismo (conversão de consoante em θ) cetim (tecido fino de seda), satém (tecido fino de seda ou algodão) cetona (acetona), acetona (composto quím.), azeitona (fruto da oliveira) cetra (ant. escudo; de cetrar), citra (citre), citre (assento) cetraria (arte venatória; lavor de cetras; de cetrar), citraria (altanaria) cetreiro (que trata de cetraria), certeiro (que aponta bem), citreiro (cetreiro) cetrina (surro; f. cetrino), citrina (f. citrino), centrina (tubarão) cetrino (impaciente; duro; citrino), centrino (centrina), cedrino (rel. ao cedro), citrino (da cor da cidra), cetrinho (dim. cetro) céu (firmamento), seu (possessivo), Seu (top. gal. e catalão), Céu (top. e n.) ceuinho (dim. céu), ceinho (ceuinho, nalguns autores), Ceinho (n.), seiinho (dim. seio) ceutense (rel. a Ceuta), ceuti (ceutense) ceva (ação de cevar; alga), seba (algas da praia; de sebar), seva (f. sevo; ação de sevar; espécie de cipó), ceba (seba) cevada (planta; f. cevado), sevada (f. sevado), sebada (conjunto de sebes) cevadeira (alforge), sevadeira (empregada na seva), sebadeira (sabadeira), cevadaria (depósito de cevada), sabadeira (farinha para o pão de toda a semana) cevadeiro (pia da ceva), cevadoiro (lugar da ceva), cevadouro (cevadoiro), cevador (que ceva), cevadiço (bom para cevar) cevadilha (planta), cevadinha (cevadilha) cevais (de cevar), sevais (de sevar), sebais (pl. sebal; de sebar) cevão ((om) animal cevado; zubão), zubão ((om) escrofulária; mamão) cevar (fartar), sevar (moer), sebar (fazer sebes; ensebar), encevar (cevar, num dic.), ensebar (pôr sebo) cevas (de cevar), sevas (planta; de sevar), sebas (pl. seba) ceve (de cevar), sebe (cerca; de sebar), Sebe (top.), seve (de sevar), xebe (alga) cevei (de cevar), Cevei (top.), Sebei (top.), Cebei (n.), sevei (de sevar) ceveira (cereal para cevar), sebeira (f. sebeiro), Ceveira (n.), Civeira (n.) ceveiro (pandulho), Cebeiro (n.), Cibeiro (n.), sebeiro (que prepara sebo; sebe) cha (che a), chá (infusão), chã (planície; f. chão), Chã (top.), jã (fada dos campos; infeliz; alma), Jã (top. e n.), xá (rei da Pérsia), já (adv.) chabouqueiro (que faz trabalho tosco), chabosqueiro (chabosque), chabosque (mau pasteiro), chavasqueiro (chavasco; chavascal), chavascado (achavascado; de chavascar), chavascada (f. chavascado), chabascada (tabasca), chabasqueiro (chabosque), chavasqueira (chavasqueiro) chácara (quinta), chacra (arma índia), xácara (toada) chaçarel (pedaço de madeira para içar a vela), chaçarelo (esquadria dos carpinteiros) Chacim (top. e n.), chacine (de chacinar), xaxim (feto), Xaxim (top.) chaço (peça que sobressai; chaça; de chaçar), Chaço (top. e n.) chadeiro (chedeiro), chedeiro (leito do carro), chideiro (chedeiro), jadeiro (muge) chafalhada (obra mal feita), chafulhada (chafalhada) chafalhar (fazer chafalhadas), chafulhar (chafalhar), chanfalhar (esgrimir chanfalho), zafanhar (chafalhar), zafalhar (chafalhar), enzafalhar (zafalhar), enzafanhar (zafanhar), safalhar (zafalhar), ençafalhar (enzafalhar), safanhar (zafanhar), ençafanhar (enzafanhar), enchafalhar (chafalhar) chafalheiro (trapalheiro), chafulheiro (chafalheiro), chafalhão ((am) e (om) chafalheiro), chafulhão ((am) e (om) chafalheiro), chanfalhão ((am) e (om) chafalheiro), chanfanhão ((am) e (om) chafalheiro), chanfalheiro (que brande chanfalho), zafalheiro (chafalheiro) chafalho (chanfalho; de chafalhar), chanfalho (instr. velho; de chanfalhar), chafa-lho (de chafar) chafarica (chafarico), Chafarica (top.) chafarelo (chaçarelo), chafarico (argalho), chafariz (fonte), chafaris (pl. chafaril), chafaril (chafariz) chafrão ((am) chanfro, nalguns dics.), chafram (de chafrar), chafro (de chafrar), chanfro (corte), chanfradura (chanfro) chafrar (chamuscar), chanfrar (fazer chanfros) chaga (ferida), xaga (chaga) chagas (pl. chaga), Chagas (n.; mal de -: doença do sono) chagoza (poça), Chagoza (n.), chagorza (chagoza), chagorça (chagorza), chagoça (chagoza), chagosa (f. chagoso) chagrém (coiro granuloso), chagrim (chagrém) Chaguaçoso (top.), chaguaçoso (aguacento) Chaim (top. e n.), Chainho (top. e n.), chazinho (dim. chá), cheiinho (bastante cheio), chiinho (dim. chio), Chinho (n.), chino (chinês; de chinar), Jeinho (Jé) chainça (planície), Chainça (top.), chainha (variedade de maçã), chainhas (jogador reles; pl. chainha), cheinha (infeliz), cheiinha (f. cheiinho), Jeinha (Ma. José, Josefa, Josefina) chaira (planície; f. chairo), Chaira (top. gal. e port.), chaeira (pequena chaira), jaira (estântiga), xaira (jaira), chaila (pequena chaira), chanceira (esplanada; f. chanceiro) chairego (da chaira), chaurego (pequena planície), chairo (plano; jaro) chalaça (chiste), chalaza (tumor) chalão ((am) tratante, nalguns dics.), Chalão (rio gal.) chaleira (caixa; vaso de metal), Chaleira (top. gal.), cheleira (compartimento de navio) chalrar (chalrear), charlar (conversar), chalrear (falar à toa; chilrear), chilrear (chilrar) chama (flama; chamariz; de chamar), xama (tribo bras.), Chama (top.) chamadeira (pedra que fecha a parede do forno), chamadoira (barra do moinho; tábua do tolete), Chamadoira (top. e n.) chamadoiro (chamadouro), chamadouro (ato de chamar; taramela), Chamadouro (top.), chamador (que chama), chamadeiro (chamadoiro; chamante), chamativo (que chama a atenção) chamais (de chamar), jamais (nunca), xamãs (pl. xamã) chamam (de chamar), xamane (xamã), xamã (xamanista), jamão ((om) presunto), chambão ((om) presunto; que faz chambonadas), chamante (atrativo) chamarada (grande chama), chamareda (chamarada, nalgum dic.) chamariça (salgueiro), chamariz (reclamo) chamarra (chimarra), samarra (vestimenta rústica) chá-mate (chá de congonha), xamate (xaque-mate), xamata (manto de seda) Chamberim (top. gal.), Chamberi (top. esp.), chamberil (chambaril), chambril (chambaril), chambaril (pendalho), chamberico (chambaril), chambrico (chamberico) chamear (chamejar), chamejar (deitar chamas) chamego (atração sexual), chamejo (cintilação; de chamejar) chamiça (ramas delgadas; de chamiçar), chamiço (tição; de chamiçar), Chemiço (top.) chamiçar (queimar), achamiçar (fazer chamiços) chaminé (saída do fumo), cheminé (chaminé), chamineia (pop.: chaminé), chemineia (pop.: chaminé) Châmoa (condessa), chamo-a (de chamar) chamosa (f. chamoso), Chamosa (top. e n.) chamoso (que começa a apodrecer), Chamoso (top. e n.), charmoso (que tem charme) Champanha (região fr.), champanha (champanhe) champar (engolir), chapar (pôr chapa) champó (champe), champô (sabão para cabelo), champu (champô), xampu (champu) champurrar (chapurrar), chapurrar (misturar; chapurrear), chapurrear (falar mal um idioma) chamusca (chamuscamento; de chamuscar), Chamusca (top. port.), chamusga (de chamusgar), chamuça (lenha miúda), charamuça (chamuça), charamuga (chamuça), charamusga (charamusca), charamusca (faísca) chamuscadoiro (lugar onde se chamusca), chamuscadouro (chamuscadoiro) chamuscar (queimar levemente), chamusgar (chamuscar), musgar (chamusgar) chamusco (chamuscadura; de chamuscar), chamosco (chamusco, nalguns dics.) chanca (soco; sanca), Chanca (n.), chancla (pop.: chanca), chancleta (chinelo), changa (trabalho sem importância) chança (gracejo; terra com sulcos; chanço; de chançar), Chança (rio), jança (cavouco; sanja; de jançar), Jança (top.), jância (cavouco), jance-a (de jançar) chancalear (fazer ruído as chancas), changalear (mover-se o mango), chanquelear (chancalear), chancar (chancalear), changar (fazer changa), changuear (changar), chanquear (batizar às pressas) chançar (achaiar), jançar (fender), chancear (dizer chanças) chance (chanço; gal.: oportunidade), jance (de jançar) Chanceda (top.), Xanceda (top.), Janceda (top. e n.), Juanceda (rio), chançada (chaira pequena) chancela (chaira pequena; rubrica; de chancelar), Chancela (top.), Chacela (n.), chassela (casta de uva) chancelaria (cargo de chanceler; de chancelar), cancelaria (de cancelar) chanco (chanca), chango (chanco) chanço (degrau de escada; de chançar), chaço (chaça), chaniço (chamiço), janço (de jançar) chandoira (mexeriqueira), chandorca (pião) chandreja (f. chandrejo), Chandreja (top.) changueiro (chanqueiro), chanqueiro (copo de vinho) chanta (estaca; de chantar), janta (jantar), jante (camba; de jantar), chante (de chantar) chantada (f. chantado), Chantada (top. e n.) chantadense (de Chantada), chantadino (chantadense), chantadinho (dim. chantado), chantadiço (cravo de ferro) chantado (cravado; chantadura), Chantado (top. e n.) chantagear (fazer chantagem), chantajar (chantagear) chantagem (tanchagem; extorsão), chantajem (de chantajar), chantassem (de chantar), chantaje (de chantajar), tanchagem (planta), tantagem (tanchagem), chantame (ato de pôr chantos ou chantas), chantásia (chantagem), xantage (chantagem), chantage (planta), chantaja (chantagem; de chantajar) chantais (pl. chantal; de chantar), jantais (de jantar), chantães (pl. chantão (am)), chantões (pl. chantão (om)), chantéis (pl. chantel), chanteis (de chantar) chantal (chanteiro), Chantal (n.), chantel (chantagem), chantil (chantel) chantão ((am) chantagem; (om) chanto), xantão ((om) enxerto), tanchão ((om) chantão), chantame (ato de pôr chantos), chantai-me (de chantar) chanteira (canteira de chantos ou chantas; f. chanteiro), chantoeira (chantado), lhantoira (camba) chanteiro (que faz chantos ou pôe chantados; chantão; codelo; couceiro), Chanteiro (top. e n.), chantoneiro (chatoneiro), chatoneiro (mediano) chantes (de chantar), jantes (pl. jante; de jantar), Xantes (top.) chantos (pl. chanto), Jantos (rio; n.), Xantos (top. e n.) chão (solo), Chão (top. e n.), Chaião (top.), chau (interj.; dial.: chão), tchau (chau), Jão (João e Jião; top.), jão (homem dominado pela mulher; jana), João (n.), Xuan (X. Zong, imperador chinês), cham (etnia asiática), Cham (n.) chãos (pl. chão), Chãos (top. e n.) chapa (folha metálica; de chapar), Chapa (top. gal.) chaparia (conjunto de chapas; de chapar), chapelaria (ofício de chapeleiro) chapeiro (encarregado da chapa), chapeleiro (que faz chapéus; pop.: de Chapela) chapeio (de chapear), chapéu (sombreiro) chapiça (peste de vegetais), chapuça (de chapuçar), chapuza (de chapuzar) chapicéis (pl. chapicel), chapiceis (de chapiçar), chapiceus (pl. chapiceu) chapicel (gesta diante do carro), chapiceu (sainte na lumieira), chapitel (pendelho), chapitéu (parte mais elevada da proa e da popa) chapla (chapra), chapra (tachola) chapodar (podar), chapotar (chapodar) chaprões (pl. chaprão), chapróis (pl. chaprol) chapuçar (atolar), chapuzar (emborcar), chapiçar (borrifar), chapugar (chapinhar), zapuchar (chapuzar) chapuz (cunha), chapuze (de chapuzar), chapuce (de chapuçar) chaque (pretexto), achaque (doença; pretexto) chaqueta (pop.: jaqueta), Chaqueda (top. e n.), jaqueta (casaco) charão ((om) verniz), xarau (pardau; vinho de palmeira) charca (charco), pucharca (charca) charlaria (de charlar), charlataria (charlatanaria), charlateira (dragona; f. charlateiro), jarreteira (liga) charlateiro (falador), charleiro (charlatão) charneira (choradeira), charneira (bisagra) charrão ((am) terreno mau), Charrão (n.), charrau (charrão), charreu (peixe) charrasca (pássaro), xarrasca (aparelho de pesca) charrua (arado; de charruar), Charrua (top.) charuto (rolo de tabaco), xarouto (pessoa bruta), xaroto (insociável), xaroutou (grosseiro) chas (pl. cha), chás (pl. chá), chás! (onomat.), chãs (pl. chã), Chãs (top. e n.), jãs (pl. jã; Santa Companha), jaz (de jazer), jazz (ritmo sincopado), xás (pl. xá; trasno; estântigas), Xás (top.), Xaz (top.), Geás (top.) chasca (míldio; chasco; de chascar), chasca (lasca de lenha) chasco (pássaro; burla; de chascar), chiasco (rexio) chaspear (cortar mato), jaspear (dar aparência de jaspe) chassi (armação do automóvel), chassis (chassi) chatear (beber chatos; amolar), jatear (competir), chatar (pôr chata), jatar (jactar), jactar (gabar), jactanciar (jactar) chateza (qualidade de chato), chatice (chateza) chatim (chatinador), chatum (bravum), chatão ((om) cravo; que põe chatas), jatum (chatum) chato (raso; xato; piolho; de chatar), xato (bezerro; 4, em baralhete), Xato (monte), jato (jorro; de jatar; xato), Jato (n.), jacto (jato; de jactar), x-ato (lâmina para cortar material flexível) chavaço (golpe do pelho), chavasco (tosco; chuvasco; de chavascar), chuvasco (aguaceiro), chuvisco (chuvinha), chuvache (da Chuváchia) chavasca (de chavascar), xavasca (desalinhada) chavascais (pl. chavascal), chavascais (de chavascar) chave (instr.; cifra), Chave (top. e n.), clave (sinal mus.; chave da orientação), crave (de cravar) chávea (cavilha), chavelha (taravelo), chaveia (de chavear), chaveta (cavilha; sinal gráfico {}; de chavetar), chavelho (dente que sobressai; corno; tentáculo) chavear (bater os dentes com o frio), chavetar (segurar com chaveta) chaveio (de chavear), chavelho (dente; chavelha), chaveu (rapazote) chaveira (doença do gado; erva), chavaria (conjunto de chaves), clavaria (função de clavário) chaveiro (que guarda chaves; heléboro; porta-chaves), claveiro (clavário; chaveiro), craveiro (planta de cravos; fabricante de cravos; claveiro), clavário (guarda das chaves), xaveiro (ninho do polvo) chavelhal (buraco onde se mete a chavelha), chavelheira (chavelhal) chavelhão ((om) suporte do carro), chavilhão ((om) chavelha) chaves (pl. chave), Chaves (top. gal. e port.; n.) chavinha (dim. chave), Xavinha (top.) chavo (valor insignificante), ichavo (chavo), uchavo (moeda de cobre) chazada (infusão de chá), chaçada (f. chaçado) chazeiro (cheda), chazeiro (que gosta de chá) che (te, dativo; indiano; jogo; ant. letra esp.), ché (interj.), xe (ant.: se), Jé (Zé), jê (etnia bras.; pronúncia de j), gê (letra g), Ge (símb. germânio), Xe (símb. xeno ou xénon), xê (pronúncia de x; interj.), guê (nome da letra g: gê), Jepe (Jé) checado (de checar), xecado (cargo de xeque) checar (angl.: verificar), xecar (enredar) checo (da Chéquia; de checar), xeco (de xecar) cheda (prancha do chedeiro; ajuda), Cheda (top. e n.), cheta (vintém) chedeiro (leito do carro de bois), chideiro (chedeiro) chefe (que dirige), xefe (chefe, nalguns dics.), jefe (chefe, nalgum dic.) chefia (chefatura; de chefiar), chefado (dignidade de chefe), chefatura (chefado) chegadiço (adventício), achegadiço (que se achega), chegadoiro (que está a chegar), chegador (que chega), achegadeiro (amigável), chegadeiro (esforçado) chegança (chegamento; auto do Natal), chegadeira (utensílio para chegar carvão), chegadela (ato de achegar), achegança (pertença) cheia (f. cheio; enchente), geia (de gear; terra seca), Geia (divindade da Terra) cheio (repleto), Cheio (top.) cheira (de cheirar; chaeira, nalguns textos; metediço), Cheira (top. port.), jeira (arada), Jeira (top.), geeira (geada; f. geeiro), gieira (geeira) cheirar (sentir cheiro), jeirear (dar uma volta) cheirenta (f. cheirento), cheiranta (amiga de espreitar), cheireta (metediça) cheirento (que cheira, bem ou mal), cheiroso (de cheiro agradável), cheirão ((om) fedorento; peixe), cheirume (fedor), cheirante (cheiroso) cheires (de cheirar), Cheires (top.) cheiricar (curiosear), cheiriscar (cheiricar, nalguns textos) cheiro (odor; de cheirar), cheiror (cheiro) chenla (chenlo), Chenla (top.), chela (noviço budista) chenlo (canal entre ribanças), Chenlo (top.), Chelo (top. e n.), chelo (cabrito) chepa (giba), xepa (resto de comida), cherepa (chepa), chiripa (sorte), chiriba (estado de concentração mental) cheque (ordem de pagamento; desaire; boémio; de checar), xeque (chefe árabe; ataque ao rei, no xadrez; de xecar), xaque (xeque, no xadrez), Xeque (Xan Cai Xeque; n.), jeque (homem; bote) cherimólia (anona), cherimoia (cherimólia) cherivia (pastinaca), cheruvia (cherivia), chirivia (cherivia), chirivi (que está mal da cabeça), chirivico (bolinho), chirivito (guilhado), cherouvia (cheruvia), cherouveia (cherouvia), chirouvia (cherouvia), chirouveia (chirouvia), cherovia (cherouvia), charouvia (cherouvia), charouveia (cherouvia), chorovia (chirouveia) cherna (peixe), cherne (cherna), Xerne (top.), cherla (cherna) cherpe (toquilha), echarpe (faixa para o pescoço) chi (aperta), xi (pasmo), ji (jota) chiado (de chiar), Chiado (top.) chiador (chiante), chiadoiro (chiadeira) chiba (cabrita), chiba (de chibar) chibar (separar cabeças de gado; chibantear; delatar), chibatar (dar chibatadas), chibantear (mostrar-se chibante) chibardo (peixe; xibardo), xibardo (mamífero marinho), chibarro (chibardo ou xibardo), chibarte (chibardo), chibarto (chibarte), chibau (chibardo ou xibardo) chibato (chibo; chibardo; de chibatar), chibado (de chibar) chicado (saco pequeno; de chicar), achicado (de achicar) chicha (carne), xixa (chicha) chícharo (leguminosa; crustáceo), chicharro (carapau; toucinho frito; bourel), chícaro (molusco), chicarro (sapatinho) chiche (predileto), chichi (peixe; chiche), xixi (faseolácea; xurelo; mijo), chicho (chiche), Chicho (n.) chicherisbéu (criança raquítica), chichisbéu (cortejador) chichirico (presumido), Chichirico (n.) chico (pequeno; canchapernas; de chicar), Chico (Francisco), Xico (Chico) chicória (sucedâneo do café; salada), achicroia (leituga) chicote (látego), xicote (alga) chifra (instr. para adelgaçar couro; de chifrar), chifre (corno; instr. mus.; de chifrar), cifra (no; chuva com vento; de cifrar), chífaro (chifre), chiflo (assobiote), chifro (de chifrar) chifrar (adelgaçar com chifra; bater com chifre; assobiar com chifre), cifrar (escrever em cifra), xiprar (assobiar), siflar (xiprar), xifrar (silvar o vento) chila (aboboreira), chile (pimento), Chile (país), xila (imundície; fazenda de algodão), gila (chila) chileno (do Chile), xileno (carboneto de hidrogénio), chileu (cherla), chilão ((om) ronquete; banda), cileno (gróvio), sileno (inseto; povo), silense (de Parada do Sil), silente (silencioso) chilindrada (bagatela), chilindró (calabouço) chilro (chilreio; insosso; chafariz), chirlo (chilro; chio) chimpanzé (macaco), chipanzé (chimpanzé) chimpar (lançar; pinchar), cimpar (chimpar), zampar (meter de pressa; chimpar), chumpar (chimpar) chimpim (pequeno trator), chimpinho (dim. chimpo) china (chinês; mulher aborígene; de chinar), China (país) chinar (manchar), chinetar (dial.: amolar), ajenetar (cansar), sinetar (marcar com sinete; tocar sineta) chincha (chinche; arte de pesca; de chinchar), chinche (inseto; mexeriqueiro; de chinchar) chinchila (roedor de pele estimada), chinchilha (chinchila, nalguns dics.), Chinchilha (n.) chinchoio (chinchó), chinchó (cabana), chinchão ((om) pano; randeeira; chincheiro) chinchós (pl. chinchó), chinchões (pl. chinchão) chinchulhada (chunchulhada), chunchulhada (falamento), chanchulhada (trapalhada, nalguns autores) chinchulheiro (que faz chinchulhadas), chunchulheiro (chinchulheiro) chinguirito (trago), chiringuito (esp.: espécie de furancho) chintófano (cousa indeterminada), chintófono (chintófano) chiperão ((om) calamar pequeno), chipirão ((om) chiperão), chiguirão ((om) lura), chiquirão ((om) chiguirão) Chipre (país), xipre (xiprada; de xiprar), xipro (assobio; de xiprar) chirimbol (pedro), chirimbolo (chintófano) chirivicas (chiriviscas), chiriviscas (irrequieto), charaviscas (chiriviscas) chirla (balbordo; crustáceo), chilra (f. chilro) chirlão (vinho frouxo), chirlau (chirlão) chirrar (chirriscar), chirriar (chirrar), chirriscar (crepitar) chis (pl. chi; interj.), xis (x; trunfo na bisca; interj.) chiscalho (chisco, nalguns textos), ciscalho (cisco) chisco (bocadinho; de chiscar), Xisco (top.; Chisco), Chisco (Chico), cisco (pequeno fragmento; de ciscar) chisga (chisca; de chisgar), xisga (corda delgada; de xisgar), chisca (chisco; de chiscar) chispa (faísca), chispa (de chispar) chispar (lançar chispas), cispar (lispar-se) chisqueta (golo), chisquete (chisquinho; chisqueta), pisquete (piscadela, nalguns textos) chistoso (que faz chistes), xistoso (xistento), quistoso (com quisto), xistáceo (da cor do xisto), xistento (rel. a xisto), xístico (modalidade de atletismo gr.; rel. a xisto) chita (tecido; mamífero; cadela; chitada), xiita (aderente do xiismo) chitão! ((om) chitom!), chitom! (silêncio!), chitão ((om) molusco), chito (chite; cão), chite (marco) chitina (quitina), quitina (substância cuticular), cutina (substância celulósica) chiuaua (raça de cães), chiguágua (chiuaua, nalguns textos), chihuahua (chiuaua) cho (che o; cozinheiro de barco), xó! (voz para parar bestas), xô! (voz para xotar), chó (peixe; ichó; xó), chô (xô), só (sozinho), so (sob), Jó (Job) choca (chocalho; galinha que está a incubar; pedaço de carvão mal queimado; de chocar), Choca (top.), joca (de pouca disposição), chouca (moreia), chuca (jogo; de chucar), chuca! (interj.) choça (cabana), Choça (top.), joça (reles), chouça (choça; chousa), choucha (bugalho; galinha; f. choucho; de chouchar), chocha (f. chocho), chousa (herdade com chouseira; de chousar), choussa (de choussar), Chousa (top. e n.), jouça (sujidade) chocalhar (agitar; soar chocalho), chacoalhar (chocalhar), chocareliar (soar choca ou chocalho), achincalhar (aviltar), chincalhar (agitar como chocalho) chocalheiro (que faz chocalhadas; cigarrão), choqueiro (que veste máscara de entruido; pescador de chocos; húmido; sítio onde choca a galinha), chiqueiro (porqueira), choquento (que está choco), trocalheiro (informal) chocalho (campainha no pescoço do gado; de chocalhar), choca-lho (de chocar), chocão ((om) que está chocando; zângão) chocar (incubar; dar choque), xocar (xotar), choquear (chocar), chucar (medir tantos) chocaréis (pl. chocarel), chocareis (de chocar) chochar (ficar chocho), chochear (falhar a memória), chouchar (saltar), chauchar (rechouchiar) chochei (de chochar), chocheei (de chochear), chochém (chocheira) chocho (caduco; monho; chocha; de chochar), xoxo (beijinho), choucho (chuchado; chocho; de chouchar), chucho (chuchada), chuchu (cucurbitácea), xuxo (cachucho), chouchou (desasseado; de chouchar) choco (molusco; podre; de chocar), Choco (top.), cheoco (bêbedo), Chuco (Francisco) chocolataria (fábrica de chocolate), chocolateira (f. chocolateiro; vasilha onde se prepara chocolate), achocolataria (de achocolatar) choedoira (ato de choer), choedura (choedoira), choeira (chousa), choieira (rel. a choia) choer (fechar), chouver (choer), chover (cair água), choir (choer), chouvir (chouver) chofer (condutor de automóvel), chaufer (chofer, num dic.), choufer (chaufer) choi (gralha), chói (de choer e choir), Chói (top.), chui (polícia), choim (ingénuo) choia (choi; de choiar), Choia (top.), chói-a (de choer e choir), choa (choia; de choer), choa-a (de choer) choído (de choer e choir), chouvido (de chouver e chouvir), chovido (de chover) choina (chona), choína (muxica), chona (convénio marinheiro), joinha (infeliz), choinhas (joinha; chainhas), joiinha (dim. joia), joina (pusilânime; erva med.) choio (trabalho; de choiar e choir), chói-o (de choer e choir), choo (de choer), choo-o (de choer), choiro (enxurrada) chois (pl. choi), chóis (de choer e choir), Xois (top. Egito), choies (de choiar), choins (pl. choim) chola (cachola; f. cholo), cachola (cabeça), choula (ruído de líquido a cair; de choular) choldra (joldra), joldra (jolda), jolda (pândega), Jolda (top. port.), xoldra (joldra), xolda (jolda), goldra (sujidade), soldra (saliência entre a coxa e a perna do cavalo), solda (de soldar), sodra (sulco na coxa do cavalo) cholo (caboclo; tamanco), choulo (pouco esperto; de choular), chulo (grosseiro) chope (trabalho; cerveja de barril; chouso; jarro; de -: bruscamente), Chope (top. e n.), choupe (de choupar), chupe (de chupar; a -: achupe), xope (sorvo), achupe (costento) chopeta (chopa pequena), chupeta (mamadeira), choupeta (tábua da chalana) chopo (choupo; choco), choupo (árvore salicácea; de choupar; chouto), chupo (pendente; arbusto; ato de chupar), choplo (chopo) choquém (estado de choca), choquei (de chocar) choquinho (choco), choquito (choquinho), chouquinho (cefalópode) chor (flor), chore (de chorar) chora (chorada; de chorar), Xora (top.) chorado (de chorar), chorido (florescido), chorudo (pingue), rechorido (florido) choramigar (chorar sem motivo), choramingar (choromicar), choromingar (choramingar), chormingar (choramingar), churmigar (chormingar), churrimingar (choramingar), choromicar (choramigar), chorimicar (choromicar), choromiquear (choromicar), churumicar (choromicar), chorimiquear (choromiquear), choricar (chorimicar), choridar (florescer), churidar (choridar), choringar (choricar), chorincar (choricar), chormear (estar a árvore carregada de fruta) choramingueiro (chorão), chormingueiro (choramingueiro), choromiqueiro (choramingueiro), chirimiqueiro (choromiqueiro), choramiqueiro (choromiqueiro), choriqueiro (choromiqueiro) chorão ((om) que chora; planta; pássaro), Chorão ((om) n.) chorei (de chorar), chorém (choramicas; dial.: chorei), Chorém (top. e n.), Chorem (n.), chorem (de chorar) choreira (pequeno choro), choradeira (grande choro; carpideira), choradela (chorada), chourela (chouriço delgado), chorreira (regato), xurreira (chorreira) chores (pl. chor; de chorar), choreis (de chorar), Choréns (n.), Chorence (top.), Chorente (top.) chorim (endemoninhado), chorima (flor do tojo), chorume (banha), chiruma (flor do linho), charuma (chorima), churuma (chorima; de churumar), charume (farum), chirume (celme), cheirum (cheirume), cheirume (cheiro), xerume (aroma), churume (chirume; de churumar), cherúmia (chorima), chirúmia (cherúmia), chirima (chorima), churima (chorima) chorões (pl. chorão), Chorões (top.) choriçóis (pl. choriçol), chouriçóis (choriçóis), chourições (pl. chourição), chouriçais (de chouriçar) choriçol (uriçó), chouriçol (choriçol), chourição ((om) aum. chouriço) Choromândel (costa oriental da Índia), Coromândel (top. Minas Gerais) choromeco (chorão), choromico (que fala com voz gemebunda; de choromicar) choromicas (que choromica), choromingas (choromicas) chos (pl. cho), chós (pl. chó; de bom humor), Jós (top.) chosca (f. chosco; de choscar), xosca (malheira; rameira) choscar (chiscar), chiscar (choscar), chisgar (chiscar), chuscar (chiscar), chusgar (chuscar), xiscar (espargir) chosco (vesgo; de choscar), chusco (gracioso; pãozinho; de chuscar), chusgo (chosco) choto (chouto; xoto; cabrito; vão), xoto (xato; áspero; de xotar), joto (xoto), chouto (salto), Chouto (top.) chouço (lavradio separado), Chouço (top.), Chouso (top. e n.), chouso (chousa; balizado; viveiro; de chousar), chousso (de choussar), choço (choça), chuço (chuceiro; de chuçar), eschouso (derreado) choucolear (mover-se líquido), chocolear (choucolear), checolear (choucolear), chouquelear (fazerem ruído socos; choucolear), choquelear (fazer ruído com chocas ou chocalhos; choclear), choqueliar (chocareliar), choclear (soar peças não ajustadas), chocletear (choclear), choqueletear (choclear) choulão ((am) chouriço), choulã (choulão), choulam (de choular), choumão ((am) choulão) choupa (peixe acantopterígio; de choupar; ponta de aço; choupo), choipa (buraco em tronco de árvore), chupa (casaca; de chupar), chopa (choupa; jogo), xouba (peixe fisóstomo; saco, em baralhete), xouva (xouba), xoiba (xouba), anchova (boqueirão), anchoa (anchova), chouba (chouva), chouva (chouba; de chouver), choiva (dial.: chuiva), chuiva (chuva), Xoiba (top.), chova (de chover), chuva (precipitação), juba (crina do leão), enchova (anchova), Anchoa (top.), xoupa (choupa) choupais (pl. choupal), choupais (de choupar) choupal (mata de choupos), Choupal (top.) choupeira (chopo; f. choupeiro), chopoeira (lugar de chopos) choupim (medida; cogumelo; foguete), choupinho (dim. choupo; de choupinhar), chopim (choupim), Chopin (compositor), chopinho (grolo), chupinho (molusco), chupim (chopim) chousais (pl. chousal; de chousar), choussais (de choussar) chousar (acoutar), choussar (chousar), chuçar (picar com chuço) chouseira (tapada), chousseira (chouseira), chouceira (mata de tojo), chousura (cerca), chousal (chousa), Chousal (top. e n.), Choução ((am) e (om) top.) chouselo (pequeno chouso), Chouselo (top.) chousinho (dim. chouso), Chousinho (top.), Choucinho (n.) choutar (saltar), Choutar (top. e n.), choutear (choutar), chutar (dar pontapé na bola), xutar (chutar, nalgum dic.) choute (de choutar), xote (de xotar; dança paraibana) chouteira (f. chouteiro), chouteira (copla; baile pop.) chovediço (chovedio), chovedio (chuvoso), chuvidiço (pessoa solitária) chuça (de chuçar), Chusa (n.), Chusã (arquipélago da China), Jusã (top.) chucha-mel (planta), chupa-mel (chucha-mel) chucha-meles (pl. chucha-mel), chucha-melos (erva), chupa-melos (chupos), chupa-meles (pl. chupa-mel) chuchar (chupar), chupar (sugar), choupar (chapinhar), chouchar (saltar; chauchar), chochar (chochear), chauchar (cantar os pardais) chué (mesquinho), xué (chué) chués (chué), xués (pl. xué), juiz (julgador), Juiz (top. e n.), chuis (pl. chui) chumaceira (chumaço), chumbaceira (chumaceira) chumaço (revestimento mole; de chumaçar), enchumaço (chumaço; de enchumaçar) chumbador (que chumba), chumbadouro (parte de gonzo; chumbadoiro), chumbadoiro (lugar onde se trabalha com chumbo), chumbeiro (chombeiro), chombeiro (homem que afunda a rede) chumbar (assegurar com chumbo; botar abaixo), chombar (empurrar para abaixo), achumbar (pesar como chumbo) chúmbeas (peças para atar mastros), plúmbeas (pl. plúmbea), chúmeas (chúmbeas) chumbeiro (que fabrica chumbos), chombeiro (que afunda a rede) chumbo (metal; de chumbar), chombo (chomba; chumbo; de chombar) chumesgar (zumegar), chusmigar (chumesgar; choromicar), churmigar (chusmigar), chusmear (chusmigar) chupador (que chupa), chupadoiro (chupeta) chupa-tinta (mata-borrão), chupantina (vício de fumar), chupandaina (vive à custa dos demais) churidar (choridar), choridar (florescer) churra (galinha; f. churro), xurra (minhoca; de xurrar) churrascar (chamuscar), churruscar (torrar), charruscar (pestanejar; churruscar), churrasquear (preparar churrasco) churrascaria (restaurante de churrasco; de churrascar), churrasqueira (f. churrasqueiro; grelha do churrasco; churrascaria) churrasco (carne à brasa; de churrascar), chorrusco (toucinho assado), churrusco (crusta mais cozida; de churruscar), charrusco (chorrusco; de charruscar) churrasqueiro (que faz churrasco), churrusqueiro (gracioso), charrusqueiro (churrusqueiro), chusqueiro (chistoso), chosqueiro (chusqueiro, nalguns textos) churreira (xurreira; f. churreiro), xurreira (enxurrada), chorreira (churreira) chute (pontapé na bola; de chutar), chuto (calado; chute; de chutar) chuvasqueiro (roupa para se guardar da chuva; chuvasquento), chuvisqueiro (chuvisco; chuvasqueiro), chovisqueiro (chuvisqueiro), chuvaceiro (chuvarada), chuveiro (bátega; ducha) chuveirada (borrifada), chuvinhada (barralhada), chuvada (forte chuva), chuvascada (chuveirada) chuvieira (chuvada), chuveira (chuvisca), chovieira (chuvieira) chuvinhar (chuviscar), chovinhar (chuvinhar) chuvinhento (chuvoso), chuvisquento (chuvinhento), chovinhento (chuvinhento) chuvioso (chuvoso), chuvoso (em que chove muito), chuviscoso (com chuviscos), choviscoso (chuviscoso) chuvisca (chuva fina; de chuviscar), Chuvisca (top.), chovisca (chuvisca; de choviscar) chuviscar (chover pouco), choviscar (chuviscar) cia (lavandisca; de ciar; abrev. companhia), sia (de siar), Sia (top.) cianato (sal do ácido ciânico), cianeto (prussiato), cianureto (cianeto) cianismo (intensidade do azul), cinismo (impudência) cíano (cianogénio), ciam-no (de ciar), siam-no (de siar), ciano- (rel. ao azul) ciática (afeção do nervo ciático), isquiática (f. isquiático) ciático (rel. aos quadris), isquiático (rel. ao ísquio) cíbalo (restos de comida), címbalo (instr. mus.) cibar (alimentar; acibar), sibar (embarcação) cibário (farinha que fica na peneira), Cibeiro (top. e n.), cibório (píxide), zimbório (remate de cúpula), seveiro (sonda) Cibrão (top. e n.), cibrau (terra dura), Xibrão (top.), Cibrã (top.), Ciprão (top.), Ciprião (top.), Cipriano (n.), ciprino (óleo da alfena), cibrense (rel. a São Cibrão) cica (planta; adstringência), sica (punhal) Cicadáceas (família de gimnospérmicas), Cicádidas (hemípteros) Cicadales (família de gimnospérmicas), Cíclades (ilhas gr.), cíclades (pl. cíclade) cicatriz (vestígio de ferida), cicatrize (de cicatrizar) cicatrizais (de cicatrizar), cicatriciais (pl. cicatricial) Cícero (n.), cicerone (guia) cichar (expelir com força), cinchar (pôr cincha; apertar no cincho) cicia (ave; de ciciar), zizia (de ziziar) ciclatão ((om) tela fina de seda), ciclotrão ((om) acelerador de partículas) ciclista (que faz ciclismo), ciclístico (rel. ao ciclismo) ciclo (período), siclo (moeda israeliana), sículo (siciliano) ciclópeo (ciclópico), ciclópico (rel. a ciclope) ciconiídea (pernalta), ciconíida (ciconiídea) cicranha (vulva), sicrana (f. sicrano) cid (senhor), Cid (Rodrigo Dias de Bivar; n.), Cide (top. gal. e port.; n.), Side (top. turco) cida (intervalo entre golpes de marulhada), sida (malvácea; síndroma de imunodeficiência adquirida) cidade (burgo), Cidade (top.), cividade (cidade), Cividade (top. gal. e port.), Cidá (top.), Cidai (top.) cidadela (fortaleza), Cidadela (top.), Cidadelha (top.), Cidadelhe (top.), cidadelhe (cidadelha), cidadelha (cidade pequena) Cidães (top. e n.), Cividães (top. e n.) Cido (top. gal.), sido (de ser) cidra (fruto da cidreira), Sidra (golfo da Líbia: ant. Sirte), sidra (sumo de maçã) cidral (pomar de cidreiras), sideral (rel. aos astros) cidrão ((om) cidra de casca grossa), Cidrão ((am) n.), Sidrão ((om) top.) cidreira (espécie de limoeiro), sidreira (f. sidreiro, nalguns autores), sidraria (loja de sidra), sideraria (de siderar) científico (rel. à ciência), cientista (pessoa científica; cientificista), cientifico (de cientificar) cientismo (sistema que só admite a verdade na ciência), cientificismo (cientismo) cies (de ciar), Cies (ilhas), sies (de siar), Sies (Cies), Sias (top. gal.) cifra (algarismo; celhisca; de cifrar), cifa (areia de ourives; graxa de peixe; de cifar) cigala (crustáceo), sigala (cigala), Sigala (top. Egito), cigarra (inseto; de cigarrar), cigalha (migalha), cigarreira (mulher que faz cigarros), Cegala (n.) cigurros (ant. povo da Galiza), gigurros (cigurros), guigurros (cigurros), cigarros (pl. cigarro) Cila (escolho fronteiro a Caribde), Sila (Sula ), cila (planta), sila (sigla), sigla (monograma), escila (planta) cilhadoiro (parte onde se aperta a cilha), silhadoiro (silhal), cilhadouro (cilhadoiro), silhadouro (silhadoiro) cilhais (de cilhar), silhais (pl. silhal), silhãos (sanjoães), silhões (pl. silhão), cilhões (pl. cilhão) cilhão ((om) cilha grande), silhão ((om) obra em fosso; sela grande) cilhar (pôr cilha), silhar (pedra de silharia), ciliar (rel. a cílio), silher (oco inferior de janela) cilhares (de cilhar), silhares (pl. silhar) cilharia (de cilhar), silharia (obra de silhares) Cilheda (top.), Silheda (top.) Cilheiro (top. e n.), Silheiro (top.), silheiro (gado de lombo fundido), selheiro (porco de lombo levantado; que vende selhas) Cilhobre (top.), Ciobre (top.), Silhobre (top.) ciliado (que tem cílio), ciliar (rel. a cílio), cilhado (porco com manchas brancas e negras; de cilhar), celheado (com celhas) cílice (da Cilícia), sílice (sílex), sílex (pederneira) cilício (tormento; ciliciense), silício (metaloide), silícico (rel. a silício) ciliforme (em forma de cílio), filiforme (com forma de fio) cilindra (de cilindrar), silindra (planta) cilindrada (capacidade de cilindro; f. cilindrado), chilindrada (parvada), cilindragem (ato de cilindrar), cilindraxe (cilindreixo) cilindro-eixo (cilindreixo), cilindreixo (axónio) cilindro (corpo roliço; de cilindrar), Silindro (n.) cílio (celha), Sílio (poeta lat.), sílio (parte superior do eixo do moinho) cilisprim (a todo-: a toda velocidade), filispim (cilisprim) cima (cume; de cimar), Cima (top.), sima (camada geológica), zima (mania), Zima (n. bíbl.), sigma (letra gr.) Cima de Vila (top.), Cimadevila (n.) Cimabue (pintor), Zimbábue (país), Zimbabué (Zimbábue), Zimbaué (Zimbábue) cimácio (moldura), cimáceo (cimácio, nalguns dics.) cimblar (cast.: vibrar; cimbrar), cimbrar (lancar; vergar), cimprar (dizer simplezas), simprar (cimprar), cimprear (zambrear), zambrear (ir zambo), gimbrar (correr), zimbrar (fustigar), simblar (cimbrar) cimbra (cemba; mareio; de cimbrar), zimbra (cimbra; de zimbrar) cimbre (armação; de cimbrar), cimbro (arbusto; molusco; povo germânico; de cimbrar), zimbro (junípero; de zimbrar), címbrio (armação), acimbre (cimbre) cimeira (ornamento da cima; f. cimeiro; cume; figura de quimera), ciumeira (ciumaria) cimenteira (f. cimenteiro), cementeira (f. cementeiro), sementeira (semeadura; f. sementeiro), sementia (sementeira) cimério (povo do Ponto Euxino), cimeiro (do cimo) cimo (topo; grelo; de cimar), Cimo (top.), zimo- (rel. à fermentação) cimoteídeo (crustáceo), cimotoídeo (cimoteídeo) cimprada (simprada), simprada (simpreza) cimprão ((om) torpe), simprão ((om) cimprão), zamprão ((om) que anda mal) cimprar (simprar), simprar (dizer simprezas) cina (coité), sina (signa; destino), signa (estandarte), zina (fúria) cinabre (mineral), cinábrio (cinabre) cinantropo (que sofre de cinantropia), sinantropo (homínida) cinas (pl. cina), sinas (pl. sina; de signar), Sinas (top.), signas (pl. signa; de signar) cinca (falta no jogo da bola; de cincar), Cinca (rio) cinceiro (nevoeiro), cinzeiro (rel. à cinza), Cinzeiro (top.), sinceiro (salgueiro), sincero (franco), cincheiro (grosso) cincerro (campainha), cinçarra (chocalho) cinchar (pôr cincho), acinchar (sofrer da cincha) cincho (cinto; de cinchar), cinjo (de cingir) cínclise (piscadela), sínclise (mesóclise), síncrise (antítese) cinco (5; de cincar), Cinco (top.), zinco (metal) cincocentos (pop.: quinhentos), quinhentos (500), cinco centos (5 centos) cinco-em-rama (planta), cinco-em-ramo (cinco-em-rama) cincos (pl. cinco), zincos (pl. zinco), Zincos (n.) cinde (de cindir), Sinde (top.) cindo (de cindir), Sindo (n.) cine (cinema; de cinir), zine (de zinir) cinéfilo (amigo de cinema), cinófilo (amigo de cães) cinema (cinematógrafo), sinema (união de estames), cenema (fonema, em Hjelmslev), cine-ma (de cinir) cinemascópio (cinema panorâmico), cinematoscópio (cinemascópio), cinemoscópio (cinemascópio), cinescópio (recetor de TV), cinetoscópio (aparelho para registar o movimento) cinemático (rel. a cinema), sinemático (rel. a sinema), cenemático (rel. a cenema) cineração ((om) incineração), incineração ((om) ato de incinerar) cinerar (incinerar), incinerar (cremar) cinerária (planta; f. cinerário), cinerara-a (de cinerar) cinerário (rel. à cinza), cinerara-o (de cinerar), cinéreo (da cor da cinza) cines (pl. cine; de cinir), Sines (top.), Cines (top.), zine (de zinir), Cins (top.), sins (pl. sim) cinético (cinemático), cinegético (rel. à caça) cingalês (do Ceilão), senegalês (do Senegal) cinge (de cingir), Cinxe (top.), Singe (top.) cingel (junta), ingelo (ingel), ingel (engel), engel (fino) cingeleiro (boieiro), singeleira (rede) cingideira (garra), cingidoiro (cingidouro), cinidoiro (taravela), cingidouro (faixa), cinguideiro (que se pode cinguir; capa), cingideiro (cinguideiro), cinguidoiro (cingidoiro), cinguideira (mandil; f. cinguideiro) cingir (ligar), cinguir (dial.: cingir), cenhir (deitar no mesmo local) cíngulo (cinto), cinga-lo (de cinguir), cingue-lo (de cinguir) cinica (varinha), cinicato (anaquinho) cínico (impudente), sínico (rel. à China), sígnico (rel. ao signo) cínife (inseto), cinipe (inseto), cínfano (mosquito), sínfano (cínfano) cinir (assobiar o vento), zinir (fazer ruído os insetos ao voar), zumbir (fazer zumbido), zunir (zoar), zuir (zunir), zenir (zunir) cinlheira (marroa), senlheira (f. senlheiro), cilheira (cilhadouro), sinlheira (xinlheira), xinlheira (vaca que deixa de dar leite), sinheira (castanha no ouriço), Sinheira (top.), senheira (sinheira; f. senheiro), sunheira (senheira) cinológico (rel. à cinologia), sinológico (rel. à sinologia) cinopse (planta poácea), sinopse (resumo) Cinosura (Ursa Menor), cinosura (f. cinosuro) cinquentão ((om) quinquagenário), cinquenteiro (quinquagenário ou rel. aos 50, nalguns textos), cinquenteno (quinquagésimo, nalgum dic.), cinqueiro (useiro em dar cincas) cinquentena (grupo de 50; f. cinquenteno), cinquentona (f. cinquentão), cinquena (5 dias), cinquesma (quinquagésima) cinquentenário (50º aniversário), quinquagenário (que tem 50 anos) cintaço (pancada com cinto), cintanaço (golpe forte com cinto) cintais (pl. cintal; de cintar), sintais (de sentir) cintaria (cintagem), cintaria (de cintar) cinto (faixa; de cintar), Cinto (top. corso), sinto (de sentir), xinto (princípio do xintoísmo), Chinto (Jacinto; top.) cinturão ((om) cinto), sintorão ((om) peixe-pau) cinza (rescaldo; de cinzar), Cinza (top.), Sinza (top.), cinsa (cinza) cinzeira (borralheira; f. cinzeiro), Sinceira (top.), sincera (f. sincero) cinzeiro (prato da cinza; cinzento), cinzento (da cor da cinza), cinseiro (cinzeiro), Cinzeiro (top.), cinceiro (nevoeiro) cinzel (instr. para lavrar pedra), cinzelo (entalho; de cinzelar), cintel (área onde gira o animal que faz mover a nora), cisel (cintel), cizel (cinzel), cizele (de cizelar), cinzele (de cinzelar) cinzelar (lavrar a cinzel), cizelar (cinzelar), cinzar (tomar cor da cinza), acizelar (cizelar) cio (apetite; planta apiácea; de ciar), Sio (top.) ciobra (chuva com vento), Ciobra (n.) cióptico (ciótico), ciótico (rel. à visão na sombra) cipo (coluna truncada), cipó (planta) cíprio (cipriota), cipriota (de Cipro ou de Chipre), chipriota (cipriota, nalguns dics.), ciprés (cipreste, nalguns dics.), cíprico (rel. a Cípris), Cípris (Vénus) ciquilada (bagatela), ciquilhada (ciquilada) Cira (top.), sira (síria; f. siro), Sira (n.), Síria (país), síria (vigor; f. sírio) circuito ((ui) volta), circuito ((uí) de circuitar) circular (rel. a círculo; ofício), circular (transitar) circulares (pl. circular), circulares (de circular) circuláveis (pl. circulável), circuláveis (de circular) circundação ((om) revolução), circundução ((om) ato de julgar circundutado; circundação), circuncisão ((om) excisão de prepúcio), circunsessão ((om) união íntima da Trindade), circunfusão ((om) ato de circunfundir) circundante (que circunda), circunstante (circunjacente; presente) circundar (rodear), circuncidar (fazer circuncisão), circundutar (tornar nulo) circunduta (f. circunduto), circunduta (de circundutar) circunlocução ((om) rodeio), circunlóquio (circunlocução) circunspeção ((om) qualidade de circunspeto), circunspecção ((om) circunspeção) circunspecto (cauteloso), circunspeto (circunspecto) circunvagar (vagar em torno), circunavegar (circum-navegar), circunvalar (rodear de vala), circum-navegar (navegar em volta) circunvalação ((om) vala em volta de praça), Circunvalação ((om) top.), circunvolução ((om) circundação) Cirene (ant. cid. líbia), sirene (aparelho de alarme) cireneu (cirenaico), cirenaico (de Cirene) Ciríaco (n.), siríaco (rel. aos sírios) cirigaita (pouco sério; lisonja), xirigaita (pedaço) ciriguela ((uê) ameixa), siriguela ((uê) ciriguela), sarigueia ((uê) sariguê), sariguê ((uê) marsupial) ciriluar (cirluar), cirluar (cirlar), cirlar (cagar os animais com diarreia) ciringalho (cerelho), seringalho (ciringalho) círio (vela), Círio (top. e n.), sírio (da Síria; saco), Sírio (estrela), assírio (da Assíria), siriano (indígena bras.) Ciro (n.; ilha do Egeu), Siro (n.), siro (sírio) cirolão (rude), cirolano (crustáceo), ciroleiro (ameixeiro), cirolal (ciroleiro) ciropedia (livro da educação de Ciro), quiropodia (tratamento de mãos e pés) cirro (nuvem; tumor; círrio), Cirro (top.), círrio (pássaro) cirrose (esclerose), cirroso (rel. ao cirro; que tem gavinhas) cirurgia (operação cirúrgica), quirurgia (cirurgia) cirurgião ((am) médico), cirurgiã (f. cirurgião), surugião ((am) pop.: cirurgião), Surjano (n.) cirurgiães (pl. cirurgião), cirurgiãos (pl. cirurgião), cirurgiãs (pl. cirurgiã) cisa (de cisar), sisa (tributo; séssiga; de sisar) cisais (de cisar), sisais (pl. sisal; de sisar) cisão ((om) separação), cissão ((om) cisão), sisão ((om) pernalta), excisão ((om) ablação) cisar (cortar), sisar (tributar sisa), excisar (fazer excisão) cisei-o (de cisar), sisei-o (de sisar), ceceio (pronúncia do s como c; de cecear), sesseio (pronúncia do c como s; de sessear), cessei-o (de cessar), sessei-o (de sessar), cicio (rumor; de ciciar), zizio (ato de ziziar) ciseis (de cisar), ciséis (pl. cisel), siseis (de sisar), cizéis (pl. cizel), cinzéis (pl. cinzel; de cinzar) cisma (m.: cisão religiosa; f.: teima; de cismar), xirma (teimosia; de xirmar) cismais (de cismar), sismais (pl. sismal), xirmais (de xirmar) cismão ((om) que cisma), chismão ((om) chismeiro), cismeiro (intrigante; cismático), cismoso (cismeiro), chismoso (cismoso, nalguns dics.) cismar (pensar muito), xismar (cismar), xirmar (teimar) cismo (de cismar), sismo (terramoto), Sísamo (top.), xirmo (de xirmar) ciso (de cisar), siso (de sisar; tino), Siso (n.) cisório (rel. à cisão), sisório (pop.: muito siso), cisoiro (coiro do pêrtego), cisouro (cisoiro), cizoiro (cisoiro, nalguns dics.) cisqueira (diarreia do gado; f. cisqueiro), ciscalheira (f. ciscalheiro) cissiparidade (bipartição), fissiparidade (cissiparidade) cistalgia (dor da bexiga), cistialgia (cistalgia) cistálgico (rel. à cistalgia), cistiálgico (cistálgico) cistina (constituinte dos cálculos vesicais), sistina (f. sistino), sextina (sextilha), cisteína (aminoácido) cita (citação; da Cítia; de citar), sita (f. sito), Sita (top. e n.), Zita (imperatriz austríaca), excita (de excitar) citar (apontar texto), sitar (instr. mus. da Índia) citara (xairel; de citar), cítara (instr. mus.), citra (citre), Citera (ilha de Afrodite), citérea (f. citéreo) cite-o (de citar), sítio (lugar; cerco), sitio (de sitiar), assítio (eixido) citéreo (de Citera), citerior (aquém) Cítia (país dos citas), sitia (de sitiar), setia (ant. embarcação; cano de madeira) cito (de citar; ref. à célula), sito (situado; mofo), zito (ant. bebida egípcia) citófago (que consome células), sitófago (que consome trigo), fitófago (que se alimenta de vegetais) cítola (taramela; cítara), sítula (balde) citologia (estudo das células), sitiologia (estudo dos alimentos), fitologia (botânica) citreiro (cetreiro), cetreiro (falcoeiro) cítreo (ref. a limão e afins), cítrico (cítreo), citro (limoeiro) ciumaria (muito ciúme), ciumaria (de ciumar) ciúme (inveja ou despeito), ciúme (de ciumar) ciumento (que tem ciúme), ciumoso (ciumento), zeloso (que mostra zelo), cioso (ciumento) cível (ref. a direito civil), Cíbele (deusa), civil (urbano), Sevil (top. e n.), Sivil (top.), Sibil (top.), cebil (planta), cívico (rel. aos cidadãos), civela (fivela), Cevela (top. e n.) civeta (zibeta), zibeta (gato de algália) civilismo (doutrina civilista), civismo (sentido cívico), sibilismo (doutrina das sibilas) cizânia (joio), zizânia (cizânia), cizanha (cizânia, nalguns dics.) clamar (exclamar), cramar (clamar), cramiar (clamar por algo), aclamar (aplaudir), conclamar (clamar simultaneamente) clamoeiro (ganha-pão), clamoroso (em que há clamor) clangorar (soltar clangor), clangorejar (clangorar) clara (f. claro; albume), Clara (top. e n.) clarabela (instr. mus.), Claraval (top. e n.), Claravale (top.) clarear (aclarar), clarejar (clarear), crarejar (dial.: clarejar), crarear (dial.: clarear), clarecer (alvorejar) clareio (ato de clarear), clarejo (de clarejar), clareiro (clareira, nalguns dics.) clareira (claro na vegetação), clarieira (raio de sol em tormenta) clareja (de clarejar), clareza (transparência), clareça (de clarecer), clarissa (da 2ª ordem franciscana), Clarissa (n.), Clarisse (n.), Clarice (n.), clarista (clarissa) clarém (claridade), clarim (pequena trombeta), clarum (líquido na coada para branquear), clarão ((om) luz viva intensa) clarete (vinho claro), claretiano (rel. a S. Antoni Maria Claret) Clarinda (n.), Clorinda (n.) claro (límpido), craro (dial.: claro), preclaro (ilustre) classe (categoria), Classe (top. de Ravena), crase (contração de sons), crás (amanhã; crocito) classicismo (qualidade de clássico), classismo (sistema de classes) cláudia (fruta), Cláudia (n.) Cláudio (n. e top.), Clódio (top. e n.), cláudio (cláubio), cláubio (cânguio) claustrais (pl. claustral), claustrais (de claustrar) clausular (estabelecer cláusulas; rel. a cláusula), clausurar (enclausurar) clava (pau), crava (de cravar) clavicêmbalo (clavicímbalo), clavicímbalo (clavicórdio), clavecino (instr. mus.) claviórgão (grande cravo com registos de órgão), craviórgão (claviórgão) cleistogâmico (clistogâmico), clistogâmico (rel. à clistogamia) clemência (indulgência), Clemência (n.), Clemença (top. e n.) clemente (compassivo), Clemente (n.), Clemenço (top. e n.), Cremenço (top.), Crimente (top.) Cleotilde (n.), Clotilde (n.) cleptómano (cleptomaníaco), cleptomaníaco (que tem cleptomania) clérigo (padre), crérigo (ant.: clérigo), créligo (ant.: clérigo), crelgo (clérigo), crego (clérigo; peixe), Crego (top. e n.) cleuasmo (figura retórica), cloasma (mancha hepática) cliché (negativo fotográfico), clichê (cliché), clixé (cliché, nalgum dic.) climactérico (rel. ao climatério), climatérico (climactérico; climático) climactério (menopausa), climatério (climactério) Clio (musa da história), Cleo (Cleópatra) clique (grupo de pessoas com os mesmos interesses), clique (estalido; de clicar) clis (clisse), clise (aplicação de clister), clisse (pop.: eclipse) clitorectomia (clitoritomia), clitoritomia (ablação do clítoris) clítoris (clitóride), clitóris (clítoris) cloca (ruga na roupa; de clocar), cloaca (esgoto) clone (réplica idêntica; de clonar), clono (clone; de clonar; contração muscular) clorado (de clorar), clorato (sal do ácido clórico), cloreto (sal do ácido clorídrico), clorito (sal de ácido cloroso e base) clorais (de clorar), clorais (pl. cloral) cloramida (medicamento hipnótico), cloramina (desinfetante) clorofluorcarboneto (composto de carbono, cloro e flúor), clorofluorocarboneto (clorofluorcarboneto) cloroplasto (cloroleucito), cloroplasta (cloroplasto) clorótica (mulher com clorose), esclerótica (membrana conjuntiva) Clúnia (cid. fr.), Clúnia (ant. Corunha) cluniacense (da ordem de Cluny; rel. a um convento da Tarraconense), cluniense (rel. a Clúnia) clupleidas (clupleídeos), clupleídeos (clúpeos) cm (símb. centímetro), Cm (símb. cúrio) co (pop.: com o), Co (símb. cobalto; top. port.), cò (ca o), coo (de coar), Coo (n.), cou (espécie de chinche) coa (com a; de coar; coação; cauda), Coa (top.), cua (corda para a rede), Cua (rio), cũa (ant.: cuma) coacção ((om) coação), coação ((om) ato de coagir ou de coar), colação ((om) ato de colar; refeição), cocção ((om) ato de cozer), decocção ((om) cocção) coactar (coatar), coatar (coagir), coaptar (fazer coaptação), cooptar (agregar) coacto (coato), coato (constrangido) coactor (coator), coator (que coata), coautor (coagente), coadjutor (que coadjuva) coada (barrela; f. coado), cuada (nadegada), decoada (coada) coadeira (coador), coladeira (música cabo-verdiana), Codeira (n.), coadoira (coadura), cuadeira (coadeira) coadeiro (coador), Codeiro (n.), coadoiro (coada), codoiro (última peça da barrela), codouro (codoim), coador (que coa), colador (que cola) coadquisição ((om) coaquisição), coaquisição ((om) ato de coadquirir) coage (de coagir), coaxe (de coaxar), Coaxe (top.) coajo (de coagir), coaxo (coaxação) coala (marsupial), coá-la (de coar) coalescente (aglutinante), caulescente (que possui caule) coalhadoiro (o que faz coalhar), coalhadouro (coalhadoiro), calhadoiro (lugar donde se atira no jogo da bola), calhadouro (calhadoiro) coalizão ((om) acordo), coligação ((om) liga), coaligação ((om) coligação, nalguns textos), coalização ((om) coalizão) coanha (vassoura; de coanhar), cuanha (de cuanhar), Coanha (top.), canha (aguardente; pau onde está o temão; de canhar), conha (excrescência dum tronco; burla), Cónia (cid. Turquia), cónia (f. cónio), coima (multa) coanhês (de Coanha), coanheis (de coanhar) cóano (orifício posterior das fossas nasais), coam-no (de coar) coaptação ((om) redução de ossos deslocados), captação (ato de captar), cooptação ((om) ato de cooptar) coarctar (coartar), coartar (restringir), cortar (talhar), quartar (sair da linha), cortear (recortar), quartear (dividir em 4), quartejar (partir em quartos), cortejar (galantear), cartear (jogar com cartas; calcular em carta geográfica; corresponder-se por carta) coaríamos (de coar), coaria-mos (coar-mos-ia) coartada (coartação), coarctada (coartada), cortada (travessa; derivação de rego; f. cortado), quartada (conteúdo de quarta; quarteada; f. quartado), cartada (jogada) coarteis (de coartar), quarteis (de quartar), quartéis (pl. quartel) coas (pl. coa), coas (de coar) coati (mamífero carnívoro), quati (coati), cuati (quati) coaxais (de coaxar), coaxiais (pl. coaxial) cobaia (porquinho-da-índia), cobeia (planta), cabaia (vestido oriental) cobarde (poltrão), covarde (cobarde) cobardia (ato de cobarde), covardia (cobardia) coberteira (tampa), cobertoira (coberteira), cobertoura (cobertoira), cobertura (coberta), cuberteira (coberteira) coberto (encoberto; (ê) alpendre), cobertor (manta felpuda), cobertoiro (colcha), cobridor (que cobre), cuberto (coberto), cubertor (cobertor) cobião ((om) maleiteira), Cobião ((am) n.), gobião ((om) góbio) cobiça (cupidez; de cobiçar), Cobiça (top. e n.), cubiça (cobiça), cobícia (dial.: cobiça) cobiçar (ter cobiça), cobiciar (cobiçar) cobiçoso (cheio de cobiça), cobicioso (cobiçoso) cobra (serpente; cobro; desquite; arc.: copla; de cobrar), coobra (de coobrar), cubra (de cobrir), quiobra (cobra) cobrada (f. cobrado; par), coobrada (f. coobrado), cubrada (parede caída) cobrais (pl. cobral; de cobrar), coobrais (de coobrar) cobrar (recadar), coobrar (cooperar) cobre (metal; de cobrar e cobrir), Cobre (top. gal., EUA, Jamaica e Cuba), coobre (de coobrar) cobreado (acobreado), acobreado (da cor do cobre) cobrear (acobrear), acobrear (dar aparência do cobre), cobrejar (serpear), cobreguear (cobrejar), cobregar (cobrejar, nalgum dic.), coobrigar (obrigar juntamente) cóbrega (cobra), cobrega (cóbrega; de cobregar), cróbega (cóbrega, nalguns textos), cobre-a (de cobrar e cobrir) cobreia (de cobrear), cobrei-a (de cobrar), cobri-a (de cobrir), cobreira (f. cobreiro), Cobreiras (top.) cobrejante (que cobreja), cobregante (cobrejante, nalguns dics.) cobrelo (cobra pequena), cobre-lo (de cobrar e cobrir), coobre-lo (de coobrar) cobres (pl. cobre; de cobrar e cobrir), Cobres (top.), coobres (de coobrar) cobriço (cobreado, nalguns textos; cobra fantástica, em lenda pop.), cobriceiro (cobreiro), cobreiro (abundante em cobras; pássaro), Cobreiros (top.), cobreirense (de Cobreiros) cobril (serpentário), cobriu (de cobrir) cobrimento (ato de cobrir), encobrimento (ato de encobrir) cobris (pl. cobril), cobris (de cobrir) cobro (cobrança; cobrelo; de cobrar), Cobro (top.), coobro (de coobrar), cubro (de cobrir) coca (planta; de cocar; (ô) capuz; amêndoa), Coca (top. e n.), cuca (coca; de cucar) coça (de coçar), cosa (de coser), cossa (corrida; acossa; canoa), coza (raiz de urze; de cozer) cocada (doce de coco; f. cocado), cucada (cousa formosa; f. cucado) cocão ((om) coucão; coco; papão), coucão ((om) peça do carro; lapa), cucão ((om) lapa), coloucão ((om) coucão), cocone (gnu) cocar (estar à coca; penacho), cucar (cocar; cucular; beijar; alçar as patas a cavalgadura), acucar (arremedar; enfermar o ubre; ufar) cócaras (cócegas; cócoras), cócoras (de -: agachado), cúcaras (cócaras) coccídeo (esporozoário), coccígeo (rel. ao cóccix), coccíneo (escarlate) coccige (cóccix), cóccix (osso caudal) coce (de coçar; medida itinerária asiática), cose (de coser), coze (de cozer; raiz da urze) cócega (comichão), cosca (bainha; cócega; feixe), cusca (amoladura) cocegante (rel. a cócegas), coxeante (que coxeia) cocegar (fazer cócegas), coceguear (cocegar) cócegas (comichão), cóxegas (cócegas), cóxigas (cóxegas), cônxegas (cóxegas), cóchegas (cócegas), coscas (cócegas), conxas (cóxegas), cônchegas (conchas de vieira; cônxegas) cocerelho (pássaro imaginário), coçorolho (pessoa suja e revoltosa) cocha (porca; masseira; de cochar), coucha (toco), coxa (f. coxo; fémur; de coxar), coixa (var.: coxa), Coxa (top. e n.), Coja (top.), cucha (cuxa; de cuchar), cuxa (bezerra; coxa), cuja (f. cujo) cochão ((om) cocho; lavradio), coxão ((om) coxa grande), Cochão ((om) top. e n.), conchão ((om) concha grande) coche (carruagem; interj.; de cochar), Coche (top.), coxe (cavalinho; de coxar) cocheira (cavalariça), Cocheira (top.), coxeira (rel. à coxa; coxeadura), coceira (comichão) cocheiro (que conduz cavalos de carruagem; tratante de cochos), Cocheiro (constelação) cochelho (sotilha), cochofelho (viosbardos), cochovelho (cabana), cocherelo (oco), cochelo (cortelho) cocheno (esquerdo), coxeno (cocheno), cochaino (cocheno), cuchaino (cochaino) cochicha (pássaro; de cochichar), cuchicha (inflamação das parótidas) cochiço (prurido), cochicho (calandra; de cochichar), cuchiço (porco) Cochim (cid. Índia; top. gal.), coxim (almofada) Cochinchina (região do Vietname), cochinchina (galinácea; f. cochinchino) cochinilha (cochonilha), cochenilha (cochinilha), cochonilha (inseto) cochina (f. cochino), cochinha (buraco; dim. cocha), coxinha (dim. coxa; croquete de frango), cuchinha (dim. cucha) cochino (porco), cochinho (dim. cocho e coche; pequeno quicho), cuchinho (dim. cucho), coxinho (dim. coxo) cocho (tabuleiro; porco; esconderijo; úbere; de cochar; espiga sem folha), Cocho (top. e n.), coxo (que coxeia; de coxar), coucho (espiga de milho sem folha), gocho (lugar oculto), gucho (rincão, nalgum texto) cochões (pl. cochão), Cochões (top.) cochorda (cochorra), cochorra (melro) cociente (quociente), quociente (resultado de divisão) coco (fruto do coqueiro; cocão; cabaça; arneirão; gorgulho; misantropo; de cocar), couco (árvore bras.), coucou (rapado ao rente) coço (de coçar), cosso (vigor; acosso; lugar com flores), coso (de coser), cozo (tronco de árvore; de cozer) cocodrilo (pop.: crocodilo), crocodilo (réptil), cacodilo (radical orgânico), cocordil (fungo), cocordim (choupim), cancodrilo (monstro lendário), cancodrulo (cancodrilo), codril (dial.: quadril), cadril (quadril), quadril (anca) cocomelo (cogumelo), cogumelo (fungo) cocoricar (cucuricar), cucuricar (cucuritar), coucorejar (cacarejar), cacarejar (emitir som a ave) cocos ((ô) pl. coco), cocos ((ó) bactérias) cocote (cogote; cocota), cogote (caluga), cocota (cogote; cocotte), cucota (cogote) coda (cauda; côdea), côdea (crosta), côdia (côdea), codeia (de codear), côdega (fêmea estéril), códiga (vencelho) códão (geada), codeão ((om) códão), códon (unid. genética), codo (códão; pão com côdea), côdeo (rústico), códio! (interj.), codeio (de codear) codecha (codecho), codela (codecho) codelo ((é) ou (ê) codela; cotovelo), Codelo (n.), codilho (parte interna das coxas dos solípedes; de codilhar), codecho (côdea pequena), codesso (planta) codessal (codesseira), Codessal (top. e n.) codessedo (lugar de codessos), Codessedo (top.), Codossedo (top.), Codessido (top. e n.) codesseira (codessedo), Codesseira (top. e n.) códex (códice), códice (ant. manuscrito) codorniz (galinácea), cotorniza (codorniz), cogorniza (cotorniza), codorna (codorniz) codrolho (indivíduo mal feito), codrolo (mulher achaparrada) codroso (espiga sem lograr), cotroso (que tem cotra; codroso) coeis (de coar), Coéns (top.) coelha (f. coelho; couve), Coelha (n.), coenlha (coelha) coelheira (sítio de coelhos; colheira), coenlheira (coelheira), colheira (coleira) coelheiro (caçador de coelhos), coenlheiro (coelheiro), colheiro (coelheiro; canhoto de verça; pássaro) coelho (roedor), coalho (coalheira), Coelho (top. e n.), conexo (ligado; conecho; coelho, em castrapo), coenlho (coelho) coendro (coentro), coentro (tempero), coandro (coendro) coengo (cónego), Coengo (n.), coego (coengo), Coego (n.), cóengo (cónego), cónego (clérigo), Cónego (top.) coentral (campo onde se cultivam coentros), Coentral (top.), Coentrão (n.) coercivo (que exerce coerção), coercitivo (coercivo) coesa (f. coeso), coessa (com essa) Coeses (top.), coesses (com esses) coeso (coerente), coesso (escorpião de mar; dial.: com esso), coísso (com isso), coiso (couso) coestendido (de coestender), coextensivo (que tem a mesma extensão) cofar (friccionar suavemente), cofear (cofar), cofiar (afagar com a mão), coçar (ranhar), acofiar (cofiar), confiar (entregar sem receio), coxar (coçar), coxear (claudicar), coxelear (coxear) cofinho (cestinho), Cofinho (top.), cufinho (divisão na popa para o peixe), cofete (última tábua de popa) cogestão ((om) gestão conjunta), congestão ((om) acumulação de sangue) cognação ((om) parentesco), conação ((om) atividade mental), cognição ((om) conhecimento) cognado (parente), cognato (cognado), conato (tentativa; (ò) gémeo; inato) cognoscente (cognoscitivo), cognoscitivo (com faculdade de conhecer), cognitivo (rel. à cognição), conativo (rel. à conação), conhecente (conhecedor) cognome (apelido), conhome (ant.: cognome), conhão ((om) pop.: burlão) cogomelo (película na superfície do vinagre; cogumelo), cogumelo (fungo) cogordo (cogumelo), cogordão ((om) cogordo) cogoulo (cogulo), cogulo (cúmulo; de cogular), coagulo (de coagular), cogoilo (cogoulo), cogulho (cogoulo), acogulo (cogulo; de acogular), acugulo (acogulo; de acugular) cogula (casula; de cogular), Cogula (top.), coagula (de coagular) cói (coio; leito de rede), Cói (n.), cui (onomat.), Cui (compositor russo), Kui (top. Papuásia), cuí (ouriço-cacheiro), cuim (roedor) coia (croia; de coiar), Coia (top. e n.), colha (colheita; de colher) coiaço (croiaço), croiaço (golpe com croio) coiais (pl. coial; de coiar), croiais (pl. croial; de croiar) coiar (apedrejar), acoiar (botar coios), croiar (suplicar, nalguns dics.), croinhar (croiar), croar (grunhir) coidar (cuidar), cuidar (pensar; ter cuidado) coído (lugar de coios ou cons), Coído (top. e n.), coido (de coidar; cuido), cuido (ato de cuidar) coifa (touca), cofia (de cofiar), cofa (adulação; cesto da gávea; de cofar), cófia (coifa) Coimbra (cid. e n.), Oimbra (top.) coimbrão (de Coimbra), oimbrão (de Oimbra), cumbrão (cume) coimbrões (coimbrãos), Coimbrões (top.) coincar (grunhir), cuincar (coincar), cuinchar (cuincar) coinha (planta), cuinha (outeiro; coinha; de cuinhar), Cuinha (top. e n.), Cunha (top. e n.), cunha (calço; de cunhar), Acunha (top. e n.), acunha (de acunhar) coio (croio; valhacouto), croio (seixo; depósito calcário; de croiar), Croio (top.), crolho (amora) coiote (fera), coxote (armadura da coxa), conxote (coxa), Quixote (n.), quixote (coxote; dom-quixote), cuxote (coxa), caxote (pata do presunto), cachote (pedra sem lavrar) coira (coiracha; coura), Coira (top. e n.), Coura (top.), coura (couraça) coiracha (pele da barriga do porco), coiracho (couracho), couracho (coiro) coirama (courama), courama (coiros crus ou curtidos), coirâmia (coirama), coirame (peles curtidas ou não), coirança (coirame) coireiro (coureiro), coureiro (vendedor de couros), Coureiro (n.), cureiro (cura de freguesia), curenho (tacanho), curranho (curenho), coirense (de Coirós), coirento (parecido ao coiro) coirela (courela), courela (belga), corela (beira do sulco sem apanhar) coirelo (menino em coiros), courelo (coirelo), corelo (cilindro da palheta) coirmã (f. coirmão), curmã (f. curmão), Curmã (top.), com-irmã (coirmã) coirmão (primo filho de irmão), cormão (coirmão), cormelão (de Corme), curmão (cormão), com-irmão (coirmão) coiro (couro), Coiro (top.), couro (pele), cuiro (pele áspera de peixe) coirões (pl. coirão), Coirós (top.), Oirós (top.) coita (aflição; de coitar), Coita (top.), cuita (coita; de cuitar), couta (naifa, em baralhete; de coutar) coitado (apoucado; de coitar), cuitado (coitado; de cuitar), coutado (vedado) coité (cuieira), cuité (fruto da cuieira) coito (couto; concúbito; cozido; círculo da bilharda; de coitar), couto (terra coutada; de coutar), cuito (estrume; de cuitar), Cuito (top.) coitos (pl. coito), Coitos (top. gal.), Coutos (top. gal.), coutos (pl. couto) Cojedes (estado venezolano), coxeedes (var.: coxeeis) col (couve; língua dravídica), cole (colina; de colar; cule) cola (de colar; grude; planta de que se extraem excitantes; cauda), Cola (top.) colação ((om) colagem), colação ((om) nomeação; pequena comida; cotejo) colaço (irmão de leite), Colaço (n.), Colhaço (n.), Conlaço (n.) colada (golada; f. colado; fressura), acolada (abraço ao armar cavaleiro) colado (outeiro; de colar), Colado (top. e n.) colagem (ação de colar), coagem (de coagir), coaxem (de coaxar), colágeno (colagénio), colagénio (prótido) colaio (peixe), colai-o (de colar) colar (pegar; colarinho), coar (passar por filtro) colarinho (gola), colarzinho (colarinho) colcha (coberta de cama), colcheia (figura mus.), colchoa (de colchoar), acolchoa (de acolchoar) colcheiro (que faz colchas), colchoeiro (que faz colchões) colcheta (pequena argola), colchete (gancho que prende na colcheta; parêntese reto), corchete (topo do banco de carpinteiro) colchoaria (loja de colchoeiro; de colchoar), acolchoaria (de acolchoar) colchoes (de colchoar), colchões (pl. colchão), acolchoes (de acolchoar) colecionador (que coleciona), colecionista (colecionador) colegiada (igreja colegial; f. colegiado), colegiata (colegiada) colégio (estabelecimento de ensino), colige-o (de coligir), colijo (de coligir), colejo (sovaco; vulg.: colégio) coleira (cingidouro; árvore da cola; couve), coeira (terreno de coios), cueira (parte posterior; f. cueiro), culeira (asa da cabaça de beber) coleiro (talo da couve; cesto que se leva ao colo; coleirinha), culeiro (cesto que se leva ao colo; pop.: coleiro), cueiro (pano; de cu grande), coeiro (talo da couve) co-leito (leito compartido, nalguns textos), coleto (de coletar) coleitor (coletor), coletor (que coleta) coles (de colar), Coles (top. e n.), Conles (n.) cólera (irritação), cólera (doença) coleta ((é) recolhimento; de coletar), coleta ((ê) trança) coletar (fazer coleta; encoletar), encoletar (levar no colo), co-leitar (partilhar leito, nalguns textos) coletáveis (pl. coletável), coletáveis (de coletar) colete (veste; abelha), colete (de coletar) colgadeiro (colgadoiro), colgadoiro (pau com ganchos para colgar), colgador (móvel para pendurar prendas, nalguns dics.), colgalho (racimo) colha (roga; recolhida; de colher), Colha (top. e n.) colhão ((om) testículo; colhão-de-rei; colhão-de-galo), Colhão ((om) top. e n.) colhedeira (espátula), colhedoira (aparelho para apanhar ouriços), colhedora (f. colhedor), acolhedora (f. acolhedor), colheiteira (f. colheiteiro), colheitadeira (máquina de colheitar), colhedura (infeção), colheitura (comida do gado) colhediço (fleimão; colheitiço), colheitiço (contagioso), colheitio (colhedoiro), colhiço (colhediço), colhesto (colheito) colheiteiro (que faz colheita), colhedoiro (instr. para colher; sítio onde se colhe), colhedouro (colhedoiro), colhedor (que colhe), acolhedor (que acolhe), colhereiro (que faz ou vende colheres) colher ((ê) inf. e fut. subj. colher; (é) utensílio; cágado), Colher (top.), culher (cágado; var.: colher), colhir (desbastar), acolher (recolher), aculhir (reunir) colherado (girino), Culheredo (top.), culhareto (girino) colherão (de colher; (om) colher grande; girino), colheram (de colher), colhêrom (grafia alternativa do pret. perf. colher) colhona (f. colhão; aum. colha), Colhona (top. e n.), Colhoa (top. e n.) colhões (pl. colhão), Colhões (top.) cólica (dor do cólon; f. cólico), cólico (rel. ao cólon; ácido da bile; cólica) coligar (fazer coligação), colgar (pendurar), encolgar (colgar), engolgar (envolver erva em rolos) colige (de coligir), coligue (de coligar) colimai-a (de colimar), culimaia (grupo), culimai-a (de culimar) colimar (observar com colimador), colmar (cobrir de colmo; cumular; colmatar), Colmar (cid.), colmatar (completar), culimar (cultivar) colina (elevação do terreno), culina (ref. aos culinas bras.) colma (colmo), colma (de colmar) colmaça (colmaço; de colmaçar), colmata (de colmatar), colma-ta (de colmar), colmada (colmo; f. colmado), colmiça (molho de milho) colmatagem (acumulação de terra), colmatassem (de colmatar), colmagem (ato de colmar), colmassem (de colmar) colmeal (lugar onde há colmeias), Colmeal (top.), colmear (colmeal, nalguns dics.) colmeeiro (que trata de colmeias), colmeiro (que colma; colmelo; com dentes desiguais), Colmeiro (top. e n.), Colmeeiro (top.), culmeiro (forquita), coimeiro (coimável) colmeia (trobo), colmei-a (de colmar) colmeira (culmeira; coanhadeira), Colmeira (n.), colmeeira (f. colmeeiro), colmela (colmo), culmeira (forquita) colmelo (colmeiro), colme-lo (de colmar), colmilho (dente canino) colmo (palha; de colmar; colmelo), cúmulo (cume), acúmulo (acumulação) colo (regaço; gargalo; de colar; cólon), Colo (top.) colocásia (planta), colocasse-a (de colocar) colocíntida (coloquíntida), coloquíntida (pepino) colofão ((om) cólofon), cólofon (nota final dum livro), Cólofon (cid. jónia), Colofonia (Cólofon), colofónia (resina) coloidal (que tem a aparência da cola), coloide (semelhante à cola) Colom (Colombo; n. e top. gal.), Colón (top. hispânico), Colonho (top. gal.), coronho (feixe), Coronho (top. gal.; n.), Corão ((om) top. gal.), coram (de corar), corão ((am) livro sagrado do islã), alcorão ((am) corão; o supremo criador na religião guanche; minarete; alcaravão), colão ((om) aum. colo; gavião), Colão (n.), cólon (intestino grosso) Colômbia (país; prov. do Canadá), Colúmbia (distr. e cid. EUA) colombiano (da Colômbia), colombino (de Colombo ou Colômbia), columbino (rel. ao pombo ou à Colúmbia), colombense (de Colombo) colombina (f. colombino), Colombina (pers. da ant. comédia it.) colômbio (culômbio), colúmbio (nióbio), culômbio (coulomb) Colombo (Cristóvão; top.), Columbo (cap. Sri Lanca), colombo (calumba; moeda de Costa Rica e Salvador), Culombo (top.), colúmbio (el. quim.) colombofilia (columbofilia), columbofilia (criação de pombos) colombófilo (columbófilo), columbófilo (que se dedica à columbofilia) colombro (colondro), colondro (cucurbitácea) Colomna (cid. Rússia), Colona (pátria de Sófocles; família rom.), coluna (pilar), Columba (sto.; top.), Columbano (sto.) colónia (comunidade dependente; água-de-colónia), Colónia (cid.) coloniano (de Colónia; colombino, nalguns textos), colonista (colonialista), colunista (redator de coluna), colonialista (partidário do colonialismo) colono (que faz parte de colónia), Colono (top. gr.) coloque-o (de colocar), colóquio (conversa) colorado (de colorar), Colorado (estado), clorado (que tem cloro) colorante (corante), corante (que cora) colorar (corar), colorear (avermelhar), colorir (iluminar), colorizar (colorir) colossos (pl. colosso), Colossos (cid. da Frígia) colubrina (f. colubrino), colubrina (planta; ant. peça de artilharia) coludir (fazer colusão), colidir (fazer colisão) colugir (vislumbrar), coligir (juntar; inferir) columbídeo (ave columbina), colimbídeo (ave palmípede) columela (coluninha), Columela (escritor rom.), colunela (colunelo), colunelo (columela) colunar (em forma de coluna), colunário (que tem coluna), clonar (fazer clonagem) colusório (feito por colusão), colutório (líquido para as gengivas) com (prep.; conho: penedo), Com (top.), Con (personagem do Leabhar Gabhala [Livro das Invasões]), cum (com um), cou (espécie de chinche), cou! (voz para animar gado menor) coma (de comer; sono profundo; vírgula; penacho; pop.: como a), Coma (constelação; Guillermo -: cronista colombino), Koma (top. birmã, etíope e russo), cuma (pop.: com uma; coma) comadre (madrinha; consogra; parteira), comadroa (parteira, num dic.), comadrona (comadroa, num dic.) comandam-te (de comandar), comandante (que comanda), mandante (que manda) comanditara-o (de comanditar), comanditário (rel. a comandita), comandatário (mandatário com outro), comendatário (encomendado) comando (direção de tropas; mecanismo; de comandar), mando (poder; molho; de mandar) comão (em -: à mão; a -: ao lado; (om) aum. coma; ant.: comilão), acomão (a comão) comarcais (de comarcar), comarcãos (pl. comarcão) comareiro (cômaro), combareiro (comareiro) cômaro (planta; cômoro), Cômaro (top.), cômoro (combro), cômbaro (cômaro) comba (vale; jogo infantil; f. combo; de combar), Comba (top. e n.), cumba (forte; f. cumbo) combalido (de combalir), convalido (de convalidar) combalir (abater), convelir (arrancar), convalescer (ter convalescença), convalidar (validar) combalisse (de combalir), convalesce (de convalescer), combale-se (de combalir) combarrês (de Combarro), combarriço (alpendre) combarro (coberto), Combarro (top. e n.) combataria (série de combates), combateria (de combater) combatente (guerreiro), combatem-te (de combater) Combinha (top.; dim. Comba), combinha (dim. comba), convinha (de convir) comboio (trem), comboio (de comboiar) combro (cômoro), Combro (top.), cogombro (pepino) comeada (comechada), cumeada (cumeeira) começa (de começar e comedir), comesa (assento do rodízio) comece (de começar), comesse (de comer) comecemos (de começar), comessemos (var. dial.: comêssemos) comecinho (dim. começo), comezinho (fácil de comer), comedio (comestível), comedido (moderado), comediu (de comedir) começo (princípio; de começar e comedir), Começo (top.) comedão ((om) grão sebáceo da cara), comechão ((om) comelhão; comichão), comichão ((om) pruído), cumichão ((om) glutão), comedém (comedão), comichem (de comichar), comechume (sarna) comede (var.: comei), comede (de comedir) comedela (extorsão; comelhada; comechura), comedenla (prurido), comedeira (manjadoira), comelhada (comezaina; comechura), comilhada (comelhada), comechada (comelhada), comecada (comeca), comichada (comichura; f. comichado), comechura (suborno), comichura (piolharia), comezaina (pândega), Comesanha (top. e n.), Comessanha (top.), comezana (comezaina), comedaina (comezaina), comilaina (comedaina), comederia (alimento de peixes grandes), comedoria (sustento) comédia (peça teatral), comedia (comedoria; f. comedio; de comedir) comedor (que come; comedouro), comedeiro (comedor), Comedeiro (n.), comedoiro (manjedoura), comedouro (comedoiro) comelhão ((am) e (om) comilhão), comilhão ((om) comilão), cumilhão ((om) comilhão), comilão ((om) comedor), comelão ((om) comilão; peixe), comilitão ((om) companheiro de armas) comemoração ((om) celebração), comoração ((om) coabitação; insistência retórica) comemorar (memorar), comorar (coabitar) comemorativo (que comemora), memorativo (comemorativo) comendadeira (f. comendador), comendadora (superiora), comendeira (comendadeira, nalguns textos) comendadoria (dignidade de comendador), comendataria (comendadoria), comendaria (encomenda, nalguns dics.; de comendar) comendo (de comer), comendo (de comendar) comenência (pop.: conveniência), conveniência (interesse) comenenciúdo (interesseiro), comenençudo (comenenciúdo), comenenceiro (comenenciúdo, nalguns dics.), conveniencioso (comenenciúdo) comenente (pop.: conveniente), conveniente (que convém) Coménio (Komenski), Comneno (imperador bizantino) comenos (ocasião), come-nos (de comer), comem-nos (de comer) comensurável (que se pode medir), mensurável (comensurável) comentador (que comenta), comendador (que tem comenda), comentista (comentarista), comentarista (comentador) comentário (análise), cometário (rel. a cometa), cometar (cometário), comentara-o (de comentar) comento (comentário), comento (de comentar) comesto (comido), comeste-o (de comer) cometa (astro; de cometer; pop.: papaventos), come-ta (de comer), acometa (de acometer) cometente (comitente), comitente (que encarrega comissão), cometedor (que comete) cometida (investida), acometida (cometida) comichar (comiscar), comiscar (comer pouco amiúde) comício (reunião política), comisso (pena; fideicomisso), cumício (pruído) comiloa (f. comilão), comilona (comiloa), comelhona (banquete) comim-na (var.: comi-a), comina (de cominar) cominação ((om) ato de cominar), combinação ((om) ato de combinar) cominatório (cominativo), cominativo (que comina), combinatório (rel. a combinações) cominho (planta), comim-no (var.: comi-o), comino (de cominar) comiseração ((om) ato de comiserar), miseração ((om) comiseração) comissão ((om) encargo), comité (junta), comitê (comité) comissaria (comissariado; de comissariar), comissariado (cargo de comissário; de comissariar) comitativo (que acompanha), comutativo (que comuta) como (adv.; de comer), Como (top.; deus mit.), cumo (estrutura para secar na lareira) comocionar (comover), comover (abalar; impressionar) cómoda (f. cómodo), cómoda (móvel) cómodo (acomodado; acómodo; compartimento), Cómodo (imperador rom.), Comodiano (poeta lat.) comorar (morar com outro), acomorar (fazer cômoro), acumurar (apropriar-se de terreno pondo valado; acomorar) comores (de comorar), Comores (ilhas) comovente (comovedor), comovem-te (de comover), comovedor (que comove) compactar (tornar compacto), compactuar (pactuar juntamente) compactáveis (pl. compactável; de compactar), compatíveis (pl. compatível) compacto (comprimido; de compactar; pacto de vários), compato (compacto, nalgum texto), Compato (n.) compaginar (compor em páginas), paginar (numerar páginas) compango (condúmio; de compangar), compagamento (pagamento compartido, nalguns textos) compangueira (friameira, nalgum autor; f. compangueiro), companheira (f. companheiro) compangueiro (que gosta do compango), companheiro (que acompanha) companha (tripulação; companhia), companhia (associação) comparade (var.: comparai), Comparade (top.) compar (a par de outro, nalgum texto), comparar (confrontar), cômpar (compar) comparação ((om) cotejo), comparança (comparação) comparativismo (gramática comparada), comparatismo (comparativismo) comparece (de comparecer), compare-se (de comparar) comparecência (comparência), comparência (comparecimento), parecença (semelhança) compares (de comparar; pl. compar), compadres (pl. compadre; de compadrar), cômpares (pl. cômpar) comparte (que tem parte), comparte (de compartir) compartição ((om) ato de compartir), compartimento (compartição; divisão; de compartimentar) comparticipação ((om) participação com outrem), coparticipação ((om) comparticipação) compartícipe (que comparticipa), coparticipante (compartícipe), comparticipe (de comparticipar), comparticipante (coparticipante) compartilha (partilha; de compartilhar), comparti-lha (de compartir) compartimentais (pl. compartimental; de compartimentar), comportamentais (pl. comportamental) compartir (dividir), compartilhar (tomar parte), compartimentar (fazer compartimento), comparticipar (compartilhar), coparticipar (comparticipar), partilhar (fazer partilha), partejar (servir de parteira) comparto (compartição), comparto (de compartir) compasso (instr. geom.; cadência; bússola; de compassar), Compasso (constelação) compatrício (compatriota), compatriota (da mesma pátria), compatriano (compatriota) compendio (de compendiar), compêndio (síntese) competência (aptidão), competição (concorrência), competença (competência, nalguns textos) competir (concorrer), competir (ser da competência) compila (de compilar), compila (de compelir) compilação ((om) ato de compilar), compelação ((om) ato de chamar a juízo) compilar (coligir), copilar (compilar) compita (rivalidade), compita (de competir) compitais (de competir), compitais (festa rom. dos lares das encruzilhadas) cômpito (ponto de concorrência; encruzilhada; completo), cômpeto (conforme), cômputo (cálculo) complacente (comprazedor), comprazente (complacente), comprazem-te (de comprazer) complanar (pôr ao mesmo nível; coplanar), coplanar (situado no mesmo plano) complectivo (que abrange), completivo (que completa; complectivo), complectível (que pode ser abrangido), completível (complectível; completável, num dic.), completável (que pode ser completado, nalguns dics.), completório (completas) compleição ((om) constituição), complexão ((om) conjunto) complementar (que completa; completar), cumprimentar (felicitar), completar (pôr complemento), complementário (complementar) completas (hora canónica), completas (pl. completa; de completar) completitude (qualidade de completo), completude (completitude) complexar (tornar complexo; causar complexo), complexificar (tornar mais complexo), acomplexar (complexar, nalgum dic.) cômplice (cúmplice), cúmplice (conivente) complicidade (cumplicidade), cumplicidade (qualidade de cúmplice) compõer (ant. e dial.: compor), compor (formar) componedor (compositor tipográfico), componhedor (compostor, nalguns dics.), compoedor (ant.: que compõe), compositor (que compõe), compostor (que compõe ossos), compostoiro (arranjo), co-opositor (concorrente), compodouro (que compõe), compodoiro (compodouro) componenda (convenção), componente (el.), compõem-te (de compor) componhedora (f. componhedor), compostora (f. compostor), compositora (f. compositor), compostura (composição) comporta (esclusa; de comportar), compor-ta (de compor) comporte (de comportar), compor-te (de compor) compósita (ordem arquitetónica), composta (espécime das compostas; f. composto; de compostar) compósito (heterogéneo), composto (de compor; de compostar) composse (posse de 2), compôs-se (de compor) compossessão ((om) composse), composição ((om) ato de compor) compossível (compatível), componível (que se pode compor), compassível (digno de se compadecer) compostagem (reciclagem de lixo orgânico), compostassem (de compostar) Compostela (Santiago; n.), compostela (certificado de ter peregrinado pelo Caminho de Santiago; arranjador) compostelão (compostelano), compostelano (de Compostela), compostelo (cumprimenteiro) compostora (f. compostor), compostura (arranjo) comprais (de comprar), compraz (de comprazer), cumprais (de cumprir) comprazer (agradar; comprouver), comprouver (fut. conjuntivo de comprazer) compre (de comprar e comprir), cumpre (de cumprir) compreender (entender), comprender (pop.: compreender) compreensão ((om) faculdade de compreender), compressão ((om) ato de comprimir) compreensibilidade (qualidade de compreensível), compressibilidade (qualidade de compressível) compreensível (que se pode compreender), compressível (que se pode comprimir) compreensivo (que compreende), compressivo (que comprime) compreensor (que compreende), compressor (que comprime), compressório (compressor) comprido (extenso; de comprir), cumprido (executado; de cumprir) compridoiro (cumpridoiro, nalguns dics.), cumpridoiro (que cumpre), cumprideiro (cumpridoiro), cumpridor (cumpridoiro) comprime (de comprimir), cumpri-me (de cumprir) comprimente (que comprime), comprimem-te (de comprimir), cumprimente (de cumprimentar) comprimenteiro (cumprimenteiro, nalguns dics.), cumprimenteiro (amigo de cumprimentos) comprimento (extensão; cumprimento, nalguns dics.), comprimem-to (de comprimir), cumprimento (saudação; de cumprimentar), complemento (adição) comprimia (de comprimir), copremia (estercoremia) comprir (pop.: cumprir; precisar), cumprir (executar; comprir), comprimir (reduzir volume) comprobante (comprovante), comprovante (comprovativo), comprovam-te (de comprovar) comprobativo (comprovativo), comprovativo (comprobatório), comprobatório (comprovador), comprovador (que comprova) compromissar (comprometer), compromissário (rel. a compromisso), compromissório (que envolve compromisso), compromissivo (que encerra compromisso) compromisso (obrigação), compromisso (de compromissar) compropriedade (propriedade em comum), copropriedade (compropriedade) comproprietário (condómino), coproprietário (comproprietário) comprovança (comprovação, nalguns dics.), comprovação ((om) ato de comprovar) comprovinciano (da mesma província), comprovincial (comprovinciano) compugna (de compugnar), compunha (de compor) compulsação ((om) ato de compulsar), compulsão ((om) força que compele), compulsa (compulsação, nalgum dic.; de compulsar) compulsório (que compele), compulsivo (destinado a compelir) computador (que faz cômputos), comutador (que comuta) comtista (seguidor de Comte), contista (que conta contas ou contos), acontista (frecheiro) comua (latrina), comuna (concelho), comunha (arrendamento, nalguns dics.) comumente (de modo comum), comummente (comumente) comunal (da comuna), comunial (ref. à comunhão), comuneiro (comunal), comunista (rel. ao comunismo), comunalista (rel. ao comunalismo) comunas (pl. comuna), Comunhas (top.) comunismo (coletivismo), comunalismo (municipalismo), comuníssimo (muito comum) comutação ((om) permutação), computação ((om) uso de computador) comutar (fazer comutação), computar (calcular), computorizar (informatizar), computadorizar (computorizar) cona (vulva; mexilhão), Cona (top. it., chinês e argentino), Coona (n.), cuna (povo do Panamá; ant. moeda da Croácia; berço, nalguns dics.), cocona (minhoca) conainas (conaininhas), conanas (conainas), conachas (conainas; pl. conacha), Conán (pers. mit. irlandês), conão (conainas), conichas (conanas), coninas (pl. conina; cicutinas), coninhas (pl. coninha; acanhado), conicinas (pl. conicina), conizinas (plantas compostas) conca (concha), cunca (recipiente), Conca (top.) concanim (do Concão), concani (concanim) Concão (top.), concom (barraca), cuncão ((om) grande cunca) côncavo (que tem reentrância), recôncavo (concavidade), concavo (de concavar) concebível (que se pode conceber), conceptível (concebível), concetível (conceptível) concecionário (rel. à conceição), concessionário (que tem concessão), concecional (rel. à conceição) conceição ((om) festa da Imaculada), Conceição ((om) n. e top.), conceção ((om) ato de conceber), concepção ((om) conceção), concessão ((om) de conceder), concisão ((om) qualidade de conciso) conceitista (que formula conceitos), conceptista (que segue o conceptismo), concetista (conceptista), conceicionista (freira da Conceição), concepcionista (conceicionista), concecionista (concepcionista), conceiçoense (de Conceição) conceituação ((om) ato de conceituar), conceitualização ((om) ato de conceitualizar) conceituais (pl. conceitual; de conceituar), concetuais (pl. concetual), conceiteais (de conceitear) conceituar (formar conceito), conceitear (discrepar), conceptuar (conceituar, nalguns dics.) concelhais (pl. concelhal; de concelhar), conselhais (de conselhar) concelheiro (vereador; concelhio), conselheiro (que aconselha) concelho (município; de concelhar), Concelho (top.), Conselho (top.), conselho (opinião; de conselhar) concência (vulg.: consciência), conciência (pop.: consciência), consciência (escrúpulo) concento (acordo), consinto (de consentir) conceptáculo (concetáculo), concetáculo (recetáculo dos germes reprodutores) conceptismo (concetismo), conceptualismo (concetualismo), concetualismo (doutrina filosófica), concetismo (estilo lit.) conceptista (concetista), concetista (que segue o concetismo) conceptiva (concetiva), concetiva (faculdade de conceber) conceptível (concetível), concetível (concebível) conceptivo (concetivo), concetivo (suscetível de conceção) Concepto (n.), conceito (o que se concebe) conceptual (concetual), concetual (rel. a conceito), conceitual (concetual), concecional (rel. à conceção), concepcional (concecional) conceptualismo (concetualismo), concetualismo (emprego de conceitos subtis) conceptualista (concetualista), concetualista (partidário do concetualismo) conceptualizar (conceitualizar), conceitualizar (elaborar conceitos), concetualizar (conceitualizar) concertar (conciliar), consertar (arranjar) concerto (execução mus.; de concertar), conserto (arranjo; de consertar) concessivo (que concede), concessor (que concede), concessório (concessivo), concessionário (que tem concessão) concha (couraça; de conchar; cona), conacha (cona; ferida profunda; tacanho), Conacia (n. lat. de Connacht), conecha (cona), conicha (conecha), Conicha (n.), conexa (conecha; coelha, em castrapo; f. conexo), Concha (n. e top.), cuncha (pop.: concha), Cuncha (top.), conxa (coxa; concha), conja (ant. medida), cônchega (concha) conchada (conteúdo de concha; f. conchado), conachada (vulg.: perralhada), cunchada (conchada), conachaço (magoadura), conasacho (crustáceo) conchado (enconchado), cunchado (rês de frente branca) conchegar (chegar a si), aconchegar (conchegar), conchear (conchar; chiar), conchar (revestir de concha) concheira (concheiro), Concheira (top.), cuncheira (pedra na que gira o eixo do torno), coucheira (plantas da mesma espécie; nogueira) concheiro (jazigo de conchas), Concheiro (top. e n.), cuncheiro (pimpim; concheiro), coucheiro (coucheira), conacheiro (afeminado) Conchido (top.), Cunchido (top.), conchenido (condenado) conchífero (conquífero), conquífero (que tem conchas) concho (dotado de concha; casca; vaso de folha ou cortiça; de conchar; sapo-concho), concho! (interj.), conicho (cutre), conecho (coninho), Conecho (top. e n.), cuncho (peixe) conchouço (casopa), Conchouso (top. e n.), conchoufo (poedoiro), conchoso (com muitas conchas), cunchoso (conchoso) Conchousa (top.), conchosa (f. conchoso) conciliar (conciliário; harmonizar), conciliário (rel. a concílio), conciliatório (conciliador), conciliador (que concilia), consiliário (conselheiro) conciliáveis (pl. conciliável), conciliáveis (de conciliar) concílio (reunião de bispos), consílio (assembleia) concionais (pl. concional), concionais (de concionar) concional (rel. a assembleia), conacional (compatriota, nalgum texto), concionário (concional), concionatório (concional) concludente (concluinte), concluinte (que conclui), conclusivo (que conclui) concordada (f. concordado), concordata (acordo vaticano) concorde (conforme), concorde (de concordar) concorrência (concomitância; competência), coocorrência (ocorrência simultânea) concorrente (que concorre), coocorrente (que coocorre) concorrer (convergir), coocorrer (ocorrer simultaneamente) concreção ((om) solidificação), concretização ((om) ato de concretizar) concretar (colocar concreto; concretizar), concretizar (tornar concreto) concreto (que tem consistência; de concretar), concretizo (de concretizar) concursais (pl. concursal), concursais (de concursar) concussão ((om) comoção), contusão ((om) lesão) concussor (concussionário), concutor (percussor) conda (costal; de condir), Conda (top. e n.) condadês (do Condado), Condês (n.), franco-condês (do Franco-Condado), condense (de Conde; de condensar), Condeço (n.), condenso (de condensar) condais (pl. condal), condais (de condir) condanado (pop.: condenado), condanido (pop.: condenado), danado (condenado), condenado (réprobo) condão ((om) virtude; dom), condom (condão; preservativo; abrev. condomínio), Condom (top. fr.), Condon (n. ing.), condone (de condonar), condoem (de condoer) conde (título de nobreza; de condir), Conde (top. e n.) condena (condenação, nalguns dics.), condena (de condenar) Condeixa (top.), condessa (f. conde; cesta), Condessa (top. e n.), condensa (de condensar), condadesa (f. condadês) condenar (sentenciar), condonar (condoar), condoar (perdoar) condescendo (de condescender), condizendo (de condizer) condestabre (condestável), condestável (título), contestável (que se pode contestar) condestabresa (mulher de condestabre), condestabressa (condestabresa) condicente (que condiz; concordante), condizente (que condiz; ajustado), conducente (que conduz), conduzem-te (de conduzir), condizem-te (de condizer) condicionador (que condiciona), condicionante (que impõe condição) condigno (proporcional ao mérito), condigo (de condizer), condim-no (var.: condizem-no e condi-o) condir (preparar; fundar), cundir (condir; esp.: inçar), condizer (concordar), encundir (cobrir-se de neve) condiremos (de condizer e de condir), condirmos (de condir), condizermos (de condizer), condissermos (de condizer) condiria (de condir), condiria (de condizer) condisse (de condizer e condir), condiz-se (de condizer) condíssemos (de condir), condissemos (dial.: condíssemos), condizemos (de condizer), condimos (de condir) condoer (apiedar), condor (grande abutre americano) condões (pl. condão), condóis (de condoer), Condós (top.), condons (pl. condom), condones (de condonar) condómina (condómena; f. condómino), condómena (interesse), condominha (condomínio), Condominha (top.), condúmia (comida que se toma com pão) condómino (comproprietário), condomínio (domínio de vários), codomínio (condomínio), condúmio (condúmia) condrictes (peixes de esqueleto cartilaginoso), condrites (pl. condrite), condritos (pl. condrito) condrite (inflamação de cartilagem), condrito (meteorito com côndrulos) Conducia (baía de Moçambique), conduzia (de conduzir) Conduço (top.), conduzo (de conduzir) conduito (conduto), conduto (cano; comida com pão; de condutar), condoito (víveres), condouto (condoito), conduíte (tubo para fios condutores) Condus (top.), conduz (de conduzir), conduze (conduz, com enclítico) conduta (condução; conduto; de condutar), Conduta (n.) condutibilidade (propriedade de ser condutor), condutividade (recíproco da resistividade), condutância (inverso da resistência) condutível (que pode ser conduzido), condutício (que arrenda) cone (sólido geom.), Cone (top. it.), cono (cona; molusco; cone, nalguns dics.), cónus (gasterópode) conectar (conetar), conetar (ligar) conector (conetor), conetor (que liga) coneta (de conetar), cuneta (pássaro) conetas (forreta; planta silvestre), conetas (de conetar) conetivo (conexivo), conexivo (rel. a conexão), conectivo (conetivo) conezia (canonicato), conhecia (de conhecer), conecia (de conecer) confeção ((om) obra de costura), confecção ((om) confeção), confeição ((om) confeito), confissão ((om) ato de confessar) confecionais (de confecionar), confessionais (pl. confessional) confecionar (fazer confeção), confeccionar (confecionar), confeiçoar (fazer confeição) confederação ((om) união de federações), federação ((om) união entre estados), confederamento (confederação, nalgum dic.), federamento (federação, nalguns textos) confeita (f. confeito; de confeitar), confita (aprazamento; de confitar) confeitaria (pastelaria; de confeitar), confitaria (de confitar), confeiteira (f. confeiteiro), confeitadeira (confeiteira, nalguns dics.), confeitura (confeito, nalgum dic.) confete (papelinho colorido), confite (de confitar), confeito (rebuçado; de confazer e confeitar), confito (de confitar), cofeito (vulg.: suborno, nalgum texto) conferencia (de conferenciar), conferência (ato de conferir) conferencista (que faz conferência), conferenciante (que fala em conferência, nalguns dics.), conferente (que confere; conferencista), conferem-te (de conferir) confessa (f. confesso; freira; confissão), confessa (de confessar) confessando (que vai confessar; de confessar), confessante (que confessa) confessional (ref. à confissão), confessionário (sítio do confessor) confessionalismo (qualidade de confessional), confessionismo (doutrina reformista luterana) confessionalista (rel. ao confessionalismo), confessionista (adepto a uma determinada confissão) confesso ((é) declarado; de confessar), confesso ((ê) confissão) confessor (que confessa), confessório (rel. à confissão) confetes (pl. confete), confeites (de confeitar), confites (de confitar) confiante (que confia), confidente (que confessa), confitente (que se confessa) confines (de confinar), confins (pl. confim), Confins (top.), confiz (de confazer). confinais (pl. confinal; de confinar) confira-ma (de conferir), confirma (de confirmar) confíteor (oração lat. que se dizia na missa e na confissão), confiteor (confíteor) conflagração ((om) incêndio), deflagração ((om) combustão) conflituoso (que provoca conflito), conflitual (rel. a conflito), conflitivo (conflituoso, nalguns dics.) conforme (concordante), conforme (de conformar) conformista (que se conforma), conformístico (ref. a conformista) conforte (de confortar), conforto (ato de confortar), Conforto (top.) confrada (confreira; de confradar), confreira (f. confreire) confradaria (confraria; de confradar), confradia (confraria), confraria (associação de caráter religioso ou laboral) confrade (membro de confraria; de confradar), confreire (confrade), confrei (erva), cofrade (armação para sustentar; esp.: confrade, nalguns textos) confraternais (pl. confraternal), confraternais (de confraternar) confraternal (de confrades), confraterno (confraternal; de confraternar) confraternar (unir fraternalmente), confraternizar (conviver fraternalmente) confronte (defronte; de confrontar), confronto (ato de confrontar) confucionismo (de Confúcio), confusionismo (confusão deliberada), confucianismo (confucionismo), confessionismo (confessionalismo), confessionalismo (qualidade de confessional) confurco (furna), Confurco (top.) confusionais (pl. confusional), confusionais (de confusionar) conga (dança), Conga (top. gal.), Coenga (residência santiaguesa; ant. casa ribadaviense), coenga (cónega), cónega (religiosa), cóniga (conífera) congelamento (ato de congelar), congelação (congelamento) congeniais (pl. congenial; de congeniar), congeminais (de congeminar) congenial (conforme à índole), congénito (inato) congeniar (dar-se bem, nalgum dic.), congeminar (cismar; multiplicar), conxominar (melindrar), aconjumiar (arrumar) conglobar (juntar em globo), englobar (conglobar), globear (mexericar) congolês (conguês), conguês (congolense), congolense (do Congo) congossa (planta apocinácea), Congosa (n.), cogosa (castanha com verme), congorsa (congossa), congorda (congorsa), congórcia (nabojerro), congosta (caminho estreito, entre paredes), congostra (congosta), Congosta (top.), Congostra (top.), congoxa (pena; de congoxar), cangosta (congosta), cangorça (cangroia) Congosto (top. e n.), Congostro (n.) congoxado (aflito; de congoxar), ingoixado (abatido) congoxar (afligir), acongoxar (congoxar, nalguns dics.), ingoixar (abater), angoixar (catalão: angustiar) congratulação ((om) gozo na felicidade doutrem), gratulação (agradecimento) congratulatório (que exprime congratulação), gratulatório (que manifesta gratidão) congregacionalista (partidário de congregação), congregacionista (congregacionalista), congreganista (rel. a congregação religiosa) congreira (linha para pescar congros), Congreira (top.), congroeira (congroia) congreiro (rel. a congro; egoísta, num dic.), Congreiro (top.) congressional (rel. a congresso), congressual (congressional) congro (peixe), côngaro (congro), côngoro (congro), côngruo (que tem congruência), côngrio (congro), côncaro (côngaro), côncrio (côngrio), concrio (de concriar), concro (congro), cronco (concro), crongo (congro), Crongo (top. gal.), crônguio (cogumelo), côngio (ant. medida rom. de capacidade) côngrua (f. côngruo; renda eclesiástica), congra (côngrua; congro), côngria (côngrua; congro), congroia (apocinácea), congrória (congroia) Conhal (top.), Cunhal (top. e n.), cunhal (esquina), Cuinhal (top.), coinhal (terreno de coios), coial (coinhal), cuneal (com forma de cunha) conhecemento (conhecimento, nalguns dics.), conhecimento (ato de conhecer) conhecer (saber), conhocer (ant.: conhecer), conocer (ant.: conhecer), conoscer (conocer), conecer (ant.: conhecer) conho (coanha; (ô) penedo; interj.), cunho (selo; conho; de cunhar), Cunho (top.), cuinho (cuzinho), coinho (dim. coio), Coinho (top. e n.), coim (avecoinha), cuim (cuí; grunhido), cónio (rel. aos cónios), cúneo (escrínio; rel. aos cúneos), Cúneo (top. it.) conhoço (de conhocer), cunhuço (últimas febras na roca) cónida (conídeo), conídeo (molusco), conídio (conídeo) coniforme (conoide), cuneiforme (em forma de cunha) conimbricense (conimbrigense), conimbrigense (coimbrão), colimbriense (conimbrigense) conímetro (aparelho para medir a quantidade de partículas no ar), coniómetro (conímetro) conina (cicutina), coniina (conina), coninha (abesconinha; dim. cona), aconina (extrato do acónito), aconitina (alcaloide extraído do acónito) conirrostro (de bico cónico), cuneirrostro (de bico cuneiforme) conivência (cumplicidade), convivência (ato de conviver) conjectura (conjetura), conjetura (hipótese; de conjeturar) conjeturais (pl. conjetural), conjeturais (de conjeturar) conjugais (pl. conjugal), conjugais (de conjugar) cônjuge (esposo), conjugue (de conjugar), conjunge (de conjungir), conjungue (de conjunguir) conjúgio (união conjugal), conjungo (de conjunguir; declaração de união em casamento), conjugo (de conjugar), conjunjo (de conjungir) conjungir (unir), conjunguir (var.: conjungir) conjuntiva (membrana), conjuntiva (f. conjuntivo) conjuntivo (que junta), conjuntivo (modo verbal) conjunto (coleção; junto), conjunto (de conjuntar) conjura (conjuração), conjura (de conjurar) conjuro (esconjuro; de conjurar), esconjuro (juramento) conluiar (fazer conluio), conloiar (conluiar; entender-se; louvar, num dic.), loiar (cantar loias) conocência (conhecimento), conocença (conocência), conoscência (conocência), conhecência (conocência), conhecença (conocência) cono-de-velha (molusco), cona-de-velha (cono-de-velha) conosco (com nós), connosco (conosco), nosco (conosco), nosca (amossega) conquanto (ainda que), concanto (conquanto, em grafia isolacionista), Concanto (n.) conquém (ave), conquê (meio de vida) conquense (de Conca), conquês (pl. conquê), conquéns (pl. conquém) conqueridor (conquistador, nalguns dics.), conquistador (que conquista) conquerir (ant.: conquistar), conquerer (conquerir), conquistar (adquirir por conquista) conrobla (pessoas que andam juntas), conrobra (convite ao terminar construção) conroer (corroer), corroer (roer a pouco e pouco) consagração ((om) ato de consagrar), sagração ((om) consagração) consagrante (consagrador), consecrante (consagrante) consagrar (tornar sagrado), consograr (tornar-se consogro) conscienciais (pl. consciencial), conscienciais (de conscienciar) consciencializar (tornar consciente), conscientizar (consciencializar), consciencizar (consciencializar), conscienciar (consciencializar, nalguns dics.) consciencioso (feito com consciência), conscienciúdo (consciencioso, nalguns dics.) consciente (que tem consciência), consenciente (que consente) conscientizador (que conscientiza), conscienciador (conscientizador, nalguns textos) cônsea (baraça), cônscia (f. cônscio), conseia (de consear) conseguição ((om) consecução, nalguns textos), consecução ((om) conseguimento) conseguinte (consequente), conseguim-te (var.: consegui-te), consequente ((uê) que se segue) conseguintemente (por conseguinte), consequentemente (de modo consequente) conselharia (de conselhar; repartição de conselheiro), concelharia (repartição de concelheiro; de concelhar), aconselharia (de aconselhar) consensial (ref. a consenso), consensual (consensial), consentâneo (congruente) conserva (alimento conservado), conserva (f. conservo; de conservar) conservador (que conserva; contrário a mudança), conserveiro (rel. a conserva), conservantista (rel. a conservantismo), conservacionista (rel. a conservacionismo), conservante (que conserva), conservativo (próprio para conservar), conservatório (instituição de arte mus.) conservadorismo (conservantismo), conservantismo (oposição a reforma), conservacionismo (defesa do meio ambiente) conservaria (estabelecimento de conserveiro), conservaria (de conservar) conserváveis (pl. conservável), conserváveis (de conservar) conservo (servo com outro), conservo (de conservar) considerando (argumento), considerando (de considerar) consigna (de consignar), consigna (esp.: palavra de ordem; guarda-volumes) consigo (com si), consigo (de conseguir) consoada (f. consoado; ceia de Natal), consonada (f. consonado) consoante (som que forma sílaba com vogal; 2º), consonte (pop.: consoante), consante (pop.: consoante), consonante (cônsono), cousonante (causante) consoar (soar com; celebrar consoada), consonar (consoar) consola (peça de mobília), consola (de consolar) consolado (de consolar), consulado (repartição de cônsul) consolar (confortar), consular (rel. a cônsul) consoláveis (pl. consolável), consoláveis (de consolar) consolo ((sô) consolação; de consolar; (só) consola), Consolo (n.) consome (de consumir), consume (de consumar) consonantal (rel. a consoante), consonântico (consonantal) consonantizar (converter em consoante), aconsoantar (rimar) conspecto (conspeito), conspeito (aspeito), cospeito (desbastado), Cospeito (top.), conspeto (conspecto) constância (perseverança), Constança (n. e top.), Costança (top. e n.) constantan (liga de cobre e níquel), constatam (de constatar), constam-ta (de constar) constante (que tem constância; que consta de), Constante (top. e n.), constam-te (de constar), Costante (top. e n.), Costanti (n.), custante (que custa) Constantino (top. e n.), Constantim (top.), Costantim (top.), Constâncio (n.) constar (ser notório), constatar (verificar) constate (de constatar), consta-te (de constar) constituinte (que constitui), constituim-te (var.: constituí-te) constitutivo (que constitui), constitucional (rel. à constituição) constranger (obrigar), constringir (apertar) constrição ((om) opressão), construção ((om) estrutura) constrito (constringido), contrito (pesaroso), constreito (constrito) constritor (constringente), construtor (que constrói), construidor (construtor) construtora (f. construtor), construtura (modo de construir) constructo (construção mental), construto (constructo) construi (constrói), constrói (de construir) consultador (que consulta), consultante (que consulta), consulente (que faz consulta), consultor (que dá consulta) consultadoria (função de consultor), consultoria (consultadoria), consultório (gabinete de consultas) consum (de-: juntamente), consume (de consumar) consuma (de consumar), consuma (de consumir) consumação ((om) ato de consumar), consumição ((om) ato de consumir), consumpção ((om) consunção), consunção ((om) efeito de consumir), conjunção ((om) junção; partícula gram.) consumáveis (pl. consumável), consumáveis (de consumar) consumerismo (influência dos consumidores), consumismo (tendência a consumir) consumível (que se pode consumir), consumptível (consuntível), consuntível (consumível), consumável (concretizável) consumptibilidade (consuntibilidade), consuntibilidade (qualidade do consuntível) consumptivo (consuntivo), consuntivo (que consome) consumpto (consunto), consunto (consumido) conta (cálculo), conta (bolinha; de contar) contábeis (pl. contábil), contáveis (pl. contável; de contar) contabilista (guarda-livros), contábil (ref. a contabilista), contável (que se conta) contactar (contatar), contatar (ter contato) contacto (contato), contato (tato; de contatar), conta-to (de contar) contactor (contator), contator (dispositivo de ligação) contactual (contatual), contatual (ref. ao contato) contagem (enumeração), contassem (de contar), contage (contágio, num dic.; contagem, nalguns textos) contamilheiro (mexeriqueiro, nalguns dics.), contamineiro (sujo, nalguns dics.) contando (de contar), contanto (uma vez que), com tanto (com tal quantidade) contáramos (de contar), contara-mos (de contar), contarmos (de contar), contar-mos (de contar) contarelo (continho), cotarelo (dim. coto), Cotarelo (top. e n.), Cotarel (top.), Cotarelho (top.), Cotorelo (top.) contaria (estabelecimento onde se vendem contas), contaria (de contar) conteira (ponta da bainha; planta; de conteirar), conteira (f. conteiro) conteiro (que faz contas de rosário; contista; de conteirar), contista (que faz contos), conta-contos (contador de histórias, ou atividade de contar contos, nalguns autores), contilheiro (continheiro), contequeiro (contilheiro), continheiro (que vai com contos), contomeleiro (mexeriqueiro), contomelheiro (conteiro), capim-contiqueiro (planta) contém (de conter; dial.: contei), contêm (de conter) contemos (de contar), contemos (de conter) contemporizar (transigir), temporizar (adiar), extemporizar (angl.: improvisar, nalguns textos) contenção ((om) contenda), contensão ((om) aplicação) contenda (disputa), contenda (de contender) contende (de conter), contende (de contender) contendente (que contende), contundente (que contunde) contendo (de conter), contendo (de contender) contendor (contendedor), contentor (embalagem), contemptor (desprezador), contêiner (contentor), contendedor (contendente), contedor (contentor, nalgum dic.) contenho (feição), contenho (de conter) contente (satisfeito; de contentar), Contente (n.), contém-te (de conter), contem-te (de contar), contento (contentamento; conteúdo; de contentar; contente, nalguns dics.), contempto (desprezo) contes (de contar), Cúntis (top.) contestatário (que contesta), contestário (contestatário, nalguns textos), contestatório (contestatário) conteste (comprovante), conteste (de contestar) contesto (de contestar), contexto (contextura), cotexto (texto que se acompanha), contesco (contista, nalgum texto), Contesco (n.) conteúdo (o que se contém), contido (de conter) contia (pop.: quantia), quantia (quantidade; de quantiar), acontia (de acontiar) contíguo (adjacente), contiguo (de contiguar), contigo (com quem se fala), tigo (contigo) continente (extensão continental), continente (que contém ou se contém) contingente (eventual; quota; destacamento), contingente (de contingentar) continha (dim. conta; de conter), Continha (top. e n.), contina (f. contino) continuamente (de maneira contínua), continuadamente (continuamente) continuísmo (atitude de continuísta), continuíssimo (muito contínuo) contínuo (constante), contino (pop.: contínuo) contorção ((om) contração muscular), contração ((om) ato de contrair), contracção ((om) contração), contorsão ((om) contorção, nalguns dics.) contorcer (fazer contorção), contorcionar (contorcer) contorna (contorno; de contornar), codorna (codorniz) contornar (seguir contorno), contornear (contornar) contorno (periferia; de contornar), coturno (borzeguim), codorno (pera; caramelo) contra-arrestar (pôr obstáculo), contrarrestar (contra-arrestar, nalguns dics.) contrabanda (contrário da banda), contrabanda (de contrabandar) contrabandar (pôr contrabanda), contrabandear (fazer contrabando; contrabandar) contrabando (comércio ilegal), contrabando (bando contrário; de contrabandar) contracena (de contracenar), contrassenha (contrassinal) contracetivo (que impede conceção), contraceptivo (contracetivo) contractilidade (contratilidade), contratilidade (qualidade de contrátil), contractibilidade (contractilidade), contratibilidade (contractibilidade), contractividade (qualidade de contrativo), contratividade (contractividade), contratabilidade (qualidade de contratável), contrastabilidade (qualidade de contrastável) contráctil (contrátil), contrátil (suscetível de contração), contractível (contratível), contratível (contrátil) contractivo (contrativo), contrativo (que faz contração) contractura (contratura), contratura (ato de contrair) contrada (controada), controada (baque) contradita (impugnação; f. contradito), contradita (de contraditar) contraditar (impugnar), contraditar (contrariar) contradito (contraditado; de contraditar), contradito (de contradizer) contrafação ((om) falsificação), contrafeição ((om) contrafação) contrafeito (malfeito), contreito (maltreito), contrito (aflito), contrafecho (pedra a cada lado do fecho), contrajeito (ao contrário) contra-haste (extremo de haste), contraste (confronto; de contrastar) contrairia (de contrair), contraria (de contrariar), contrária (f. contrário) contranatural (contrário à natureza), antinatural (contranatural) contraponteio (de contrapontear), contraponto (superposição de melodias), contrapõem-to (de contrapor), contrapondo (de contrapor) contraporta (porta por trás da porta), contrapor-ta (de contrapor) contraproducente (de resultado contrário ao esperado), contraprodutivo (contraproducente, nalguns textos) contrário (oposto), contrario (de contrariar) contrassinal (contrassenha), contrassenha (sinal de reconhecimento) contrastai (de contrastar), contraestai (cabo) contrastaria (oficina de contraste), contrastaria (de contrastar) contrasto (de contrastar), Contrasto (top.), contraste (diferença marcante; de contrastar) contrata (ajuste; de contratar), contracta (f. contracto) contratadora (f. contratador), contratadeira (mulher que contrata) contratalho (talho cruzado), contratai-o (de contratar) contratante (contratador), contratista (que contrata obra) contrato (contracto; combinação; de contratar), contracto (contraído) contratura (contração muscular involuntária), contractura (contratura) contraveia (pospelo), contravenha (de contravir), contravinha (de contravir), contravia (de contravir e contraviar) contravento (vento contrário), contravindo (de contravir), contraventor (transgressor), contraveniente (contraventor) contraverte (de contraverter), contravir-te (de contravir), controverte (de controverter) contraverter (inverter), controverter (rebater) contravir (fazer contravenção), contraviar (colocar sem jeito) contreito (tolhido), contrito (compungido) contributário (contribuinte), contributivo (contribuitivo), contribuitivo (rel. à contribuição), contribuinte (que contribui), contribuidor (contribuinte) Control (top.), controle (vigilância; de controlar), controlo (controle; de controlar), control (controle, nalguns dics.) controles (pl. controle; de controlar), contróis (pl. control), contrões (encontrões) controverso (contestado), controvertido (controverso) contudo (não obstante), com tudo (com a totalidade) Contumil (top. gal. e port.), Guntumil (top.), Gontumil (top.), Gontomil (top.), Gondomil (top.), Guntimil (top.) conturbar (perturbar), contrubar (conturbar, nalguns dics.) convalamarina (convalarina), convalarina (extrato da convalária) convale (que cresce em vale), coval (cova), combale (de combalir), couval (cova) convalescença (ato de convalescer), convalescência (convalescença) convalida (de convalidar), combalida (f. combalido) convecção ((om) transferência de energia), convexão ((om) movimento molecular), convicção ((om) efeito de convencer), convenção ((om) de convir) convencionais (pl. convencional), convencionais (de convencionar) convenível (convinhável), convinhável (conveniente) conversa (conversação), conversa (de conversar; f. converso) conversadeira (banco na parte interior da janela; conversadora), conversadoiro (banco na parte exterior da janela) conversáveis (pl. conversável), conversáveis (de conversar) conversibilidade (qualidade de conversível), convertibilidade (conversibilidade), conversividade (qualidade de conversivo) conversível (convertível), convertível (que se pode converter), conversável (tratável) converso (convertido; de conversar), conversivo (que converte) conversor (transformador), convertedor (que converte) converte (de converter), convir-te (de convir) convés (sobrecoberta), convéns (de convir), combês (de Santa Comba), combés (pl. combé) convetor (que faz convecção), convector (convetor) convicto (convencido), convido (de convidar), convindo (p.p. e ger. convir; conveniente) convide (dádiva; de convidar), convite (festim), convinde (de convir), convim-te (de convir) conviva (comensal), conviva (de conviver) convivais (pl. convival; de conviver), conviviais (pl. convivial) convival (ref. a convívio), convivial (convival) convizinho (vizinho com outro; de convizinhar), convezinho (var.: convizinho) convulsão ((om) contração involuntária), convolução ((om) ato de enrolar) convulsar (ter convulsões), convulsionar (pôr em convulsão), convolar (mudar de ideias), convolver (enrolar) conxominada (melindre), conxuminada (esquisitice) conxominar (melindrear), conxuminar (concordar) conxomineiro (melindroso), conxumineiro (cerimonioso), conxumeleiro (que se queixa sem motivo), conxumelo (conxumeleiro) coobar (fazer coobação), couvar (ant.: capar) cooficiais (pl. cooficial), cooficiais (de cooficiar) coordenador (que coordena), coordenativo (rel. à coordenação) coorno (cinamomo), corno (chifre; cornácea) coossificação ((om) reunião pela ossificação), cousificação ((om) coisificação) copa (copo com pé; ramagem alta; ant. letra gr.), copa (de copar) copaíba (copaibeira), copaúba (copaíba) copais (pl. copal), copais (de copar) copão ((om) cálice), cupão ((om) porção separável de documento), cupom (cupão) copázio (copaço), copaço (grande copo) cope (rede de pesca), cope (de copar) copé (choupana), cupé (tipo de auto), cupê (cupé) copealço (interior do dintel), capealço (parte superior da porta), capeaço (capealço), capeanço (capeaço), capialço (capialçado), capialçado (curvatura de abóbada) copeiro (encarregado da copa; armário dos copos), Copeiro (top. e n.), Cupeiro (n.) copéis (pl. copel), copeis (de copar) copelha (copela), Copélia (ballet de Delibes), copela (cadinho de copelação; de copelar), cupela (vaso dos pastores) copelo (medida agrária; de copelar), cupelo (medida de áridos) copeta (amassadeira), copete (vasilha para servir comida), copeto (recipiente pequeno) copiar (fazer cópia; copiara), copear (beber copas), copejar (arpoar) copiara (de copiar), copiara (alpendre) copio (rede), copio (de copiar) copista (que copia), copista (que bebe copos) copla (composição poética), copra (polpa de coqueiro; copla) copo (copa; de copar), cope (aparelho de pesca; de copar) copracrasia (incontinência), coprocrasia (copracrasia) copro- (ref. a excremento), cupro- (ref. a cobre) cópula (junção), cúpula (remate côncavo) coque (carvão; de cocar; croque), Coque (top. gal.) coqueira (f. coqueiro), cuqueira (f. cuqueiro), Cuqueira (top.) coqueiro (palmeira do coco; embusteiro), couqueiro (pessoa que se tem pelo que não é), cuqueiro (arteiro) coquetaria (coqueteria), coqueteria (coquetismo), coquearia (de coquear), coqueria (unidade de produção de coque) coquetéis (pl. coquetel), coqueteeis (de coquetear) cor ((ô) coloração; (ó) coração), color (pretexto) cora (branqueamento; de corar), Cora (top. e n.) coração ((om) (ô) órgão; (ò) coloração), curaçau (licor), Curaçau (ilha), Corassão ((am) região NE Irão), Coração ((om) top. bras.), Corção ((om) n.), Croção ((om) top. e n.), Coracião (heresiarca), courachão ((om) polo sem penas), curação ((om) ave; dial.: coração; cura, nalguns dics. e autores) coraçãozinho (dim. coração; malvácea), coraçonzinho (interj.) coracóideo (coracoidal), coracoideu (coracóideo), coracoide (acrómio) coraçudo (corajoso), corajudo (coraçudo) corado (de corar), courado (encoirado), curado (de curar), Curado (n.) coradoiro (lugar onde se cora a roupa), coradouro (coradoiro) coragem ((ò) branqueamento; (ô) ousadia), corage (coragem) corais (pl. coral; de corar), corães (pl. corão), curais (de curar) coral (cálcio do polipeiro), coral (coro) corantes (pl. corante), Curantes (top.) corar (dar cor), acorar (ficar sem alento; corar; dourar), acurar (apurar), corear (compor mús. coreada; esp.: fazer coro; corar; fender), coriar (gretar-se a madeira), curar (sarar), curare (veneno; dial.: curar) corbelha (cestinho), Corbelhe (top. e n.), Corvelhe (top. e n.) corça (antílope; forquita), corsa (veículo sem rodas; f. corso), corcha (cortiça), corja (canalha) corcão ((om) corcovado; peixe), Corcão ((om) n.) corcéis (pl. corcel), curseis (de cursar), corceeis (de corcear) corço (ruminante), Corço (top. e n. gal.), córcio! (coiro!), corcho (boias da rede), corso (pirataria; desfile; da Córsega), curso (rumo; de cursar) corda (cabo; f. cordo), Corda (top. e n.) cordado (que tem corda dorsal), cordato (prudente), acordado (de acordar) cordagem (cordame), cordame (cordoalha), cordoame (cordame) cordal (rel. à corda dorsal; cordilheira, nalguns dics.), Cordal (top. e n.), cordel (corda fina; vereda, nalguns dics.), cordelo (cordel para atar), cordalho (cordinha), cordoalho (cordas velhas) cordão ((om) corda delgada), Cordão ((om) top. e n.) cordeeira (pedra com buraco no meio; f. cordeeiro), cordoeira (f. cordoeiro), cordilheira (serras contíguas), cordieira (vaca com pata tolheita), cordeira (anha; f. cordeiro) cordeiro (anho; (ò) que faz, ou pesca com, cordas), Cordeiro (top. e n.), cordeeiro (que faz ou vende cordas), cordoeiro (que fabrica ou vende cordas ou cordões) cordela (corda delgada), cordelha (cordinha) cordo (cordato), Cordo (pers. rom.; n.), curdo (do Curdistão) cordoalha (cordas), cordoaria (fabrico de cordas; de cordoar), cordelaria (artigos de cordel, nalguns textos), Cordelaria (top.) cordofone (instr. de corda), cornofone (trompa), cordófono (rel. a cordofone) cordonzinho (listas formam os tecidos), cordãozinho (dim. cordão) Córdova (cid.), córdoba (moeda da Nicarágua) cordovão ((am) couro para calçado), Cordofão ((am) região do Sudão oriental), cordobã (planta) cordovês (de Córdova), Cordovês (n.), cordovis (azeitona cordovesa; pl. cordovil) core (corre), core (de corar) coreano (da Coreia), coriano (de Cória e de Coro) corego (mestre de coro), courego (milho com grãos de distintas cores) corei (de corar), co-rei (co-regente, nalgum texto), correi (de correr; co-rei) coreia (afeção nervosa; de corear), corei-a (de corar), Coreia (país), Goreia (ilha do Senegal) coreografia (arte de dançar), coregrafia (coreografia), corografia (descrição geográfica), creografia (descrição de carnes) cores (pl. de cor e core; de corar), Cores (top. e n.) corga (corgo; de corgar), Corga (top.) côrgamo (corgo), Côrgomo (top.) corgo (caminho profundo; de corgar), Corgo (top. e n.), córrego (corgo), Côrrego (top.), côrrego (córrego, nalguns textos), Córrego (top.), córrago (poço onde se deita o linho) corina (antílope), Corina (n.) coríndon (corindo), corindo (mineral), corinto (uva), Corinto (top.), coríntio (rel. a Corinto) cório (membrana de feto ou o ovo), córion (cório) corisa (inseto), coriza (rinite) coriscada (aguaceiro forte), couriscada (coriscada) coriscante (que corisca), coruscante (coriscante) coriscar (fulgurar), coruscar (coriscar), corriscar (caminhar a passos curtos e rápidos) corisco (faísca), Corisco (top. gal. e da Guiné Equatorial; discípulo de Platão), corusco (corisco; de coruscar) cormo (corpo da planta), Corme (top.) corna (cornadura; de cornar), Corna (top.) cornaço (aum. corno), Cornaço (top.) cornadura (cornos), cornamenta (cornadura) cornamuça (garlopa), cornamusa (gaita de foles) cornão (de cornos longos; teimudo), cornelão (cornudo) cornar (cornear), cornear (dar cornada), cornejar (mover os tentáculos o caracol) cornasses (de cornar), Cornazes (top.), cornages (pl. cornage) corneais (pl. corneal; de cornear), cornais (pl. cornal; de cornar) corneal (rel. à córnea), cornal (soga), coronal (rel. à coroa), coronário (com feitio de coroa) córneas (pl. córnea), Córneas (top.) corneia (de cornear), cornelha (bainha), corneja (de cornejar), corneira (cornal; sanguinho), Corneira (top.) cornes (pl. corne; de cornar), Cornes (top. e n.) cornetão ((am) vaca-loura), cornetim (instr. mus.) corneto (lâmina óssea na fossa nasal), Corneto (n.), cornuto (cornudo), cornudo (cornífero) cornide (cerdeira), Cornide (top. e n.), cornido (cornide) cornija (saliente), Cornija (top.) cornim (molusco), corninho (dim. corno), Corninho (top.), cornio (gado lanar) cornípeto (que dá cornadas; cornúpeto), cornúpeto (cornípeto) cornizó (cornizolo), corniçó (cornizó, nalgum dic.), cornilhó (cornecelho), cornelhão ((am) cornecho), cornizo (abrunheiro), cornizolo (cornozelo; fruto do cornizo), corniçolo (cornizolo, nalgum dic.), cornozelo (cornelho; ferradura), Cornozelo (top.), cornecelo (cornicho), cornicelo (cornecelo), gornicelo (cornicelo), cornecelho (cornelho), cornelho (cornicho; curruncho), Cornelho (top. gal.), cornicho (cornecho; bolo de pão com 4 cornos), cornecho (fungo do centeio), cornucho (molusco; cornicho) Cornualha (região da Bretanha e da Grã-Bretanha), Cornelha (top. gal.), Cornalho (top. gal.), Cornolho (top. gal.), Cornelhe (top. gal.) cornualhês (córnico, nalguns textos), córnico (da Cornualha) coro ((ô) orfeão; (ó) vento NO; de corar), coro- (ref. a região), Coro (top.) coroa (diadema; moeda; de coroar), Coroa (top. e n.), croa (terreno arredondado; de croar; dial.: coroa), Croa (top.), coro-a (de corar), Corona (rio), corona (moldura em cornija; descarga luminosa; cultismo: coroa), courona (courão) coroar (pôr coroa), coronar (deleitar), croar (grunhir) coroceiro (desleixado no vestir; que faz coroças), Corceiro (n.) coroço (caroço; corozo; coroça), Coroço (top.), Coroso (top.), corozo (marfim-vegetal; leite coalhado), corocho (pão com côdea) coroide (semelhante ao cório; membrana do olho), coróideo (rel. à coroide), corioide (membrana do globo ocular) coroinha (dim. coroa), croinha (dim. croa; de croinhar) corola (parte da flor com pétalas), Corula (top.), curul (ref. a magistrado rom.) corolário (consequência), coroleiro (nogueira) coronais (pl. coronal; de coronar), coroais (de coroar) coronéis (pl. coronel), coroeis (de coroar), coroneis (de coronar) coronel (oficial do exército; coroa de escudo), Coronel (top. e n.) Corota (top.), Curota (top.), coruta (coruto), curuta (peixe), curota (coruta) corou (de corar), coroo (de coroar), coroou (de coroar), coroo-o (de coroar) corpaço (corpo grande), corpanço (corpaço) corpinho (corpete), Corpinho (top. gal.) Corpo de Deus (Corpus Christi), corpo de Cristo (hóstia), Corpo Santo (top. gal.) corporalizar (materializar), corporizar (dar corpo), corporificar (corporizar) corpulento (de corpo grande), corpacento (corpulento), Corpento (n.), corporento (corpudo), corpudo (corpulento) corpus (coletânea de textos), Corpus (Corpo de Deus) corra (corre; de correr), Corra (top.) corrais (pl. corral; de correr), currais (pl. curral), Currás (top. e n.), Currais (top. e n.) corre (correia; de correr), corré (co-ré; f. corréu), curre (árvore; dial.: corre) correame (correagem), correagem (conjunto de correias) correão ((om) correia grande), corrião ((om) cinto de couro) correcães (pessoa que enxotava os cães; pl. correcão), corricães (pl. corricão), corricais (de corricar) correcão ((am) corricão), corricão ((am) que corre dum lado para outro; aparelho de pesca), curricão ((am) curricacho; técnica de pesca), corricaina (trafego), curricaina (corricaina) correção ((om) ato de corrigir), correcção ((om) correção), correição ((om) corregedoria; correção), correpção ((om) redução de sílaba) corre-corre (correria), curre-curre (corricão), curri-curri (onomatopeia para chamar os porcos) corredela (corrida), corridela (corredela) corrediça (peça que corre), corriça (correla) corrediço (que corre), corredio (corrediço), corridio (corrente) corredoira (caminho; peça do moinho), corredeira (corredoira; cabo), Corredeira (top.), Corredoira (top. e n.), Corredoura (top.), corredoura (corredoira), correduira (corredoira), corredura (corrida), corredora (f. corredor; ave que não voa; golfinho), correeira (f. correeiro), corrieira (alga) corredor (que corre; galeria), acorredor (que acorre, nalguns textos), corredoiro (que é para correr), corredeiro (corredor, nalguns dics.), corredouro (corredoiro), Corredouro (n.) correeiro (que faz correias), curreiro (curro) correento (como o couro), corriento (escorregadio), correúdo (correento) correge (de correger), corrige (de corrigir), correxe (de correxar) corregedor (juiz), Corregidor (ilha), corregedouro (corrigível), corregedoiro (corregedouro) corregemento (corregimento), corregimento (conserto), corrigimento (corregimento) corregendo (de correger), corrigindo (de corrigir), corrigenda (errata), corregente (que é regente com outro), corregem-te (de correger) correger (ant.: corrigir), corrigir (emendar), correxar (emitir a perdiz o seu grito) correia (tira de couro; de correar), correi-a (de correr), Correia (top. e n.) correio (estafeta; de correar), Correio (top.), correi-o (de correr) correja (de correger), corrija (de corrigir), correxa (de correxar) correla (rodela), corrê-la (de correr), Correla (n.), correnla (vime para atar) correlacionar (pôr em correlação), correlatar (pôr em relação) correlato (correlativo), correlato (de correlatar) corrê-lo (de correr), Correlo (top.), Currelo (top. e n.) corrença (diarreia), corrência (corrença) corrente (que corre; curso de água; cadeia metálica), correm-te (de correr) correntemente (de modo corrente), correntiamente (correntemente) correr (ir depressa), acorrer (acudir), ocorrer (suceder) correria (corrida; de correr), correaria (loja de correeiro; de correar) correspondente (que corresponde), corresponsável (responsável em comum) corretagem (trabalho de corretor), cortagem (corte), carretagem (carreto) correto (conforme a regra; de corretar), correcto (correto), correpto (que sofreu correpção), correito (correto, nalguns dics.) corretor ((è) que corrige; agente comercial), correitor (que é reitor com outro) correu (de correr), corréu ((ò) réu com outro), coreu (pé de verso), coreuta (corista) corre-vê-l-ás (resposta a pergunta sobre atos), corre-verás (corre-vê-l-ás) corrialho (correola), corralho (chisco de líquido) corriboi (ave), Correboi (top.) corriça (correla), curriça (ouriceira) corricar (bulir sem um fim), corriquear (corricar) corricho (corriqueiro; bácoro; de corrichar), curricho (pequeno curro), corrijo (de corrigir), corrixo (ave; de correxar), corrilho (conciliábulo), currilho (círculo riscado no chão), correcho (corrucho), correncho (porquinho) corrijola (corrigíola), corriola (planta), corrigíola (cariofilácea), curriola (correola), correola (alga), correjola (corrijola), carriola (randeeira; alga) corriolo (anguiacho), correolo (corriolo), correol (correolo), correó (correola), curriolo (peixe) corripa (conjunto de ouriços; de corripar), corrípia (corripa), Curripa (top.) corro (juntança; de correr), curro (curral; curto; gracioso), Curro (top. e n.), acorro (socorro; de acorrer) corrobla (jantar em festa), currobla (corrobla), corróbia (roda de bebida oferecida a um grupo) corro-o (de correr), corroo (de corroer) corrosão ((om) ato de corroer), corrução ((om) corrupção), corrupção ((om) ato de corromper), corrasão ((om) erosão eólica), corsão ((om) corsa grande) corrucho (corruncho), corroucho (corrucho), currucho (corrosco), corruncho (recuncho), curruncho (corruncho), corroncho (pequena espiga), currulho (corruncho), corrosco (côdea que sobressai) corrupio (redemoinho; de corrupiar), corrúpio (cruel), currupio (corrupio) corruptela (palavra mal escrita ou pronunciada), corrutela (corruptela) corruptível (sujeito a corrupção), corrutível (corruptível) corrupto (corrompido), corruto (corrupto) corruptor (que corrompe), corrutor (corruptor) Corruvedo (top.), Currovedo (top.) corsário (rel. a corso), cursário (cursado), cursara-o (de cursar) corselete (ant. armadura), corsolete (corselete) corsetaria (espartilharia, nalguns textos), corseteira (espartilheira, nalguns textos) corta ((ó) ação de cortar; cortada; de cortir; pop.: quarta; pop.: corta-feira; (ô) rata dos lameiros), Corta (top.), curta (f. curto; de curtir, cortir e curtar) cortadeira (f. cortador), cortadéria (gramínea), cortadoira (f. cortadoiro), cortadora (máquina de cortar), cortadura (cortadela), cortadoria (talho) cortador (que corta), cortadoiro (que se pode cortar), cortadeiro (cortadoiro) corta-feira (quarta-feira), quarta-feira (4º dia da semana) corta-frio (cunha de aço para cortar ferro), corta-fios (corta-frio) cortamos (de cortar), curtamos (de curtir) cortão ((om) ardor de estômago), Cortão ((om) n.) cortar (dividir), curtar (dial.: cortar) corte ((ô) cortelho; residência real; (ó) fenda; de cortar e cortir), Corte (top. corso, port. e gal.; n.), coorte (bando), curte (de curtir) Cortegaça (top.), Cortegada (top.), cortelhada (gado numa corte) Cortegoso (top. e n.), Cortigoso (n.) corteia (ardor de estômago; de cortear), Corteia (n.), cortei-a (de cortar), cortelha (curral), corteira (cortém), cortém (indigestão; dial.: cortei), cortei (de cortar) cortejo (cumprimento; séquito; de cortejar), corteio (de cortear), cortei-o (de cortar), cortelho (pocilga) cortes (pl. corte; de cortar e cortir), Cortes (top. e n.), curtes (de curtir e curtar), Cúrtis (top. e n.), Curtes (ant. Cúrtis) cortês (polido), Cortês (top. e n.), corteis (de cortar), corteies (de cortear) cortesão (da corte), Cortesão (n.), Cortezão ((om) n.), corteção ((om) aum. corteço), cortiçó (cortiçol), curtição ((om) ato de curtir) cortesia (qualidade de cortês), cortesania (maneiras de cortesão) cortiça (casca), curteza (qualidade de curto), curtisse (de curtir), cortisse (de cortir), cortedade (timidez, nalguns dics.) cortiçada (quantidade de cortiças), Cortiçada (top. e n.) cortiças (pl. cortiça), Cortiças (top. e n.) córtice (córtex), córtex (cortiça) corticeiro (rel. à cortiça; negociante de cortiça), Corticeiro (top. e n.) Corticela (top.), Cortizela (top.), Curticela (top.), corticeira (f. corticeiro; sobreiro) cortiço (sobreiro), Cortiço (top. e n.), cortíceo (semelhante à cortiça), curtiço (tronco oco), corteço (codelo), cartiço (lingueta) cortiçona (aum. cortiça), cortisona (hormona) cortiçós (pl. cortiçó), cortiçóis (pl. cortiçol), corteções (pl. corteção), cortesãos (pl. cortesão) cortil (corte pequena), cortim (cortiço), curtim (colmeal; var.: curti) cortimos (de cortir), curtimos (de curtir) cortina (pano; de cortinar), cortinha (hortinha), curtinha (cortinha; f. curtinho), Cortinha (top. e n.), Cortina (top. it.) cortinhal (propriedade dividida em cortinhas), Cortinhal (top.) cortinheiro (terreno cercado), Cortinheiro (top. e n.), cortineiro (que faz cortinas) cortins (pl. cortim), cortis (pl. cortil; tribo de Goiás; de cortir), curtis (de curtir) cortir (var.: curtir), curtir (preparar couros; padecer) corto (cortado; de cortar; curto, nalguns dics.), curto (breve; de curtir, cortir e curtar), Curto (top. e n.) coruchéu (parte mais elevada), corujou (de corujar), Corujou (top.), corucho (coroça), coruncho (cornicho), corujo (macho da coruja; curujo; de corujar), carujo (caruja), Corujo (top. e n.), Corrujo (top.), curujo (peixe; de curujar), curucho (corucho) coruja (ave; de corujar), Coruja (top.), corucha (parte superior do palheiro), curuja (coruja; de curujar), Curuja (top.), Cruja (top.), cucurucha (cotovia) Corujás (top. e n.), corujais (de corujar), curujais (de curujar) Corujedo (top. e n.), corujado (de corujar) corujeira (lugar onde há corujas), curujeira (corujeira), curucheira (cotovia), Corujeira (top. e n.), Crujeira (top.), Currujeira (top.) corujeiras (pl. corujeira), Crujeiras (top. e n.), Curujeiras (top.) corunchuda (castanha grande e aplanada), cronchuda (corunchuda) corunha (carunha; lenço da Corunha), Corunha (cids. gal. e cast.; n.), Crunha (top. Lugo; Corunha), crunha (carunha; de crunhar), coruninha (parte superior da meda), coroninha (dim. corona), coronha (parte da espingarda onde encaixa o cano), Coronha (top.), Curonia (n. lat. da Curlândia), cronha (coronha) corunhês (da Corunha), crunhês (da Crunha), crunheis (de crunhar) Corunho (top.), corunho (gíria crunhesa, nalguns textos), curunho (fecho de garrafa), crunho (cunho; de crunhar) corupela (parte superior da meda), curupela (capuz), crupela (espécie de cresta), curupulo (cimo), gurupela (outeiro), coroupela (corupela) coruto (coruta), Coruto (top.), Coroto (top.), Croto (top.), Curuto (n.), Cruto (top.), curuto (coruto), curioto (coruto), Curioto (n.), cocuruto (cume), cruto (curuto) corva (peixe; cereija; fêmea do corvo; curva da perna, num dic.), Corva (top.), curva (arco; curva da perna; f. curvo; de curvar) corvacha (corvacho fêmea), corbacha (cascuda) corvacho (ave), Corvacho (n.), corvarajo (corvo-marinho) Corval (top.), Corval (n.) Corvás (top.), curvais (de curvar) corvear (corvejar), corvejar (crocitar), corvajear (juntar a vaca os jarretes) corveia (serviço que prestava o servo; de corvear), corbeia (planta), corveja (de corvejar) corveira (aprisco; f. corveiro), Corveira (top.), Curveira (top. e n.), corvaceira (pluma remeira), Corvaceira (top. e n.), corbaceira (corvaceira) corveiro (que espanta os corvos; redil), Corveiro (top.), Curveiro (top. e n.), corvaceiro (onde nascem corvaceiras), corbaceiro (corvaceiro), Corvaceiro (top.) Corvela (top. e n.), curvela (badejo), Curvela (top. e n.), Curbela (top. e n.), Corbela (n.) Corvelhe (top. e n.), Corvelho (top.) corvelo ((é) ou (ê) corvo; corbelo), corbelo (badejo), Corvelo (n.), Curvelo (top. e n.), corvéu (tainha), corovelo (corvelo), curuvelo (badejo) corveta (navio), curveta (corcovo; curvinha) corvina (peixe; f. corvino), corvinha (f. corvinho), curvinha (dim. curva), curuvina (corvina) corvinho (dim. corvo), corvino (rel. a corvo ou Corvo; corvense; mirandense), Corvino (n.) corvo (ave), Corvo (top. e n.), curvo (dobrado; de curvar), Curvo (top.) cos (com os; cosseno), cós (cintura), còs (ca os), coz (raiz da urze), cons (pl. com), Cons (top. e n.), Cuns (top. e n.), cuns (com uns), cus (pl. cu), cus! (voz para chamar o cão), Côs (top.), Cós (ilha gr.; top. port.), cóis (pl. cói), coes (de coar) cosco (casca), cusco (fraldiqueiro), Cusco (top.) coscorão ((om) coscoro), coscorrão ((om) carolo) coscós (roseta de ferro), cuscuz (grânulos de farinha) coseito (cosido, nalguns dics.), cosido (de coser) coser (costurar), cozer (cozinhar) coses (pl. cós; de coser), cozes (de cozer), coces (de coçar) cosicar (cosipar), cocicar (cocegar), coxicar (coxear algo) cosmo (planta; cosmos), Cosmo (n.), Cosme (top. e n.), cosmos (universo; pl. cosmo) cosmografia (descrição do cosmos), cosmologia (estudo do universo), cosmogonia (explicação do universo), cosmognosia (conhecimento do mundo), cosmonomia (leis cósmicas), cosmonímia (estudo dos nomes do espaço) cosmópole (cidade volumosa), cosmópolis (cosmópole) cosselete (corselete), cossolete (cosselete), cossoleto (cosselete) cossignatário (signatário com outro), consignatário (que recebe em consignação) costa (encosta; ourela; f. costo), consta (de constar), Costa (top. e n.), custa (de custar) costa-abaixo (declive), costabaixo (costa-abaixo) costães (pl. costão), costões (reborde do remo), costais (pl. costal), constais (de constar), custais (de custar) costão ((am) fachada; comum), costal (saco; rel. às costas) costa-riquenho (da Costa Rica), costa-riquense (costa-riquenho), costarricense (costa-riquense), costarriquense (costa-riquense), costarriquenho (costa-riquenho) costas (espáduas; pl. costa), constas (de constar), Costas (n.) costear (navegar junto à costa), custear (prover custo) costeio (ato de costear), custeio (ato de custear) costeiro (rel. à costa), Costeiro (n.), costento (em costa), costaneiro (em costa), Costaleiro (n.), costeleiro (costelame) costela (osso), Costenla (top. e n.), Constenla (top. e n.), Constela (n.), Costela (top. e n.) costinha (dim. costa), Costinha (top.) costo (costento; planta; colostro), consto (de constar), custo (preço; de custar) Costoia (top. e n.), Custoia (top.) costrabaçada (golpe nas costas ao cair), costribaçada (costrabaçada), costrobiçada (costrabaçada) costre (costro), costro (colostro) costroso (que tem costro), cotroso (que tem cotra) costume (hábito), costume (de costumar) costumeiro (costumário), costumário (consuetudinário), costumista (costumbrista, nalguns autores), costumbrista (esp.: que representa costumes e usos sociais) cota (medida; malha; de cotar), Cota (top.), quota (parte) cotação ((om) preço na bolsa), coutação ((om) ato de coutar), cotização ((om) contribuição), quotização ((om) cotização), cutisação ((om) ato de cutisar), cooptação ((om) ato de cooptar) cotais (pl. cotal; de cotar), cotás (instr. para alisar), cotaz (cotás) cotanho (resto de canas da sega), Cotanho (n.), Cotalho (n.), cotano (coteno) cotão ((om) lanugem; aum. cota e coto), Cotão ((om) top. e n.), Cotã (top.), cotanho (cotal), cotal (parte inferior do talo), cotilhão ((om) cotinhão; dança), cotinhão ((om) torrão) cota-parte (quota-parte), quota-parte (fração) Cótara (top.), Cótaro (top.) Cotarelo (top. e n.), cotarelo (outeiro), Cotaredo (top.), cotorelo (cotarelo), cotrolo (pessoa grossa e de baixa estatura), cotrarelo (cepo) cote (amoladeira; nó; cotio; cota; de cotar), Cote (top.) cotela (parte alta), Cotela (n.), Cotelas (top.) cotelo (joanete; coteno), Cotelo (top. e n.), cótilo (cavidade de osso), coteno (articulação do dedo; mutilado; de cotenar), toqueno (toco), cotenho (de cotenhar), Cotenho (n.), cotinho (parte da cabeça detrás da coroa), cotejo (confronto; parelho; cheiro a suor; de cotejar), coteiro (estreito), Coteiro (n.) cotena (cabeça; coteno; de cotenar), cotenha (de cotenhar) cotenear (cabecear), cotelear (cotenear), cotenhar (cotenear), cotenar (investir), cotejar (confrontar; dar cornadas) cotiara (urutu), cotiara (de cotiar) cotícula (pedra de toque), cutícula (película), cutícola (parasita que vive debaixo da pele), cótila (cótilo) cotidianamente (a cotio), quotidianamente (cotidianamente) cotidianidade (condição de cotidiano), quotidianidade (cotidianidade) cotidiano (quotidiano), quotidiano (de cada dia), cotião (pop.: quotidiano), Cutião ((am) top.) cotio (quotidiano; de cotiar; a -: quotidianamente), coutio (couto), acotio (de acotiar), coitio (seara) cotizar (dar cota), cotiar (suceder a cotio), acotiar (frequentar), cotear (acotar), cotejar (confrontar; topenhar), cotar (pôr cota), quotizar (cotizar), cutisar (assemelhar mucosa à pele), cotifar (latricar), acutifar (punçar), caotizar (tornar caótico), acotar (decotar), acoutar (dar couto), coutar (vedar), acoitar (acoutar; coitar), acoitadar (tornar coitado), coitar (coutar; magoar), cuitar (botar cuito), acotoar (criar cotão), acuitar (acoitar) coto (picoto; resto; toco; de cotar), Coto (top. e n.), couto (coutada; de coutar), Couto (top. e n.), Cuito (top.), cuito (esterco), cocto (cozido), coito (cocto; cópula; couto; concirrado; de coitar), copto (copta), coopto (de cooptar) Cotobade (n.), Cotovade (top.), Coto-Vade (top.) coto redondo (jurisdição senhorial), Coto Redondo (top.), couto redondo (conjunto de terras sem propriedade alheia) cotorela (terreno pedregoso e alto), cotrela (ponta de árvore), cotrola (calhandra) cotorinho (pericoto), cuturinho (cotorinho) cotovelo (articulação; de cotovelar), cotofelo (cotovelo), cotomelo (cotovelo), côvedo (côvado; cotovelo), côvado (medida; cúbito), covado (côncavo), côvedo (pop.: côvado), côvido (pop.: côvado), côvodo (pop.: côvado), codo (códão), côdavo (côvado), cúbito (antebraço), decúbito (posição horizontal), acúbito (recosto) cotovia (pássaro), Kutubia (mesquita de Marraquexe), cotolovia (cotovia) cotreiro (cotroso), cotroeiro (cotroso), cutrueiro (pescador na baixa-mar com rede), cotrento (que tem cotra), cutrenho (cutre), cotroiudo (taciturno), cotroso (imundo), codroso (cotroso) cotrueira (pescadora na baixa-mar com rede), cotroeira (f. cotroeiro) coube (de caber), couve (repolo; de couvar), couva (couve), couva (de couvar) couça (traça), cousa (coisa; de cousar), coisa (objeto; de coisar), Couza (n.) coução ((om) couceira), coição ((om) coução) couce (couça; patada; couceira), Couce (top. e n.), couse (de cousar), Couz (top.), coice (couce; traça), coise (de coisar) coucear (dar couces), escoucear (coucear), coicear (coucear) couceira (quício), couçoeira (couceira), coiceira (couceira), couçueira (couçoeira), cauçueira (gonzo), conçueiras (baixo-relevos para portas sem polrão) couceiro (traseiro), coucieiro (couceira), Couceiro (n.), Coucieiro (top.), Concieiro (top.) coucelhão ((om) coucilhão), coucilhão ((om) coucão), canzilhão ((om) peça do carro) coucelo (couselo), couselo (conchelo), Couselo (top. e n.), couchelo (couselo), conchelo (crassulácea; marisco), cunchelo (molusco) couço (extremo de trave), couso (tulha; coiso; bombordo; de cousar), Couço (top.), Coiço (top.), coiso (cousa; de coisar), cuiso (cuxo), Couso (top. e n.), cousso (cercado; cosso; cusso), Cousso (top. e n.), couxo (coxa), Couxo (top.), Conjo (top.), côngio (medida rom.), Conso (top.), cusso (planta), cuço (cãozinho; demo) cougo (acougado), acougo (sossego; de acougar) Counhago (top. e n.), Punhago (top.) couquelear (cacarejar), couclear (queixar-se a galinha), coclear (em forma de caracol) coura (gibão de couro), Coura (top.) couraça (armadura; de couraçar), coiraça (couraça), coraça (coroça) couraçado (navio blindado), encouraçado (couraçado), couraceiro (armado de couraça), coiraceiro (couraceiro), coiraçado (couraçado), acoiraçado (coiraçado), acouraçado (couraçado) couraçar (pôr couraça), encouraçar (couraçar), coiraçar (couraçar), acoiraçar (coiraçar), acouraçar (couraçar) courês (milho loiro com grãos negros), couréis (pl. courel) cousinhas (pl. cousinha), Cousilhas (n.) cousinho (dim. couso), Cousinho (top. e n.), coucinho (dim. couço), coussinho (dim. cousso) coutada (cerrado; f. coutado), Coutada (top. e n.), coitada (coutada; f. coitado), cotada (pancada com cota; f. cotado), cuitada (f. cuitado) couteiro (que guarda couto), Couteiro (top. e n.), coiteiro (couteiro), Coiteiro (n.) coutela (garantia em trato; de coutelar), cautela (cuidado; de cautelar) coutelo (dim. couto; de coutelar), Coutelo (top. e n.), Cotelo (top. e n.), cotelo (coteno; joanete; coutelo; côdea) coutinho (dim. couto), Coutinho (top. e n.), Coitinho (top. e n.) couvais (pl. couval), couvais (de couvar) cova (coval; covil), Cova (top. e n.), cooba (de coobar) covacho (pequena cova), Covacho (top. e n.), cubacho (algareia), covalho (covinha) covada (valeiro; f. covado; prática de se deitar o pai com a criança recém-nascida), Covada (top.), coobada (f. coobado), cubada (pequena presa) covagem (ato de fazer covas), cubagem (ato de cubar) covas (pl. cova), Covas (top. e n.), coobas (de coobar) coveira (f. coveiro; cova), cubeira (rata), Cubeira (n.) coveiro (sepultureiro; (cô) cabana), cubeiro (toneleiro), Cubeiro (top. e n.), Cuveiro (n.) covela (cova pequena), Covela (top. e n.), cobela (carocha), coobe-la (de coobar), cubela (vagoada; relicário), Cubela (top. e n.), covelha (semente de couve), couvelha (couve) covelas (pl. covela), Covelas (top. e n.), coobe-las (de coobar), cubelas (pl. cubela), Cubelas (top.) covelo (covinha), Covelo (top. e n.), coobe-lo (de coobar), gobelo (corcova), cubelo (torreão; cubinho), Cubelo (top.), covelho (cortelho) covil (toco), cuvil (covil) Covilhã (top. port.), Covilhão ((om) top. gal.) covilheiro (couceiro), cuvilheiro (camareiro), covelheiro (covilheiro), couvelheiro (talo da couve), cubilheiro (chismeiro) covilhete (copinho), cubichete (cubículo), cubilote (recipiente da coada), covelete (caneco) covinha (pequena depressão nas faces; dim. cova), Covinha (top.), covinha-da-nuca (pequena depressão da nuca) covo (côncavo; cesto), Covo (top. e n.), cofo (cesto; de cofar), côvão (covo grande), cobo (cortiço), coobo (de coobar) covos (pl. covo), Covos (top. e n.) coxais (pl. coxal; de coxar), coxeais (de coxear) coxeias (de coxear), Cuxeas (top.), coxias (pl. coxia) coxia (passagem de proa a popa), cujia (cajota; de cujiar) coxigada (suspicácia), cojigada (coxigada) coxofemoral (rel. ao coxal e ao fémur), coxofemural (coxofemoral) cozedoiro (fácil de cozer), cozedeiro (cozedoiro), cozedor (que coze), cosedor (bastidor) cozedura (ato de cozer), cosedura (ato de coser), cosedora (f. cosedor), cozedora (f. cozedor), cozedoira (pedra do forno; f. cozedoiro), cozedeira (onde se coze) cozinha (quarto onde se prepara comida; de cozinhar), Cozinha (top. e n.), cousinha (dim. cousa), coucinha (dim. couce) cozinhador (instalação de cozinha), cozinheiro (quem cozinha) cozinho (de cozinhar), cuzinho (dim. cu) craca (alga), craque (estrondo; derrocada financeira), cranque (eixo em forma de cotovelo) craniais (pl. cranial), craniais (de craniar) craniano (rel. ao crânio), cranial (craniano) crassicaude (de cauda grossa), crassicaule (de caule grosso) crasso (grosso), Crasso (triúnviro rom.) crasta (claustra), castra (de castrar) cratera (boca de vulcão), cratera (ant. taça) crava (de cravar), craba (peixe cabra) cravar (fazer entrar com força), encravar (pregar cm cravos), enclavar (situar, num dic.) cravaria (onde fabricam cravos; de cravar), craveira (buraco para introduzir cravo) craveiras (pl. craveira), Craveiras (top.) craveiro (planta; fabricante de cravos), Craveiro (n.) cravelho (fecho; de cravelhar), caravelho (cravelho), cravilho (cravelho), caravilho (caravelho) cravo (flor do craveiro; prego; de cravar; clavecino), crávio (cadigueiro) cravunha (de cravunhar), gravunha (garavunha), garavunha (rabisca), caravunha (carunha), carabunha (caravunha; de carabunhar), carambunha (carabunha), crabunha (carabunha; de crabunhar), caramunha (choradeira; carabunha) cravunhar (crabunhar), crabunhar (carabunhar), carabunhar (adelgaçar ferramenta), caramunhar (choromicar), crabujar (crabunhar), cravejar (pregar com cravos) cré (greda), crê (de crer) creais (var.: creiais; ant.: criais), creiais (subj. crer), criais (pres. ind. criar), críais (var.: críeis), críeis (pret. crer) creamos (var.: creiamos; ant.: criamos), creiamos (subj. crer), criamos (pres. e pret. ind. criar; var.: críamos), críamos (pret. crer), cria-mos (de crer e criar), creia-mos (de crer) creba (quebra; de crebar; pequeno rego; rebusca de naufrágio), Creba (top.), Quebra (top.), quebra (falência; de quebrar) crebada (quebrada; f. crebado), quebrada (declive; f. quebrado) crebadeira (abertura numa presa), quebradeira (quebreira; quebra-cabeça), quebreira (prostração), quebradoira (f. quebradoiro), quebradura (quebra), quebradiça (quebradiço), crebadura (quebradura) crebado (herniado), quebrado (quebrada; fração) crebanto (quebranto), quebranto (fraqueza) crebar (quebrar), quebrar (partir), crivar (passar por crivo), quebrantar (abater) crebe (creba; de crebar), quebre (de quebrar), creve (marinheiro que mede sal), almocreve (muleteiro) crebo (frequente; de crebar), quebro (de quebrar) Crecente (top. e n.), crecente (var.: crescente; de crecentar), crescente (que cresce), Crescente (Crescêncio; top.), Crexente (arc.: Crescente), Cressente (n.), acrescente (que acresce; de acrescentar) creche (infantário; var.: creste; de crechar), cresce (de crescer), crece (de crecer), cresse (de crer), crê-se (de crer) crecho (crespo; de crechar), crê-cho (de crer), creche-o (var.: creste-o), cresço (de crescer), creço (de crecer), Creso (rei da Lídia), Crexo (top.), grecho (crecho), crencho (crecho), crem-cho (var.: creem-to), quenecho (curto) credencial (que dá crédito), credenciário (que cuida da credência), credência (mesa junto ao altar), credenciado (com crédito) crédito (confiança), creto (solvência), crê-to (de crer), credo (o que se crê) creem (de crer), criem (de criar), crem (pop.: creem) creem-te (de crer), crente (que crê) crega (dial.: filha de crego; à-: ao estilo de crego; pica-crega), cregage (cregagem), cregagem (clericalha), clericalha (padralhada), pregagem (pregamento) creio (de crer), creo- (gr.: carne), Creo (top. e n.), creu (de crer), créu (insinuação sexual) cremadoiro (cremadouro), cremadouro (cremadeiro), cremadeiro (fogueira) cremalheira (fecho relâmpago; gramalheira), gramalheira (cadeia do pote), cremadeira (incinerador), camalheira (gramalheira) creme (nata; de cremar), crê-me (de crer), crema (de cremar; creme, nalguns dics.), crê-ma (de crer), Crema (top. e n.) crem-na (pop.: creem-na), crena (encaixe; de crenar) cremnometria (avaliação de precipitado), cremometria (emprego do cremómetro) cremnómetro (aparelho para avaliar resíduos de filtros), cremómetro (instr. para apreciar quantidade de nata) crencha (trança; f. crencho), creem-cha (de crer), crecha (f. crecho; crencha; de crechar), crê-cha (de crer), creche-a (var.: creste-a), carrencha (raia do cabelo) crende (dial.: crede), Crende (top. e n.), crede (de crer), crei (dial.: crede), criei (de criar) crendes (dial.: credes), Crendes (top.) creogenia (produção de carne), criogenia (produção de baixas temperaturas) creosote (creosoto), creosoto (extrato do alcatrão) crepuscular (rel. a crepúsculo; tomar tons de crepúsculo), crepusculejar (aproximar-se o crepúsculo), crepusculizar (empardecer), crepusculário (inseto) crepusculares (pl. crepuscular), crepusculários (insetos) crequenar (acocorar), querquenar (agachar), crenquear (fingir que se trabalha) crequenas (cócoras), querquenas (crequenas; de querquenar), querquenhas (pessoa encolhida), crenquenhas (crequenas) crequento (enrugado), craquento (coberto de cracas) crescedeiro (em aptitude de crescer.), crecedeiro (crescedeiro) crescemento (crescimento, nalguns textos), crecemento (crescimento, nalguns dics.), crescimento (medra), crecimento (var.: crescimento) crescemos (de crescer), crecemos (de crecer), crêssemos (de crer), cressemos (var. dial.: crêssemos) crescença (medrança), crecença (crescença), acrescência (qualidade do acrescente), excrescência (saliência) crescendo (progressão; de crescer), crecendo (de crecer), Crescêncio (n.) crescer (medrar), crecer (var.: crescer), acrescer (aumentar), acrecer (acrescer), acrescentar (adicionar), acrecentar (acrescentar), crecentar (acrecentar), crescentar (crecentar) crespão ((om) tecido de lã crespa), crespalhão ((om)) envoltura das tripas) crespar (encrespar), crispar (contrair), crespir (revestir de crespido), encrespar (tornar crespo) crespim (var.: crespi), Crispim (n.), Crespim (n.), crespina (2º estômago dos ruminantes) crespo (eriçado; de crespar), Crespo (top. e n.), crispo (de crispar) Créssida (pers. lit. medieval), crescida (cheia; f. crescido), Criseida (pers. da Ilíada), Griseida (n.), Griselda (n.), Gricelda (n.) cresta (ato de crestar), crista (penacho), Crista (top.) crestado (de crestar), cristado (que tem crista) Crestal (n.), Cristal (top. e n.), cristal (vidro) crestar (queimar levemente; colher o mel), Crestar (n.) creste (de crestar e crer), crês-te (de crer) cresto (capado; de crestar), Cresto (top.; n. lat.) creta (ponto de partida no circo rom.), crê-ta (de crer), Creta (top.), greta (fenda), greda (argila) cretáceo (rel. à greda), cretácico (cretáceo), crético (anfímacro; rel. a Creta), cretaico (terreno com grande percentagem de greda), cretense (de Creta), cretino (idiota) cria (de criar e crer; animal que se cria), cri-a (de crer), creia (de crer) criado (servente; de criar), Criado (n.) criador (que cria), criadouro (que se cria bem; criadoiro), criadoiro (criadouro; viveiro), criadeiro (criadoiro), criatório (criadoiro), criandeiro (criadeiro, nalguns dics.), criandário (creche) criadora (f. criador), criadeira (que cria bem; ama de leite), criandeira (criadeira, nalguns dics.) criança (meninho), criatura (ser criado), crianço (criança) criáveis (pl. criável), criáveis (de criar) cribelo (órgão das aranhas), Cribelo (n.), Crivelo (n.) crica (cinta; berberecho; vulva), creca (escarapote), quirica (crica; galinha pequena), crique (dente da matraca) cricas (pl. crica; crecas), crecas (apoucado; pl. creca) cridar (gritar, nalguns dics.), gridar (gritar, nalguns dics.) crido (de crer; de cridar), creúdo (crido) crim (var.: cri; voz para chamar o porco; crina, nalgum dic.), cri (de crer) crima (de crimar), crim-na (var.: cri-a), crina (pelo de cavalo), clina (crina) crime (delito; de crimar), cri-me (de crer) criminação ((om) imputação de crime), incriminação ((om) ato de incriminar) criminais (pl. criminal), criminais (de criminar) criminal (rel. a crime), criminoso (que cometeu crime) criminar (imputar crime), incriminar (atribuir crime), acriminar (incriminar) crio (de criar), cri-o (de crer), crio- (rel. a frio) crimoterapia (crioterapia), crioterapia (terapia com frio) crioulo (rel. a europeu nado na América), crioilo (crioulo), criou-no (var.: criou-o), Creoulo (n.), crioléu (festa pop. crioula), criol (crioulo da Guiné-Bissau), criouléu (crioléu) críptico (rel. a cripta), crítico (que critica), clítico (palavra que forma unid. fonética com outra), crípton (criptónio), criptónio (el. quím.), cripto (crípton), cripto- (significa oculto) cris (gris; pop.: eclipse; punhal), cris- (criso-), Cris (rio; n.), crise (alteração), Crise (n.), crisse (pop.: eclipse) crisalho (pintura acinzentada), grisalho (acinzentado) crisálida (pupa de borboleta), crisálide (crisálida), crisalha (crisalho), grisalha (f. grisalho) crisântemo (planta), crisantemo (crisântemo) crisanto (crisântemo), Crisanto (n.) crises (pl. cris e crise), Crises (sacerdote de Apolo) crisma (unção com óleo; de crismar), carisma (faculdade de fascinar), caríssima (f. caríssimo) crismais (pl. crismal), crismais (de crismar) crismando (que vai ser crismado; de crismar), crismão ((om) monograma de Cristo), Crismão (n.) criso- (ref. a ouro), Crisso (top. gr.) crisol (cadinho), cruxol (crisol, nalguns autores), curuxol (candil, em baralhete), curuxó (curricacho), cresol (antissético), crisola (caçoleta do candil), crisólita (crisólito), crisólito (cedra preciosa) crisoprásio (ágata), crisópraso (crisoprásio) crisóstomo (crisólogo), Crisóstomo (n.) cristaleira (prateleira), cristeleira (clistereira), clistereira (mulher que dava clisteres), cristalaria (lugar onde se fabricam ou vendem objetos de cristal) cristalina (f. cristalino), Cristalina (top. e n.), cristainha (f. cristainho) cristalino (rel. ao cristal), cristainho (cristalino, nalguns dics.) cristalogia (tratado dos cristais), cristologia (tratado acerca de Cristo) cristeiro (rebelde mexicano contra o Estado laico), Cristeiro (n.) cristel (clister), cristelo (crestelo), crestelo (castrelo), crastelo (castrelo), Crastelo (top. e n.), Cristelo (top. e n.), Crestelo (top.), creste-lo (de crer e crestar) cristianismo (religião cristã), cristianíssimo (muito cristão) Cristiano (vernaculização do n. Christian; top. bras.), Cristino (n.), cristino (partidário de Mª Cristina de Borbom), cristinho (manipulável), cristão (que professa cristianismo), crestão (cresto) Cristina (top. e n.), Cristinha (top.), cristinha (dim. crista) Cristo (Redentor; n.), cristo (imagem de Cristo; planta) Cristóvão (n.), Cristovo (Cristóvão; top. e n.), Cristuovo (top.) criticaria (conjunto de críticas ou críticos), criticaria (de criticar) criva (crivo; de crivar), Criva (top.) criveira (crivo), Criveira (top.), crivadora (f. crivador), crivadura (ato de crivar) criveiro (fabricante de crivos), Criveiro (top. e n.), Cribeiro (n.), crebeiro (pequena creba ou rego; que anda à creba), Crebeiro (n.), crivador (que criva) crível (acreditável), credível (crível), criável (suscetível de se criar) crivo (peneira; de crivar), Crivo (top.), clivo (ladeira) cró (jogo), croá (caroá), croá! (som do corvo ou da rã) Croácia (país), croácia (f. croácio) croácio (croata), croata (da Croácia) croca (quarto traseiro; cocote; bugalho), crouca (croca; de croucar) croché (renda feita com agulha), crochê (croché) croeira (croieira), Croeira (top.), croieira (croial), coieira (pedregal), coeira (terreno de coios), Coeira (top.) croméis (pl. cromel), cromeis (de cromar) crómio (el.), cromo (crómio), cromo- (ref. a cor) cromossoma (corpo com fatores de hereditariedade), cromossomo (cromossoma) cronicão ((om) grande crónica), crónicon (cronicão) cronos (pl. crono), Cronos (Saturno; Diodoro C., filósofo gr.), Chronos (o Tempo) croque (vara com gancho; pancada; riço; berberecho), crouque (de croucar), croco (oco; planta; peixe; inseto), crouco (castanha; peixe; testa; de croucar), cocre (croque), cloque (são-joão; de clocar) crosta (côdea), crusta (crosta), costra (tira de madeira para cestas; crosta, nalguns dics.) cru (sem preparação), crude (ing.: petróleo cru), crou (crouco) crucéis (pl. crucel), cruzeis (de cruzar) cruciais (pl. crucial), cruciais (de cruciar) cruciante (que crucia), crucial (cruciforme; decisivo), cruciforme (em forma de cruz) crucificação ((om) crucifixão), crucifixão ((om) suplício da cruz) crucifico (crucifixo; de crucificar), crucifixo (imagem de Cristo na cruz) cruel (malvado), crudel (it.: cruel, nalguns autores), crueiro (cru), cruor (crueza), cruela (terreno sob a superfície) crueldade (qualidade de cruel), crueza (estado de cru), crudelidade (crueza) cruelíssimo (crudelíssimo), crudelíssimo (muito cruel) crúmen (crume), crume (glândula suborbitária) crus (pl. cru), cruz (cruzeiro), Cruz (top. e n.), Cruze (top.), cruze (de cruzar) crustáceo (artrópode), crustáceo (que tem crusta) cruvela (badeijo; crubela), crubela (castanha, no verbo dos arginas) cruzado (moeda de diversos países; que participa em cruzada; de cruzar), Cruzado (n.) cruzador (navio de guerra), cruzeiro (cruz de pedra; setor de cruzador; marcado com cruz; ant. moeda bras.), Cruzeiro (top. e n.), cruzalheiro (aparelho em forma de cruz), cruzeirista (que faz cruzeiro), cruzeirense (de Cruzeiro), cruzense (de Cruz), cruzenho (de Cruzes) cruzar (formar cruz; atravessar), cruciar (crucificar), cruciário (cruciante), encruzar (cruzar), encruzilhar (encruzar) cruzeira (medianiz; urutu; f. cruzeiro; listão em cruz; claro na folha de impressão; bandeira com cruz; serpente), Cruzeira (top. e n.) cruzes (pl. cruz; de cruzar), Cruzes (top. e n.) cruzinha (dim. cruz), Cruzinha (top.) ctónico (ctónio), tónico (rel. ao tom) cu (traseiro; nome da letra q, nalguns dics.), Cu (símb. cobre; top.) cuana (mulher de cu grande), cuona (cuana; f. cuão) cuanza (kwanza), kwanza (moeda de Angola), Cuanza (top.), Quanza (top.) cuáqueros (quáqueros), quáqueros (quacres), quacres (pl. quacre) cuba (tonel; de cubar), Cuba (país; top. gal. e port.; cid. Azerbaijão; n.), cuva (barbo) cubano (de Cuba, país), Cubão ((am) rio russo), covão ((om) cova grande), cubense (de Cuba, vila) cubar (fazer cubagem), cubicar (cubar), cubicular (rel. a cubículo), cubiculário (criado de quarto) cubeba (planta), cubebeira (cubeba) cubo (hexaedro regular; de cubar), Cubo (top.) cuchipé (couchopé), couchopé (cachoupinho), coxipé (couchopé) cucho (bezerro; cocho; manecho; de cuchar), Cucho (n.), cuxo (cucho; interj.), cuiso (cucho), cusso (planta), cuzo (cadelo; demo), cujo (do qual; cuxo), cuço (cãozinho; marsupial), vacujo (cujo) cuco (ave; de cucar), Cuco (top.), cucu (canto do cuco; cuco; ave africana) Cudeiro (top. e n.), Codeiro (n.) cuecas (ceroulas curtas), cuícas (pl. cuíca) cu-engurrado (castanha não cheia), cungurrado (cu-engurrado) cuia (fruto da cuieira), cuja (f. cujo), cucha (juvenca) cuico (leitão), cuíco (vendedor ambulante) cuida (suspeita; cuidado), cuida (de cuidar) cuidam (de cuidar), quidam ((uí) fulão) cuidoso (cuidadoso), cuidadoso (solícito) cujota (cajota), cajota (vadiagem; pau recurvado) culicídeo (culícida), culicídio (extermínio de mosquitos) culimada (viscosidade), culimaia (rebanho), gulimaia (sem escrúpulo), culimalhada (culimada) culminância (auge), culminação ((om) culminância) culpa (falta; de culpar), Culpa (top.) culpando (que deve ser culpado), culpando (de culpar) culpar (atribuir culpa), culapar (cair de nádegas) culpáveis (pl. culpável), culpáveis (de culpar) cultismo (qualidade de culto), culteranismo (barroquismo literário) cultivar (lavrar; variedade de cultivo), cultuar (render culto), aculturar (fazer aculturação) cultivo (cultivação; cultura; de cultivar), cultivação ((om) ato de cultivar; cultura), cultura (lavoura; civilização), cultora (f. cultor) culto (cultivado; veneração), cultuo (de cultuar) cultuais (de cultuar; pl. cultual), culturais (pl. cultural) cultual (rel. ao culto), cultural (rel. à cultura) cumano (de Cumas), decumano (10°) cumas3 (pop.: com umas), Cumas (ant. cid. da Campânia, onde estava a sibila) cumbo (medida; barbo; cambo; combo), combo (curvo; poial; de combar) Cumbrães (top.), Cumbrãos (top. e n.), cumbrãos (pl. cumbrão), coimbrãos (pl. coimbrão) cume (cimo), Cume (top.), cúmeo (cúmio), cúmio (cume), cumo (secadouro) cumeeira (cume), cumieira (cumeeira), Cumieira (top.), Cumeeira (top.), cumeira (pedra do tiro do forno), cumoeira (cumeira) cumeeiro (cumeeira), Cumeiro (top.) cumião ((om) usureiro), cumial (cume) cumpramos (de cumprir), compramos (de comprar) cumulação ((om) ato de cumular), acumulação ((om) ato de acumular) cumulativo (que se faz por acumulação), acumulativo (que se pode acumular; cumulativo), acumulador (que acumula) cunchão ((om) conchão), conchão ((om) berberecho) cuncos (pl. cunco), Cuncos (top.) cunctatório (contemporizador), cuntatório (cunctatório) Cundins (top. e n.), Condins (top. e n.), condis (de condir), condizes (de condizer) cuneiro (deputado eleito pelo caciquismo), coneiro (vulg.: mulhereiro) cunhado (parente; de cunhar), Cunhado (n.), Cunhedo (top. e n.), acunhado (apertado com cunhas; de acunhar) cunhagem (operação de cunhar), cunhamento (buraco na pedra para meter cunha) cunhãs (pl. cunhã), cunhais (pl. cunhal; de cunhar) cunqueiro (louceiro), Cunqueiro (top. e n.), Conqueiro (top.), conqueiro (fabricante de concas; cunqueiro), cuniqueiro (melindroso), concal (maçã) cupés (pl. cupé), cupez (enxárcia), cupidez (cobiça) cupida (namorada), cúpida (f. cúpido) cupido (amor), cúpido (ávido), cúpio (quota) cupulado (que tem cúpula), copulado (de copular) cupular (rel. a cúpula), copular (ter cópula) cura (padre; curação; de curar), Cura (top.) curado (de curar), curato (jurisdição de cura) curanha (ruim), curenha (f. curenho), corenha (tímido) curáveis (pl. curável), curáveis (de curar) cúrcia (nugalha), Cúrcia (n.), Acúrcia (n.) cúrcio (cabujo), Cúrcio (n.), Acúrcio (n.) curense (de Cures), curenho (tacanho) cures (de curar), Cures (top.) cúrio (el.), cure-o (de curar), Curio (top.), curie (unid.de radioatividade) curiosar (espreitar), curiosear (curiosar), cursidar (espreitar) curiosidade (qualidade de curioso), cursidade (pop.: curiosidade; var.: cursidai) curioso (inquisitivo), cursidoso (curioso; cuidadoso) curra (f. curro), Curra (top.) curral (pátio), Curral (top. e n.), Corral (n.), corral (curral, nalguns dics.) Currela (top.), Currela (n.) currinha (dim. curra), icurrinha (bandeira basca) curros (pl. curro), Curros (top. e n.) currutaco (petimetre), turrutaco (pequenote; currutaco) curtidoiro (curtidouro), curtidouro (lugar de curtimenta) curvaça (sobreosso), curvaça (aum. curva) curvilíneo (de linhas curvas), curváceo (curvilíneo, nalguns textos) Cusa (Küs), cuza (cuça), Cuza (n. bíbl.), Kusa (top. russo), cuça (cadela; invejosa) cuspe (cuspo), cuspo (saliva; de cuspir), cospe (de cuspir e cospir) Cuspedrinhos (Cospedrinhos), Cospedrinhos (top.) cuspidal (rel. a cúspide), Cospedal (top. e n.) cúspide (extremidade aguda), cuspide (var.: cuspi) cuspideira (escarradeira), cuspidura (ato de cuspir), cuspidora (f. cuspidor) cuspidor (que cospe; cuspideira), cuspidoiro (cuspidouro), cuspidouro (lugar onde se cospe) cuspindo (de cuspir), Cospindo (top.) cuspir (expelir cuspe), cospir (cuspir, nalguns dics.), cosperir (desbastar), chuspir (cuspir), cuspinhar (cuspir), cuspilhar (cuspinhar) cuspira (de cuspir), conspira (de conspirar), cospira (de cospir) cusposo (com cuspo, nalguns textos), cosposo (cabeça de lagosta custódia (ato de custodiar), Custódia (n.), custodia (de custodiar) custodinho (dim. custódio; pop.: recém-nascido), Custodinho (n.) custodio (de custodiar), custódio (que custodia), Custódio (n.) cute (epiderme), cútis (cute) cutela (cutelo grande), cuitela (cutela), coitela (cuitela), cutiela (cutela de soqueiro) cutelada (cutilada), cuitelada (cutilada), cutilada (golpe de cutelo), coitelada (cuitelada), cotelada (golpe nos cotenos), coteleada (coteleio), cutielada (cutelada) cutelaria (obra de cuteleiro), cuitelaria (cutelaria), cutilaria (cutelaria) cuteleiro (fabricante de cutelos), cuiteleiro (cuteleiro), cutileiro (cuteleiro), Cutileiro (n.) cutelo (faca), cuitelo (cutelo; beija-flor), coitelo (cutelo), Coitelo (top.) cutifada (cotifada), cotifada (disputa) cutifão ((om) empurrão), cotifão ((om) cotifeiro) cutifar (cotifar), cotifar (falar molestando)

Pesquisar este blog